Ampliar imagem | Tamanho original
Aforístico e direto como de costume, Paulo Mendes da Rocha fala, em entrevista o jornal El País, sobre movimentos urbanos em São Paulo, habitação popular, Plano Diretor Estratégico e revitalização do centro. Publicada recentemente pelo jornal, nessa entrevista o vencedor do Prêmio Pritzker de 2006 deixa mais uma vez clara sua visão sobre a cidade em afirmações ácidas que atacam o conservadorismo da elite e evidenciam a importância de ir às ruas. Sobre educação, o arquiteto comenta a antiga estratégia pública de deslocar os centros universitários do centro para regiões afastadas da cidade, ressaltando a necessidade que isso gerou dos estudantes se deslocarem de automóvel, deixando de frequentar as ruas. “O estudante que vai comer na cantina da escola é uma espécie de idiota diante do estudante que vai ao botequim da esquina e encontra o jornalista, o operário...” Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar