O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Bilbao: a arte como propulsora da cidade

Bilbao: a arte como propulsora da cidade

Bilbao: a arte como propulsora da cidade
Bilbao: a arte como propulsora da cidade, Mapa mundi, por Jek Larson
Mapa mundi, por Jek Larson

Texto por Francisca Codoceo via Plataforma Urbana. Tradução Archdaily Brasil.

16 anos se passaram desde que inauguraram o Museu Guggenheim de Bilbao, o singular edifício de curvas prateadas idealizado pelo arquiteto canadense, Frank Gehry, que hoje em dia é um postal desta cidade basca para o mundo. Em grande parte, a construção do museu foi responsável pelas iniciativas de recuperação do Rio Nervión (arredores do rio que atravessa a cidade) e sua reurbanização para as artes e o ócio, impulsionadas por novas organizações e conselhos da cidade através do Plano Estratégico de Revitalização Metropolitana de Bilbao .

Recordar esta marca não é casual: por estes dias, o Conselho Municipal de Bilbao, o Conselho Provincial de Bizkaia (algo como governo estadual) e os museus, galerias e agentes artísticos mais importantes da cidade, anunciaram o projeto Bilbao Art District, com o que se pretende levar arte para as ruas para promover o interesse artístico da cidade.

Os organizadores destacam que este projeto deva ser sustentável ao longo do tempo e o evento que lançará oficialmente no próximo 3 e 4 de Maio tem sido chamado de Fim de Semana das Artes, onde se espera que os moradores locais desfrutem ao ar livre de concertos de música ao vivo, intervenções artísticas, performances e outras propostas culturais e de ócio.

O fenômeno Guggenheim conseguiu dar a personalidade artística à cidade”, disse ao El País, Petra Perez, diretora da galeria Vanguardia e uma das promotoras do projeto. Por isso, o principal objetivo de Bilbao Art District (BAD) é colocar Bilbao em um circuito internacional de Arte, aproveitando que está em Madrid e Bordeaux, duas importantes e emblemáticas cidades que ajudariam a atrair as personalidades da cultura, colecionadores nacionais e internacionais, críticos e turistas culturais.

Para o desenvolvimento do BAD, foi proposto utilizar as ruas como plataforma para aumentar o conhecimento sobre os artistas locais e, por sua vez, potencializar os mais de 50 negócios de bairro: galerias, livrarias, restauradores, antiquários, estúdios de arquitetos, academias de música, de dança e de artes cênicas.

Mas o que há de bom neste distrito?

Uma particularidade do BAD é ser um projeto que vem para consolidar um fenômeno artístico que ocorre vários anos na zona de Ensanche, comprendida entre o Museu Marírimo, Jardins de Alba, Colón de Larreategui e o Passeio de Abandoibarra. Nesta zona, que foi um bairro industrial até antes da crise econômica dos anos 70, hoje podemos encontrar: o Museu de Belas Artes de Bilbao, o Museu Guggenheim de Bilbao, o Museu Marítimo, 3 salas de arte e conferências, 10 galerias de arte, 3 prestigiosas oficinas de restauro, 5 antiquário, 1 casa de leilões, 3 oficinas de quadros, 3 livrarias de arte e 3 lojas de decoração e desenho.

© FMGB Guggenheim Bilbao Museoa, 2013.
© FMGB Guggenheim Bilbao Museoa, 2013.

Questionada sobre se o momento de crise econômica que vive a Espanha pode ser ruim para o projeto, a adjunta de Cultura, Josune Aritzondo, disse ao meio de comunicação local Deia: “É importante não adiar as iniciativas motivadoras de atividade, esperando momentos melhores. Agora, mais que nunca, é necessário que realizemos este tipo de evento e que nos coloquemos em uma caminhada  para programas com este positivismo, que é gerador de atividades e vitalidade que tanto necessitamos nestes tempos”.

Em geral, os organizadores do BAD mostraram-se convencidos de que a indústria criativa tem uma incidência efetiva no impulso da atividade econômica e na criação de empregos, e ainda, um alto potencial para o fomento do conhecimento e atração de visitantes. Esta visão é avaliada pelo Fundo Social Europeu (FSE), que co-financiou por 50% das ações deste projeto, na medida em que buscam a implantação de estratégias inovadoras de comercialização através da colaboração no setor de arte.

Para os dias do Fim de Semana das Artes, os museus ofereceram horários e programações especiais, as galerias inaurarão ao mesmo tempo suas exposições e os comercios e hoteis da área irão preparar interessantes propostas. Desta maneira, Bilbao se inclui em iniciativas similares realizadas em cidades como Berlim, Milão, Londres, Miami, Helsinki e Oslo.

Cita: Fernanda Britto. "Bilbao: a arte como propulsora da cidade" 09 Mar 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/101909/bilbao-a-arte-como-propulsora-da-cidade> ISSN 0719-8906