Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Harvard University Graduate School Of Design

Harvard University Graduate School Of Design: O mais recente de arquitetura e notícia

As lições de Lacaton & Vassal para se construir modestamente

A dupla francesa Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal é conhecida por suas intervenções delicadas, reorientando estruturas negligenciadas com aparente facilidade. Originalmente publicado no site Harvard Gazette com o título original de "They Build, But Modestly", este artigo reconta as lições que eles ofereceram aos alunos em uma palestra na Harvard Graduate School of Design.

Por volta de 1980, dois jovens arquitetos terminaram sua graduação em Bordeaux, na França, e mudaram-se para a Nigéria. Nas regiões remotas do país africano, eles foram inspiradas pelas estruturas simples que viram em meio às impressionantes paisagens do deserto. As casas eram abertas ao ar, tinham telhados de palha utilitários e eram feitas com pedaços de madeira local. A modéstia prevalecia em estruturas que também traziam beleza.

As lições de construção na África permaneceram com Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal em sua prática baseada em Paris, Lacaton & Vassal: usar o que há no local, permanecer simples, abraçar o ar livre e honrar luz, liberdade e graça. Eles praticam arquitetura social baseada na economia, na modéstia e na beleza dos espaços.

Palais de Tokyo Expansion / Lacaton & Vassal. Image © 11H45 Nantes School of Architecture / Lacaton & Vassal. Image © Philippe Ruault Palais de Tokyo Expansion / Lacaton & Vassal. Image © 11H45 23 Semi-collective Housing Units / Lacaton & Vassal. Image © Philippe Ruault + 8

As 100 melhores universidades do mundo para estudar arquitetura

O website da QS publicou sua lista anual das melhores universidades do mundo em 2015, cobrindo 36 temas baseados em "reputação acadêmica, reputação dos empregadores, e impacto em pesquisa". A companhia, que disse analisar as 800 melhores universidades do mundo, começou a publicar seu ranking anual em 2011. Na lista das melhores universidades para estudar arquitetura deste ano aparecem duas universidades brasileiras, a Universidade de São Paulo, na 33ª posição, e a Universidade Federal do Rio de Janeiro, empatada com outras na 51ª colocação. Veja a seguir o ranking completo e acesse a lista interativa na página da QS.

Rem Koolhaas: sobre Identidade, Ásia, Bienal e outras coisas

Nesta entrevista, publicada originalmente na The Architectural Review, Andrew Mackenzie senta com fundador do OMA, Rem Koolhaas, para discutir a Bienal de Veneza, a extinção da identidade nacional, sua fascinação pela Ásia, a ligação entre "De Rotterdam" e "Delirious New York" e o futuro da profissão.

Sua proposta deste ano para a Bienal de Arquitetura de Veneza pergunta se a identidade nacional tem sido, como você diz, "sacrificada para a modernidade". Alguns podem ver isso como um projeto de recuperação, não muito diferente do regionalismo de Frampton. Como você diferencia sua proposta da de Frampton?

Bem, Kenneth Frampton é um cara inteligente, mas o problema é que ele olhou para o regionalismo como um antídoto para o desenvolvimento cosmopolita. Ao fazê-lo, perverteu a causa do regionalismo, porque de repente o regionalismo foi mobilizado como uma causa particular que não poderia ser sustentada. No entanto, a questão da identidade nacional é uma questão aberta. Por exemplo, à primeira vista, a Holanda é um país muito internacionalista, mas olhando de perto você pode ver um enorme retorno da arquitetura quase-vernacular e das fortalezas antigas que foram recentemente construídas com um sabor nacional. Olhe para Zaandam e seu enorme conjunto das chamadas construções vernaculares.

Reflexões sobre a Bienal de Veneza 2014

Fundamentals, o título da Bienal de Veneza de 2014, fechou suas portas há algumas semanas. A partir do momento em que Rem Koolhaas revelou o título da Bienal deste ano, em janeiro de 2013, convidando os curadores nacionais a responder diretamente ao tema "Absorbing Modernity 1914-2014", houve um pressentimento de que esta bienal seria, de algum modo, especial. Tendo rejeitado convites para dirigir a Bienal no passado, o fato de Koolhaas ter agido não como curador, mas também como coordenador temático do esforço internacional, foi significativo. Esse comunicado levou Peter Eisenman (um dos primeiros tutores e defensores de Koolhaas) a dizer em uma entrevista que "[Rem está] declarando seu fim: o fim de sua carreira, o fim de sua hegemonia, o fim de sua mitologia, o fim de tudo, o fim da arquitetura."

Salvaged Stadium: proposta de aluno da Harvard GSD para a adaptação de um estádio após as Olimpíadas

Cidades de todo o mundo que sediam as Olimpíadas estão enfrentando problemas cada vez maiores de sustentabilidade após os eventos esportivos, com muitos estádios e arenas caindo em desuso e decadência meses após os jogos. Os altos custos envolvidos na construção dos equipamentos olímpicos assombram os organizadores há décadas, resultando num número cada vez mais baixo de cidades candidatas à sede dos Jogos, segundo o Comitê Olímpico Internacional. Yaohua Wang - um arquiteto que terminou recentemente sua pós-graduação na Harvard University Graduate School of Design - é oriundo da China, país onde os equipamentos construídos para as Olimpíadas de 2008 em Pequim estão sendo lentamente convertidos em novos usos pós-Olímpicos, como a transformação do Watercube no mais novo parque aquático da cidade. O projeto tese de Wang, Salvaged Stadium, investiga o pós-vida dos equipamentos Olímpicos, proporcionando uma solução de reuso para a arena, com potencial de aplicação em outros lugares do mundo.

Saiba mais sobre o reuso proposto por Wang para o estádio, a seguir.

© Yaohua Wang © Yaohua Wang © Yaohua Wang © Yaohua Wang + 31

Entrevista com Eduardo Souto de Moura sobre seu mais recente prêmio

A equipe ArchDaily teve a oportunidade de falar com o arquiteto português vencedor do Prêmio Pritzker Eduardo Souto de Moura, no momento que (juntamente com a Autoridade do Metrô do Porto) recebeu o Prêmio Veronica Rudge Green de Desenho Urbano na Graduate School of Design da Universidade de Harvard, no início deste mês. Seu projeto para o sistema de metrô da cidade do Porto recebeu grandes elogios do júri, cujo membro Rahul Mehrotra explicou que o projeto "mostra generosidade com a esfera pública, incomum nos projetos de infraestrutura contemporâneos." Após receber o prêmio, o diretor da Porto Metro agradeceu a Souto de Moura por seus esforços nesta "revolução urbana" e citou Porto como um destino onde as pessoas procuram com entusiasmo pela arquitetura de Souto de Moura e seu amigo, o arquiteto Alvaro Siza.

O Prêmio Veronica Rudge Green, em sua 11ª edição, também foi concedido ao Projeto de Integração Urbana Nordeste em Medellín, Colômbia. Uma exposição na Graduate School of Design, em cartaz até 13 de outubro, celebra as ideias, táticas e estratégias destes projetos.

Souto de Moura passou algum tempo conosco descrevendo os desafios e recompensas de se trabalhar no projeto das 60 novas estações de metrô construídas em apenas 10 anos no sensível tecido urbano da cidade do Porto, Patrimônio Mundial da UNESCO.

ArchDaily: Qual a sua opinião sobre prêmios de arquitetura?