Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Pedestrianização da Times Square deve ser concluída em 2016

Pedestrianização da Times Square deve ser concluída em 2016

Em 2009, Michael Bloomberg, ex-prefeito de Nova York, fechou parte da Avenida Broadway para os carros e instalou praças temporárias com o objetivo de aumentar a segurança para os pedestres e diminuir o congestionamento de veículos. A medida foi implementada como um experimento e se tornou um sucesso, assim, em fevereiro de 2010, tornou-se permanente entre as avenidas 42 e 47.

Desde então se passaram mais de 4 anos e a Times Square já se consolidou como um local de pedestres onde transitam diariamente 400 mil pessoas e se realizam grandes eventos todos os anos. Contudo, em consequência disso tem se desgastado, de modo que os departamentos de Projeto e Construção e de Trânsito da cidade contrataram o escritório de arquitetura norueguês Snohetta para desenvolver um projeto urbano para aumentar e melhorar o mobiliário da região e aumentar o espaço para pedestres.

Veja as medidas do projeto e mais imagens na continuação.

Desde que a Times Square passou a ter mais espaços para os pedestres, as lesões causadas por acidentes de trânsito baixaram 33% e o número de estabelecimentos comerciais aumentaram 180%.

Frente a estes bons resultados, a proposta de Snøhetta visa melhorar ainda mais o panorama, criando espaços de qualidade para os transeuntes. A primeira etapa dos trabalhos já pode ser vista entre as avenidas 42 e 43, que foi inaugurada antes da última festa de ano novo e consistiu em instalar mobiliário urbano e rebaixar as calçadas para que o lugar se torne uma grande esplanada, facilitando a drenagem durante as chuvas.

© Snøhetta
© Snøhetta

No total, os trabalhos compreenderam na remodelagem de 130.000 m² e a construção de cinco praças entre as avenidas 42 e 47, custando US$ 55 milhões - a maior intervenção das últimas décadas. Estas cinco novas praças são parte do plano que Bloomberg iniciou durante seu mandato e fazem parte da estratégia de criar 59 praças em diversos pontos da cidade.

© Snøhetta
© Snøhetta

O projeto que Snohetta propõe busca promover o caráter de espaço público multifuncional, integrando a importância icônica da Times Square e de Nova Iorque. Sobre isto o arquiteto Craig Dykersdisse que “nosso objetivo é melhorar a qualidade e o ambiente deste lugar histórico para os turistas e moradores, pedestres e ciclistas”.

Neste sentido, optaram não somente por ressaltar o aspecto de espaço público que há no cruzamento da Avenida Broadway e a 7º Avenida, mas este cenário aberto que ocorre no centro de Manhattan, rodeado de edifícios emblemáticos que criam um ambiente de muita identidade para a cidade.

© Snøhetta
© Snøhetta

A distribuição dos bancos será similar em todas as novas praças, para que em conjunto criem uma coluna vertebral na Times Square que servirá aos eventos públicos e como um sistema de orientação para os turistas. O piso dos passeios de pedestres será de concreto com discos de aço embutidos que refletem - em menor medida - as luzes de neon das telas de publicidade nas fachadas dos edifícios.

© Snøhetta
© Snøhetta

Via Plataforma Urbana. Tradução Arthur Stofella, ArchDaily Brasil.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Constanza Martínez Gaete. "Pedestrianização da Times Square deve ser concluída em 2016" 26 Abr 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/601289/pedestrianizacao-da-times-square-deve-ser-concluida-em-2016> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.