O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Diversos
  3. Instalação: Polivagina, uma pele leve, instável e efêmera para abrigar a Fan Riots

Instalação: Polivagina, uma pele leve, instável e efêmera para abrigar a Fan Riots

Instalação: Polivagina, uma pele leve, instável e efêmera para abrigar a Fan Riots
Instalação: Polivagina, uma pele leve, instável e efêmera para abrigar a Fan Riots, © Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

A Polivagina é uma pele ligeira, instável e efêmera para abrigar a Fan Riots, um evento artístico com curadoria de Iván Lopez Munuera para o festival de música SOS. É uma pele flexível que constrói uma condição de interioridade necessariamente pública, discutida e colocada em prova com cada uma das vídeo-instalações e performances que tiveram lugar em seu interior. É múltipla pois gera distintos espaços e percursos. Revestida de poliamida, ela reflete ao infinito a imagem dos fãs.

Saiba mais detalhes da instalação, a seguir.

© Miguel de Guzmán © Miguel de Guzmán © Miguel de Guzmán © Miguel de Guzmán + 4

A Polivagina também reivindica materialidades não normativas. Por um lado pretende ativar materiais invisíveis com o hélio e o ar, que trabalham como elementos estruturais de performatividade indefinida. Mas também pretende acomodar outros elementos que não formam parte do repertório hegemônico de materiais de construção, como são os balões utilizados em celebrações e eventos. Os balões, recipientes de hélio ou ar, funcionam como unidades construtivas que permitem cobrir grandes vãos com geometrias de curvatura dupla, sem tocar o edifício existente e numa montagem de dois dias.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Mas a Polivagina também é um experimento sobre como desenhar com incerteza. Devido à falta de especificações técnicas do comportamento do hélio e o ar quanto a sua capacidade de elevação, de sistemas de ancoragem dos balões em grande escala, etc, ao invés de desenhar o objeto ou sua geometria concreta, foram desenhadas as condições para experimentar com eles. Isto supôs por um lado aceitar a natureza dos materiais e buscar por situações de equilíbrio com o ar. Por ouro lado, a construção foi realizada através de uma oficina com estudantes da escola de arquitetura de Alicante, coordenados por Miguel Mesa, com os quais inventamos coletivamente e mediante provas e erros, os sistemas de união entre os balões, assim como uma estrutura de trabalho que permitisse a colaboração pontual de voluntário sem conhecimento de arquitetura.

Assim, a pele interior múltipla e tecnológica foi construída e habitada como um experimento (cosmopolítico) no qual gases, estudantes, luzes, fãs, sacos de areia, artistas, balões e bombeiros intermediaram condições de equilíbrio temporário, que ocorreu desde o primeiro dia de montagem e se dissolveu no último dia do festival, quando os balões foram distribuídos aos fãs que dançavam ao som de Alaska no palco principal.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Desenho: C+arquitectos (Nerea Calvillo com Marina Fernández)
Local: Murcia
Superfície: 650 m2
Ano: 2014
Cliente: Fan Riots, projeto com curadoria de Iván López Munuera para o festival de música, cultura e arte SOS 4.8.
Participantes: Greil Marcus, Tim Lawrence, Amparo Lasén, Eloy Fernández-Porta, Abel Hernández Pozuelo, Marisol Salanova, Silvia Martínez, Servando Rocha, Remedios Zafra, Kiko Amat, Henry Jenkins, Fernando Castro Flórez, P.A. Cruz, FruFru, Jorge López Conde, Equipo Palomar, Cooking Sections, Ryan Rivadeneyra, Black Tulip, Zackary Drucker, Candice Breitz, Humberto Vélez, Bollería Industrial.
Montagem: Taller realizado con estudiantes de arquitectura de la Universidad de Alicante dirigido por Miguel Mesa del Castillo: Vicent Ibi, Rebeca Férez, Gloria Herranz, Irene Corcoles, Maria Cabañero, Andrea Montoya, Martín Carballo, Jesús M. Saorín, Isabel Blanco, Rosa Villaescusa, José Miguel Asencio, Carlos Sanjuán, Jose Diaz, Beatriz Antón, Marta Navarro, Mercedes Muela, Rafael Hernández, Vicente Llinares, Jesús Cases, Viviana Bey, Elisabeth Ferrando, Carlos Lidon, Mark S. Hamaoka, Carlos E. Pérez, Alberto Navarro,Carlos Paternina, y voluntarios de la Universidad de Murcia.
Fotografias e vídeo: Miguel de Guzmán

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán
Sobre este autor
Cita: Yávar, Javiera. "Instalação: Polivagina, uma pele leve, instável e efêmera para abrigar a Fan Riots" [Instalación: Polivagina, una piel ligera, inestable y efímera para albergar Fan Riots] 08 Fev 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/761389/instalacao-polivagina-uma-pele-leve-instavel-e-efemera-para-abrigar-a-fan-riots> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.