PowerWINDows:Uma Proposta para Turbinas de Vento compatíveis em Arranha-Céus

PowerWINDows:Uma Proposta para Turbinas de Vento compatíveis em Arranha-Céus

Estaria vindo por aí uma nova revolução em turbinas de vento? Uma equipe da universidade australiana de Wollongong (UOW), em colaboração com a empresa líder de engenharia naval Birdon Pty Ltd., desenvolveu a PoweWINDows - um novo tipo de conversor que vento em energia que tem potencial de ser visto em edifícios em breve.

Leia mais sobre esta nova ideia a seguir...

Parece a coisa mais natural a ser feita, explorar a altura e a forma dos grandes edifícios, instalando turbinas eólicas para diminuir as necessidades de energia. No entanto, experiências passadas mostraram que não é assim tão simples. Além de gerar energia, as turbinas  também produzem ruídos, vibrações e turbulências, o que significa que idealmente elas devem ser localizados no campo, ou afastados da civilização.

O Strata Tower, de Londres, foi saudado como o primeiro edifício a incorporar as tradicionais turbinas eólicas estruturalmente. Após sua conclusão, esperava-se que elas forneceriam mais de 8% das demandas de energia no edifício. No entanto, os moradores que haviam desembolsou milhares de dólares para os apartamentos de cobertura sob as turbinas não estavam muito contentes com o barulho acima. Agora, as turbinas passam a maior parte do tempo ociosas.

Os painéis podem ser usados ​​autônomos ou em parques eólicos; Cortesia de University of Wollongong
Os painéis podem ser usados ​​autônomos ou em parques eólicos; Cortesia de University of Wollongong

Para anular este problema, o Professor Farzad Safaei passou quatro anos desenvolvendo a PowerWINDows, turbinas eólicas modulares, que mantém os ruídos das vibrações e os custos operacionais a um mínimo. Sua invenção é uma matriz de pequenos painéis dispostos em uma grade. Cada painel representa uma turbina em miniatura, que rotaciona na mesma direção do vento, ao contrário das tradicionais, que correm perpendicularmente a ele. Ao alterar o sentido de rotação, os painéis geram menos ruído e menos turbulências, ao mesmo tempo que colocam menos pressão sobre a estrutura de apoio. O resultado é um captador de energia que pode ser instalado em prédios altos, de maneira modular, permitindo que a matriz possa expandir-se gradualmente conforme necessário.

Ao colaborar com a empresa Birdon, a universidade espera desenvolver aplicações futuras, abrindo o caminho para um futuro onde as pessoas e as turbinas eólicas possam viver em harmonia.

via The University of Wollongong

Sobre este autor
Cita: Rackard, Nicky. "PowerWINDows:Uma Proposta para Turbinas de Vento compatíveis em Arranha-Céus" [PowerWINDows: A Proposal for Skyscraper-Compatible Wind Turbines] 13 Mai 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-113095/powerwindows-uma-proposta-para-turbinas-de-vento-compativeis-em-arranha-ceus> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.