Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Filip Dujardin

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Residência BS / GRAUX & BAEYENS Architecten

© Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin + 25

Renovação  · 
Gavere, Bélgica

O céu é o limite: 26 projetos que utilizam a cobertura como espaço habitável

Cortesía de JAJA Architects © Studio Bauhaus, Ryuji Inoue © John Siu © Yoshiharu Matsumura + 28

Quando falamos em cobertura ou quinta fachada, é comum pensarmos em lajes planas. Na realidade, existe uma ampla gama de usos e possibilidades que se materializam de maneiras diferentes, dependendo das necessidades técnicas específicas de cada cobertura, bem como das possibilidades espaciais e climáticas de cada local. Coberturas também podem ser um espaço propício para o desenvolvimento de estruturas, extensões, áreas de lazer, espaços interativos e até a integração paisagística das obras.

É possível construir uma sociedade mais justa através da arquitetura?

Acessibilidade e mobilidade são dois termos que quando analisados sob a óptica da disciplina da arquitetura, evocam dois universos opostos. De um lado, a flexibilidade das redes de transporte; a abrangência dos sistemas de circulação; e o desempenho técnico e eficiência deste conjunto de elementos. Por outro lado, acessibilidade e mobilidade também significam a capacidade de um projeto em promover uma maior variedade de narrativas socioeconômicas; sua adaptabilidade quanto a oscilações de programa e função dos edifícios; e a resiliência para manter-los úteis e produtivos entre as constantes flutuações das dinâmicas sócio-econômicas de uma cidade.

Arquiteturas temporárias: 13 espaços públicos que ativam a cidade

© Sebastien Michelini © Shawn Liu © Marco Canevacci © Gijo Paul George + 14

De modo geral, os esforços na indústria da construção se voltam a projetos de espaços permanentes e duráveis. No entanto, em algumas ocasiões, a criação de espaços temporários pode ser de grande ajuda não apenas ao oferece uma opção de infraestrutura rápida em casos emergenciais, mas também ao ativar espaços residuais ou abandonados de nossas cidades. Para exemplificar o potencial dessas intervenções, apresentamos 13 espaços públicos temporários bem sucedios. 

Pavilhão do Povo / bureau SLA + Overtreders W

© Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin + 30

Pavilhão  · 
Eindhoven, Holanda

Speelpleinstraat / 51N4E

© Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin + 14

Amberes, Bélgica
  • Arquitetos: 51N4E
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 3500.0 m2
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2012

Conheça os vencedores do Prêmio Europeu de Intervenção no Patrimônio Arquitetônico 2019

12 projetos finalistas, uma menção honrosa e 5 obras vencedoras foram anunciadas em Barcelona como resultados da 4° edição do Prêmio Europeu de Intervenção no Patrimônio Arquitetônico AADIPA.

Casa Patijn / Caroline Lambrechts & Machteld D'Hollander

© Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin © Filip Dujardin + 25

Renovação  · 
Ghent, Bélgica

Pivotante, deslizante, camarão e paredes cortina: diferentes tipos de janelas em 11 edifícios

Embora todas as janelas tenham funções em comum, como permitir a passagem da luz, fornecer ventilação e focar as diferentes visões, esses objetivos podem ser aprimorados por meio de uma série de opções úteis. Dependendo da orientação do edifício, condições climáticas, direção do vento e ponto de vista arquitetônico, cada modelo de janela específico pode fazer a diferença dentro de um projeto, melhorando a usabilidade e a qualidade espacial e ambiental de cada espaço.

Abaixo, apresentamos tipos de janelas que podem ser encontradas nas residências atuais, especificamente em 11 projetos previamente publicados em nosso site.

Headquarters 'Le Duff Group' / Ateliers 2/3/4/ | ArchDaily. Image © Juan Sepulveda Villa RR / Reitsema and Partners Architects. Image © Ronald Tilleman Villa X / Barcode Architects. Image © Christian van der Kooy PIVEXIN Technology HQ / MUS Architects. Image © Tomasz Zakrzewski + 36

Casa SSK / De Baes Associates + Van Besien Van Noten Architecten

© Filip Dujardin
© Filip Dujardin

© Frans Parthesius © Frans Parthesius © Frans Parthesius © Frans Parthesius + 24

Casas  · 
Kortrijk, Bélgica

100 Espaços públicos: de pequenas praças a parques urbanos

© DuoCai Photograph
© DuoCai Photograph

© Gianluca Stefani © Thomas Zaar © Tomasz Zakrzewski © Sebastien Michelini + 112

A chave para projetar ou recuperar com sucesso os espaços públicos de uma cidade é criar estratégias que favoreçam seu uso e os capacitem como ponto de encontro. Independentemente da escala, entre alguns dos aspectos mais importantes estão: o desenho informado pelas necessidades das pessoas; a consideração da escala humana; e uma mistura de usos que permita multifuncionalidade e flexibilidade e proporcione conforto e segurança. 

Para lhe inspirar a projetar lugares de encontro e lazer, de praças a parques, de mirantes a playgrounds infantis, reunimos a seguir 100 espaços públicos de todas as escalas. 

