O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Pergunte à Arup: Quais as melhores maneiras de utilizar o 3ds Max em arquitetura?

Pergunte à Arup: Quais as melhores maneiras de utilizar o 3ds Max em arquitetura?

Pergunte à Arup: Quais as melhores maneiras de utilizar o 3ds Max em arquitetura?
Pergunte à Arup: Quais as melhores maneiras de utilizar o 3ds Max em arquitetura?, Cortesia de Arup Connect
Cortesia de Arup Connect

Este artigo foi publicado originalmente em Arup Connect como "Ask Arup: Visualization Edition."

Em nossa última rodada de Pergunte ao Arup, o leitor Biserat Yesflgn, do ArchDaily, pediu dicas sobre o software de visualização 3ds Max (anteriormente conhecido como 3D Studio Max). Conversamos com o especialista em visualização nova-iorquino Anthony Cortez, do escritório Arup, para saber como ele usa o programa, quais competências os artistas de visualização em perspectiva precisam ter e como o campo está evoluindo.

Cortez usa técnicas de visualização para identificar potenciais preocupações de segurança sobre as propostas de alinhamentos de estradas. O recurso Exibição Civil fixado em 3ds Max permite-lhe tirar dados de alinhamento da estradas em 3D no Autodesk Civil 3D ou Incursões da Bentley e vinculá-lo dinamicamente para 3ds Max. Imagem Cortesia de Arup Connect
Cortez usa técnicas de visualização para identificar potenciais preocupações de segurança sobre as propostas de alinhamentos de estradas. O recurso Exibição Civil fixado em 3ds Max permite-lhe tirar dados de alinhamento da estradas em 3D no Autodesk Civil 3D ou Incursões da Bentley e vinculá-lo dinamicamente para 3ds Max. Imagem Cortesia de Arup Connect

Venho trabalhando com a Arup nos últimos 10 anos. Utilizamos o 3ds Max como suporte em nossos escritórios multidisciplinares para visualizar projetos durante as fases de concepção e construção, para mostrar ao público como os edifícios e projetos de infraestrutura se parecerão antes que eles realmente sejam construídos.

Como as outras pessoas usam o programa? Os arquitetos o utilizam de forma diferente do que você faz, por exemplo?

A força do 3ds Max é a sua versatilidade. Não é uma ferramenta de uma só indústria. Desde cinema, efeitos visuais, jogos de vídeo game e comerciais até visualizações arquitetônicas, as pessoas usam o programa para modelagem, mapeamento de texturas, iluminação, animação e renderização. Os arquitetos usam-no para visualizar modelos de edifícios. Há designers de jogos que o utilizam para criar animações de jogos e ambientes; a indústria de efeitos visuais faz seu uso para criar simulações de multidões e explosões.

Aqui na Arup usamos todas essas coisas que Hollywood e os criadores de jogos utilizam, mas aplicando-as para a engenharia e arquitetura.

Temos engenheiros de iluminação aqui no escritório que estudam como a luz atinge as superfícies e é refletida e absorvida pelos materiais. Usamos 3ds Max para visualizar como a luz se comporta fisicamente na vida real. Nos dias de hoje, é muito difícil identificar a diferença entre uma fotografia e uma renderização.

Renderização de um estudo de plano diretor, combinando arquitetura, geotecnia, sustentabilidade, e dados SIG para visualizar um terreno de 34 hectare em South Wales. Imagem Cortesia de Arup Connect
Renderização de um estudo de plano diretor, combinando arquitetura, geotecnia, sustentabilidade, e dados SIG para visualizar um terreno de 34 hectare em South Wales. Imagem Cortesia de Arup Connect

Há também um projeto em que estamos trabalhando, de uma nova ponte para a cidade de Nova York, onde estamos tirando fotos a partir de vários pontos de vista estratégicos em torno da área do vale do Hudson e fazendo fotomontagens do projeto, para criar um estudo de impacto visual fotorrealista e mostrar como o projeto será, para que possamos passar para o próximo estágio no processo de aprovação.

Estas são algumas maneiras de usá-lo.

Você está trabalhando muito com aplicações de realidade aumentada. O 3ds Max desempenha algum papel nisso?

