O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. "Éclats de verre": vidros quebrados de luz / Atomic3

"Éclats de verre": vidros quebrados de luz / Atomic3

"Éclats de verre": vidros quebrados de luz / Atomic3
"Éclats de verre": vidros quebrados de luz / Atomic3, Cortesia Atomic3
Cortesia Atomic3

A cidade de Montreal (Canadá), sempre foi conhecida como “a cidade dos cem campanários”, e Atomic3 rompeu o coração desta grande cidade, estendendo grandes vidros quebrados reorganizados em um labirinto lúdico que oferece uma experiência de imersão aos visitantes, e um panorama colorido aos transeuntes.

Cortesia Atomic3

O objetivo deste evento produzido pela associação de espetáculo no bairro: Partenariat du Quartier des Spetacles in Montreal é vencer a tristeza do inverno, utilizando a interação da luz na instalação; a iluminação é o meio de transmissão.
Ganhador do concurso Créer l’hiver, o projeto “Ecláts de verre” é uma das três obras que compõe a obra Luminothérapie 2012.

Éclats de verre transforma a Praça Émilie-Gamelin, localizada no bairro latino, em um campo de cores vibrantes. Os transeuntes estão convidados a entrar em um labirinto de 60 painéis de vidros multicoloridos que ganham vida quando são tocados pela luz do sol.

Cortesia Atomic3

Quando a noite cai, os painéis iluminam através da mudança de reflexos multicoloridos. No outro lado da praça, a fachada massiva do “Hotel des Gouverneurs” (hotel dos governantes), se converte no telão de fundo para as projeções de vídeo, enquanto que as três esculturas de Melvin Charnet, visualizadas no norte da praça, se inundam de luz.

Cortesia Atomic3

Localizados nas bases giratórias equipadas com sensores, os cubos estão projetados para induzir as projeções do local de iluminação, paisagens sonoras e de vídeo. Simplesmente por moverem-se, os visitantes podem transformar seu entorno imediato.

Cortesia Atomic3

Desde a fusão da iluminação e da arquitetura, as projeções do vídeo sobre a fachada do Hotel, dão aos visitantes a oportunidade de reformar sua estrutura monolítica. A desconstrução da fachada deste edifício com vistas para a praça, seguem a postura de Charney, que utiliza elementos da fachada dos edifícios circundantes para criar suas três esculturas.

Cortesia Atomic3

Félix Dagenais, Louis-Xavier Gagnon-Lebrun e Eric Gautron fundaram Éclast de verre na Atomic3.Os três artistas/projetistas que conceberam esta obra única, fazem da luz a inatividade do inverno; com uma tela de cores vivas, convida aos espectadores no interior da performance e lhes dá a oportunidade de recuperar um espaço frequentemente ignorado pelo público

 

Projeto e iluminação:Atomic3 - Félix Dagenais, Louis-Xavier Gagnon-Lebrun, Eric Gautron
Produzido por: Michel Granger
Equipe: Les Ateliers Numériques – Jean Philippe: sistema interativo; Jean-Sébastien Côté: projeto de som; Alexis Rivest: programação de video; empresa vyv: imagen da tela e o sistema de processamento
Localização: Place Émilie-Gamelin, Montreal, Canadá
Cliente: Partenariat du Quartier des Spectacles
Ano: Inverno 2011-2012
Superfície: 4.645 m²
Fotografias: Martine Doyon, Jean-Sébastien Côté, Louis-Xavier Gagnon-Lebrun

Sobre este autor
Cita: Leonardo Marquez. ""Éclats de verre": vidros quebrados de luz / Atomic3" 05 Jul 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/57917/eclats-de-verre-vidros-quebrados-de-luz-atomic3> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.