O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Arte e Arquitetura: Building Cuts, Gordon Matta Clark

Arte e Arquitetura: Building Cuts, Gordon Matta Clark

Arte e Arquitetura: Building Cuts, Gordon Matta Clark
Arte e Arquitetura: Building Cuts, Gordon Matta Clark

Gordon Matta Clark é um artista/arquiteto nascido nos Estados Unidos, filho do pintor chileno Roberto Matta e da pintora estado-unidense Anne Clark.

Um dos trabalhos ou séries de maior destaque deste artista é o denominado “Building Cuts”. Verdadeiros cortes em edifícios ou construções abandonadas e a transformação de parte delas em espaços como museus ou galerias, colando em manifesto a construção, a estrutura, a ordem e a vida que foram capazes de dar suporte, a partir de uma proposta artística.

A relevância de Matta Clark, em minha opinião, é que trabalha a maneira de um arquiteto, no entanto, traduz essa lógica a outro campo, o da arte, e este é o que trabalha sobre o construído, e nesse sentido, a arquitetura.

Um tema que influirá em seu trabalho é sua formação como arquiteto na década de 60 na Universidade de Cornell, Ithaca, profissão que, porém, nunca exerceu. Particularmente influente em seu trabalho será a pessoa e visão do teórico de arquitetura Colin Rowe, ligado a Cornell e bastante influente na forma de pensar a arquitetura.

Será no começo dos anos 70, enquanto formava parte do grupo Anarchitecture em Nova York, que começará a exploração e a trabalhar a série Building Cuts, desconstruções, destacadas pela remoção da casa de Love Canal, ou sua proposta na IX Bienal de Paris, na qual perfurou duas casas antigas no distrito de Les Halles, através de uma broca cônica.

Além dos cortes, outras operações que explorou foram o deslocamento de partes ou fragmentos destes edifícios e sua colocação em lugares diferentes, destacando o apuro e capacidade de suas seleções, que de podiam levar sua proposta a outras esferas, como a de uma galeria de arte ou de uma exposição.

Um tema a se observar é que suas obras, não somente, reduzem-se a si mesmas, já que são muito difíceis de mover, mas traduzem e perpetuam-se no tempo através da fotografia, da colagem ou do vídeo, processos realizados pelo próprio artista e  que tornam-se arte em si mesmos, algo cada vez mais comum na forma de se conhecer arquitetura hoje em dia, onde a fotografia completa-se com novos formatos, como o do vídeo, que buscam aproximar-nos de modo mais real à obra.

Matta Clark é um artista ou um arquiteto?

 

 Texto original em espanhol: Autor: Arqto. Guillermo Hevia Garcia 

Cita: Marina de Holanda. "Arte e Arquitetura: Building Cuts, Gordon Matta Clark" 02 Fev 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/27310/arte-e-arquitetura-building-cuts-gordon-matta-clark> ISSN 0719-8906