O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. "No fundo o que está em jogo é a estupidez do automóvel” - Paulo Mendes da Rocha fala ao El País

"No fundo o que está em jogo é a estupidez do automóvel” - Paulo Mendes da Rocha fala ao El País

"No fundo o que está em jogo é a estupidez do automóvel” - Paulo Mendes da Rocha fala ao El País
"No fundo o que está em jogo é a estupidez do automóvel” - Paulo Mendes da Rocha fala ao El País, Paulo Mendes da Rocha, em seu escritório no centro de São Paulo. Image © Victor Moriyama
Paulo Mendes da Rocha, em seu escritório no centro de São Paulo. Image © Victor Moriyama

Aforístico e direto como de costume, Paulo Mendes da Rocha fala, em entrevista o jornal El País, sobre movimentos urbanos em São Paulo, habitação popular, Plano Diretor Estratégico e revitalização do centro. Publicada recentemente pelo jornal, nessa entrevista o vencedor do Prêmio Pritzker de 2006 deixa mais uma vez clara sua visão sobre a cidade em afirmações ácidas que atacam o conservadorismo da elite e evidenciam a importância de ir às ruas.

Sobre educação, o arquiteto comenta a antiga estratégia pública de deslocar os centros universitários do centro para regiões afastadas da cidade, ressaltando a necessidade que isso gerou dos estudantes se deslocarem de automóvel, deixando de frequentar as ruas. “O estudante que vai comer na cantina da escola é uma espécie de idiota diante do estudante que vai ao botequim da esquina e encontra o jornalista, o operário...

Para Paulo Mendes, “no fundo o que está em jogo é a estupidez do automóvel”. De posição forte sobre o assunto, o arquiteto vê a necessidade do automóvel como uma forma de escravizar o homem, tomando-lhe todo o tempo livre que este teria para “sair, ir ao teatro” ou qualquer atividade outra além do trabalho.

Leia a entrevista completa aqui.

Sobre este autor
Romullo Baratto
Autor
Cita: Romullo Baratto. ""No fundo o que está em jogo é a estupidez do automóvel” - Paulo Mendes da Rocha fala ao El País" 10 Fev 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/761954/no-fundo-o-que-esta-em-jogo-e-a-estupidez-do-automovel-paulo-mendes-da-rocha-fala-ao-el-pais> ISSN 0719-8906