Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Burle Marx

Burle Marx: O mais recente de arquitetura e notícia

12 Projetos de Burle Marx vistos do espaço

Sabemos que arquitetos adoram ver projetos em planta baixa. E certas obras de arquitetura paisagística atingem uma escala difícil de ser compreendida como um todo se não forem visualizadas desta forma; vê-las desta perspectiva pode fazer você captar toda sua essência e apreciar todo o conjunto. Selecionamos a seguir algumas fotografias de obras de Roberto Burle Marx que dificilmente você já havia visto deste ângulo, compartilhados conosco pela empresa espanhola Deimos Imaging.

Em foco: Roberto Burle Marx

Hoje, dia 04 de agosto de 2018, Roberto Burle Marx completaria 109 anos. Nascido em 1909, no estado de São Paulo, cresceu no estado do Rio de Janeiro, onde desenvolveu a maior parte de suas obras paisagísticas. Com pai alemão, Willem Marx, foi com sua mãe recifense, Cecília Burle, que despertou seu desejo pela botânica. Aos dezenove anos morou por um ano na Alemanha, onde teve seus primeiros contatos com os artistas de vanguarda que influenciaram seu trabalho.

Tornou-se o mais influente paisagista brasileiro, responsável por um extenso legado de projetos em território nacional e internacional, aventurando-se em variados campos artísticos para além do paisagismo, como a pintura, desenho, escultura, tapeçaria e artesanato, expressando compulsivamente sua visão de mundo e suas ideias.

Aplicativo sobre jardins de Burle Marx aproxima população do patrimônio de Recife

Formas sinuosas, espaços contemplativos, vegetação nativa. Essas são algumas das características dos jardins de Burle Marx, um dos principais arquitetos e paisagistas da história brasileira. Em 85 anos de vida, há marcas deixadas por ele em diferentes cidades brasileiras, entre elas, Recife, onde morou por cinco anos.

Para resgatar esse episódio da história e promover a valorização do patrimônio local, o produtor cultural Sandro Lins desenvolveu o aplicativo Patrimônio PE Mobile, lançado no início de agosto. O dispositivo contempla 12 praças de Recife projetadas por Burle Marx e reúne informações e dados históricos sobre seus jardins e as temáticas, levantadas pelas professoras Julieta Leite e Ana Rita de Sá Carneiro, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Burle Marx e o passeio entre as escalas

Paulistano, filho de pai alemão e mãe pernambucana, cresceu em terras carioca sobre clima de bossa e tropicalidade. Foi com a influência da mãe que nasceu o interesse pela botânica. Na fase jovem, passou um período morando e estudando pintura no território alemão, onde frequentou importantes jardins botânicos e compreendeu o papel dos mesmos. Roberto Burle Marx, um dos principais arquitetos paisagista do século XX, pode ser definido como o responsável por revelar ao Brasil e ao mundo uma nova visão do papel do Paisagismo, sob aspectos sociais, botânico e estético.

Biorealismo: Paisagens e ruínas de Hans Broos e Burle Marx

Um tótem paira sobre o mar de uma praça. não é mais um monolito, é um organismo: torna-se ruína sob o sol da américa do sul. Biorealismo trata do encontro entre a tecnologia e o biológico, quando o funcionalismo torna-se perecível.

Casa projetada por Rino Levi é aberta ao público pela primeira vez com a exposição "Residência Moderna"

A Residência Castor Delgado Perez, projetada por Rino Levi, com paisagismo de Roberto Burle Marx, abre pela primeira vez suas portas ao público para a exposição "Residência Moderna", organizada por Luciana Brito Galeria. Localizada na Avenida Nove de Julho, em São Paulo, a obra de Levi, construída em 1959, foi recuperada pelo escritório Piratininga.

Jardins de Burle Marx e Campo de Santana entram para a lista de tombamento do Iphan

Os jardins de praças públicas planejados por Roberto Burle Marx, no Recife e O Campo de Santana, no Rio de Janeiro entraram no rol de bens protegidos pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Os pedidos de registros e de tombamentos foram discutidos na 79ª reunião do Conselho Consultivo de Patrimônio do Iphan, na quinta-feira, 11 de junho, em Brasília, e aprovados por unanimidade.

Projetados na década de 1930, os jardins localizados nas Praças Euclides da Cunha, Casa Forte, do Derby, da República e Jardim Campo das Princesas, Salgado Filho e Faria Neves trazem em comum a característica inovadora do paisagista Roberto Burle Marx, que se baseou na tríade higiene, educação e arte, na qual a vegetação é um dos elementos centrais.

Clássicos da Arquitetura: Hering Matriz / Hans Broos

© Angelina Wittmann © Angelina Wittmann © Angelina Wittmann © Angelina Wittmann + 23

Por Karine Daufenbach

Os edifícios são grandes blocos longitudinais que apresentam continuidade nos espaços, e são organizados de acordo com a modulação interna do edifício seguindo a regularidade do volume externo. O acesso aos ambientes é facilitado pela presença de circulações horizontais externas, que também reúnem a circulação vertical, e protegem os ambientes contra a incidência solar e intempéries.

Concurso de fotografias celebra obra de Burle Marx

A Prefeitura do Rio, por meio do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), lançou o concurso de fotografias "Olhos de Ver – Burle Marx", em comemoração ao Dia de Burle Marx, celebrado em 04 de agosto – data de nascimento do arquiteto e paisagista em 1909. O concurso é aberto a toda a população que poderá enviar fotografias das obras do artista plástico na cidade do Rio de Janeiro. As melhores imagens serão selecionadas e irão fazer parte de uma edição de cartões postais do projeto Olho de Ver.

Cada participante poderá inscrever, de forma gratuita, no máximo, três fotografias até o dia 30 de agosto. As fotografias poderão ser coloridas ou em preto e branco e deverão ser enviadas em formato digital (jpg), com resolução mínima de 300 dpi e dimensão mínima de 10x15cm. As imagens não poderão apresentar qualquer tipo de montagem. Também não serão permitidas alterações drásticas – como retirada ou inserção de elementos – e uso de efeitos especiais.

Desenhos de Burle Marx são exibidos no Museu Nacional dos Correios / Brasília - DF