O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Cinema e Arquitetura: A cenografia desenhada por Salvador Dalí para "Spellbound" de Hitchcock

Cinema e Arquitetura: A cenografia desenhada por Salvador Dalí para "Spellbound" de Hitchcock

Cinema e Arquitetura: A cenografia desenhada por Salvador Dalí para "Spellbound" de Hitchcock
Cinema e Arquitetura: A cenografia desenhada por Salvador Dalí para "Spellbound" de Hitchcock, Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com
Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com

Buscando introduzir a psicoanálise em seus filmes, Alfred Hitchcock convidou, em 1945, Salvador Dalí para criar a cenografia da sequência onírica de "Spellbound" ("Quando fala o coração", no Brasil). Foi assim que o espanhol produziu mais de 20 minutos de cenas surrealistas, das quais apenas alguns poucos minutos foram aprovados para a edição final. Estruturas arquitetônicas impossíveis e esquizofrênicas cenografias podem ser vistas no filme, as quais pelo estilo podem se relacionar diretamente com as pinturas surrealistas do artista.

Hitchcock comentou: "Eu tinha a impressão de que se deveriam ser apresentadas sequências oníricas, estas deveriam ser vividas... chamei Dalí por sua grande execução gráfica. Desejava apresentar os sonhos com uma grande nitidez e claridade visual, mais precisos que o próprio filme: as longas sombras, a infinidade da distância e as linhas convergentes da perspectiva” .

Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com
Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com

"Parecia como uma casa de jogos, mas não tinha paredes... apenas muitas cortinas com olhos pintados. Um homem que passeava com enormes tesouras e cortava as cortinas pela metade".

Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com
Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com

"Havia alguém sobre o telhado inclinado de um edifício, era um homem barbudo, gritei para que ele tivesse cuidado... então, começou a cair vagarosamente com os pés no ar. Logo, voltei a ver o proprietário, estava escondido atrás de uma chaminé e tinha uma roda em sua mão. O vi arremessar a roda ao telhado".

Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com
Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com

"Não sei porquê eu corria, algo me golpeava a cabeça, um grande par de asas que me perseguiram até que cheguei ao pé da montanha".

Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com
Secuencia Onírica de Salvador Dalí en "Spellbound" (1945). Image © horrordigital.com

SINOPSE

O diretor de uma clínica psiquiátrica, o doutor Murchison, será substituído pelo doutor Edwardes. Nesse centro também trabalha a doutora Constance Petersen, que é caracterizada por sua dedicação psiquiátrica e por seu caráter frio e distante. Quando chega o doutor Edwardes, Constance se apaixona perdidamente por ele. Mas nada é o que parece.

Veja a sequência de quase três minutos na continuação.

* Mais sobre Hitchcock e Arquitetura no seguinte link.

Cine y Arquitectura: "Destino", una colaboración entre Walt Disney y Salvador Dalí

Cita: Franco, José Tomás. "Cinema e Arquitetura: A cenografia desenhada por Salvador Dalí para "Spellbound" de Hitchcock" [Cine y Arquitectura: La escenografía diseñada por Salvador Dalí para "Spellbound" de Hitchcock] 14 Fev 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/177136/cinema-e-arquitetura-a-cenografia-desenhada-por-salvador-dali-para-spellbound-de-hitchcock> ISSN 0719-8906