Bem, tradicionalmente, a nossa forma de exportar o que é feito no 3ds Max é através de renderizações, ou animações em real-time, como motores de jogos. Mas o que é novo é uma plataforma chamada realidade aumentada (AR), onde somos capazes de levar objetos em 3 dimensões e sobrepô-los no mundo real, sendo possível interagir com estes objetos em tempo real, semelhante ao que já vimos em filmes como Minority Report, Avatar ou Ironman.

Nós usamos o AR em alguns projetos, incorporando modelos de informação sobre os planos de construção do terreno. Quando o seu smartphone ou tablet reconhece a página, os modelos são sobrepostos, dando-lhe uma melhor compreensão do projeto no terreno em três dimensões.

Este aplicativo também funciona no local de trabalho. Nossos engenheiros recentemente foram a Montana para um projeto e puderam acessar modelos de projeto geolocalizados e sobrepô-los na paisagem. O valor disto é que permite a colaboração em tempo real com os clientes, permitindo-lhes visualizar as coisas que os arquitetos e engenheiros estão propondo. Isto leva a uma melhor tomada de decisões durante o processo de projeto.

Estamos apenas engatinhando com esta tecnologia, e eu estou realmente animado tentar expandí-la.

Parece que o mundo visualização arquitetônica está mudando muito rapidamente. Quais as habilidades que as pessoas precisarão para trabalhar neste campo nos próximos anos?

Ter um bom fundamento dos princípios do projeto é fundamental: ter um bom olho no que diz respeito à composição, atenção aos detalhes. Ser capaz de entender como interpretar plantas, fachadas, cortes transversais. E também, paralelamente, ser capaz de entender como o tempo funciona em objetos animados. Compreender como a luz se comporta quando ela interage com materiais físicos e, então, ter bom senso de organização e otimização dessas cenas virtuais.

O que quer dizer com isso?

Digamos que você tenha várias luzes incidindo em uma superfície e refletindo-se dela, em seguida, batendo na janela e passando por dois ou três níveis diferentes de vidro, com reflexão e refração. Parte da luz atravessa, outro tanto é refletido e atinge o teto, etc. Se todo este cálculo tiver que ser feito, isso pode levar horas para processar um quadro de animação, enquanto que se você otimizar a cena e ajustar a geometria e as configurações de materiais, é possível equilibrar o tempo em relação à qualidade da renderização para que o processamento não tome tanto tempo - talvez apenas uma fração do que demoraria - mas ainda teremos um nível aceitável de qualidade. Assim, é necessário um equilíbrio entre tempo e qualidade.

Nós usamos o 3ds Max para visualizar como as ondas sonoras viajam através de espaços. O recurso Particle Flow do 3ds Max permite a configuração eficiente de partículas que refletem e são absorvidas pelas superfícies. Imagem Cortesia de Arup Connect
Nós usamos o 3ds Max para visualizar como as ondas sonoras viajam através de espaços. O recurso Particle Flow do 3ds Max permite a configuração eficiente de partículas que refletem e são absorvidas pelas superfícies. Imagem Cortesia de Arup Connect

Além do 3ds Max, o que você considera os programas básicos que as pessoas devem conhecer?

O resto do pacote de projetos da Autodesk, como Revit, AutoCAD e Civil 3D. O Rhino é uma excelente ferramenta para a modelagem paramétrica. Também é útil saber utilizar todo o pacote Adobe Creative Suite, incluindo Photoshop, After Effects e Premiere Pro.

Como você acha que a indústria será daqui dez anos? Que mudanças você antecipa?

Você será capaz de acessar dados de qualquer lugar que estiver através de dispositivos de computação incorporados nas vestimentas, sobrepondo e interagindo com objetos virtuais no topo do mundo real, semelhante, mais uma vez, com o que já filmes no cinema, em Minority Report ou Avatar.

Eu não acho que vamos ter que esperar mais uma década, no entanto. Fiquem de olho em empresas como a Meta, por exemplo, que está desenvolvendo óculos de realidades aumentadas.

Renderização do Fulton Center. Imagem Cortesia de Arup Connect
Renderização do Fulton Center. Imagem Cortesia de Arup Connect
Sobre este autor
Arup Connect
Autor
Cita: Arup Connect. "Pergunte à Arup: Quais as melhores maneiras de utilizar o 3ds Max em arquitetura?" [Ask Arup: What Are the Best Ways to Use 3ds Max in Visualizations?] 13 Out 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/145454/pergunte-a-arup-quais-as-melhores-maneiras-de-utilizar-o-3ds-max-em-arquitetura> ISSN 0719-8906