PC CARITAS / architecten de vylder vinck taillieu

© Filip Dujardin
© Filip Dujardin

© Filip Dujardin              © Filip Dujardin              © Filip Dujardin              © Filip Dujardin              + 26

Melle, Bélgica

5 Projetos nomeados para o Prêmio EU Mies 2019 de Arquitetura Contemporânea

Cinco projetos finalistas foram selecionados para o Prêmio da União Europeia para a Arquitetura Contemporânea de 2019, um prêmio atribuído conjuntamente pela Comissão Europeia e pela Fundação Mies van der Rohe. O prêmio bienal, do qual o ArchDaily é parceiro de mídia, reconhece os projetos localizados na Europa que demonstram excelência em "termos conceituais, sociais, culturais, técnicos e construtivos".

Anunciados os projetos finalistas para o EU Mies Award 2019

A Comissão Européia e a Fundação Mies van der Rohe anunciaram as 40 obras pré-selecionadas que concorrerão ao Prêmio da União Européia de Arquitetura Contemporânea - Prêmio Mies van der Rohe de 2019. O Prêmio, do qual o ArchDaily é parceiro de mídia, partiu de 383 trabalhos nomeados pelo júri para uma seleção de 40 finalistas, celebrando as tendências e oportunidades da reutilização adaptativa, habitação e cultura em toda a Europa.

Terraço Jardim Toni Areal / Studio Vulkan Landscape Architecture

© Filip Dujardin © Noemi Chow © Noemi Chow © Noemi Chow + 20

“A arquitetura acontece porque acreditamos em um futuro melhor”: uma conversa com Jürgen Mayer H

Museum Garage Miami / Jürgen Mayer. Image © Miguel Guzman
Museum Garage Miami / Jürgen Mayer. Image © Miguel Guzman

O arquiteto Jürgen Mayer H. fundou sua empresa J.MAYER.H em Berlim em 1996. Estudou na Alemanha (Universidade de Stuttgart) e nos EUA (Cooper Union e Princeton). Em 2010, Mayer H. disse que, embora sua sólida formação profissional na Alemanha o tenha equipado com o know-how sobre os aspectos técnicos e práticos da arquitetura, ele ainda não tinha uma visão clara sobre como desenvolver seu próprio pensamento e uma linguagem arquitetônica.

Anos de questionamento e experimentação acabaram levando ao desenvolvimento de sua própria voz peculiar. Os edifícios de Mayer H. trouxeram identidades únicas para muitos lugares ao redor do mundo, particularmente através do uso de padrões de proteção de dados que provocaram a criação de uma arquitetura diferente de tudo visto anteriormente. Em minha recente visita ao seu estúdio na Berlim Ocidental, discutimos a identidade do arquiteto. Quando confrontei Mayer H. sobre o que ele pensa sobre seu estilo de assinatura nos momentos em que não é mais celebrado pela mídia, ele disse: “Isso começou como minha voz e agora é a contribuição de uma equipe inteira. Não há intenção ou estratégia, apenas nossa própria capacidade de trabalhar com o meio da arquitetura”.

Court of Justice / Jürgen Mayer. Image © Filip Dujardin Metropol Parasol / Jürgen Mayer. Image © Nikkol Rot for Holcim Rest Stops Gori / Jürgen Mayer . Image © Jesko Malkolm Johnsson-Zahn Sarpi Border Checkpoint / Jürgen Mayer. Image © Jesko Malkolm Johnsson-Zahn + 38

Arquiteturas religiosas contemporâneas que repensam os espaços tradicionais de culto

© Fabrice Fouillet
© Fabrice Fouillet

A construção de locais de culto sempre foi uma prática complexa, conseguindo separar o humano e liberar a fronteira entre corpo, mente e espírito. A presença do sagrado é crucial no projeto e construção de lugares de culto, e é por isso que quase todo edifício religioso possui características semelhantes: grandiosidade, materialidade monolítica, elementos naturais e uma planta que leva em conta a circulação do indivíduo no espaço. Estruturas religiosas contemporâneas, no entanto, encontraram uma maneira de se adaptar à evolução da arquitetura. Diferentemente dos períodos gótico ou barroco, a arquitetura contemporânea não possui uma identidade dominante, mas é uma combinação de pós-modernismo, futurismo, minimalismo, modernismo e tudo o que há entre estes. Os arquitetos descobriram uma maneira de transformar esses lugares exclusivos dedicados à religião em estruturas de espiritualidade, contemplação e manifestação. 

Reunimos aqui uma seleção de edifícios religiosos contemporâneos que provam que os arquitetos estão rompendo todos os limites programáticos da arquitetura. 

© Adam Letch Cortesia de S.M.A.O © Ahmad Mirzaee Cortesia de Kojii Fuji / Nacasa & Partners Inc. + 24

Construção em taipa: 15 projetos impressionantes

© Nic Lehoux Photography
© Nic Lehoux Photography

© Iwan Baan © Stefan Müller © Norman Müller © Filip Dujardin + 19

Esta semana, apresentamos uma seleção das melhores fotografias de projetos construídos em taipa. São 15 obras que mostram o potencial estético dessa técnica que consiste na sobreposição de camadas de terra comprimida e sem revestimento. Embora pouco utilizada na construção civil, esta técnica de origens vernaculares voltou a ser empregada por alguns escritórios nos últimos anos.

Veja, a seguir, fotografias de obras em taipa feitas por nomes como Filip Dujardin, Cade Hayes e Nic Lehoux.