O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. PowerWINDows:Uma Proposta para Turbinas de Vento compatíveis em Arranha-Céus

PowerWINDows:Uma Proposta para Turbinas de Vento compatíveis em Arranha-Céus

PowerWINDows:Uma Proposta para Turbinas de Vento compatíveis em Arranha-Céus
PowerWINDows:Uma Proposta para Turbinas de Vento compatíveis em Arranha-Céus, Cortesia de University of Wollongong
Cortesia de University of Wollongong

Estaria vindo por aí uma nova revolução em turbinas de vento? Uma equipe da universidade australiana de Wollongong (UOW), em colaboração com a empresa líder de engenharia naval Birdon Pty Ltd., desenvolveu a PoweWINDows - um novo tipo de conversor que vento em energia que tem potencial de ser visto em edifícios em breve.

Leia mais sobre esta nova ideia a seguir...

Parece a coisa mais natural a ser feita, explorar a altura e a forma dos grandes edifícios, instalando turbinas eólicas para diminuir as necessidades de energia. No entanto, experiências passadas mostraram que não é assim tão simples. Além de gerar energia, as turbinas  também produzem ruídos, vibrações e turbulências, o que significa que idealmente elas devem ser localizados no campo, ou afastados da civilização.

O Strata Tower, de Londres, foi saudado como o primeiro edifício a incorporar as tradicionais turbinas eólicas estruturalmente. Após sua conclusão, esperava-se que elas forneceriam mais de 8% das demandas de energia no edifício. No entanto, os moradores que haviam desembolsou milhares de dólares para os apartamentos de cobertura sob as turbinas não estavam muito contentes com o barulho acima. Agora, as turbinas passam a maior parte do tempo ociosas.

Os painéis podem ser usados ​​autônomos ou em parques eólicos; Cortesia de University of Wollongong
Os painéis podem ser usados ​​autônomos ou em parques eólicos; Cortesia de University of Wollongong

Para anular este problema, o Professor Farzad Safaei passou quatro anos desenvolvendo a PowerWINDows, turbinas eólicas modulares, que mantém os ruídos das vibrações e os custos operacionais a um mínimo. Sua invenção é uma matriz de pequenos painéis dispostos em uma grade. Cada painel representa uma turbina em miniatura, que rotaciona na mesma direção do vento, ao contrário das tradicionais, que correm perpendicularmente a ele. Ao alterar o sentido de rotação, os painéis geram menos ruído e menos turbulências, ao mesmo tempo que colocam menos pressão sobre a estrutura de apoio. O resultado é um captador de energia que pode ser instalado em prédios altos, de maneira modular, permitindo que a matriz possa expandir-se gradualmente conforme necessário.

Ao colaborar com a empresa Birdon, a universidade espera desenvolver aplicações futuras, abrindo o caminho para um futuro onde as pessoas e as turbinas eólicas possam viver em harmonia.

via The University of Wollongong

Sobre este autor
Nicky Rackard
Autor
Cita: Rackard, Nicky. "PowerWINDows:Uma Proposta para Turbinas de Vento compatíveis em Arranha-Céus" [PowerWINDows: A Proposal for Skyscraper-Compatible Wind Turbines] 13 Mai 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/113095/powerwindows-uma-proposta-para-turbinas-de-vento-compativeis-em-arranha-ceus> ISSN 0719-8906