Anders Sune Berg

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

O que podemos (e não podemos) aprender com Copenhague

Este artigo foi publicado originalmente em Common Edge

Quando tive a oportunidade de visitar a cidade de Copenhague por primeira vez, alguns anos atrás, saí de lá deslumbrado e com um caso crônico de inveja urbana. (Eu pensei comigo mesmo: é como a melhor das cidades que eu sou capaz de imaginar, só que melhor). Por que não fazemos cidades como esta nos Estados Unidos? Esse é o tipo de pergunta que um arquiteto e urbanista norteamericano se faz enquanto passeia pelas encantadoras ruas às margens dos belos canais de Copenhague—ao mesmo tempo que tenta evitar de ser atropelados pela horda de ciclistas dinamarqueses que passa a toda velocidade ao seu lado o tempo todo.

Kannikegården / Lundgaard & Tranberg Architects

© Anders Sune Berg © Anders Sune Berg © Anders Sune Berg © Anders Sune Berg + 13

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1079
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Hørning, Petersen Tegl

100 Espaços públicos: de pequenas praças a parques urbanos

© DuoCai Photograph
© DuoCai Photograph

© Gianluca Stefani© Thomas Zaar© Tomasz Zakrzewski© Sebastien Michelini+ 112

A chave para projetar ou recuperar com sucesso os espaços públicos de uma cidade é criar estratégias que favoreçam seu uso e os capacitem como ponto de encontro. Independentemente da escala, entre alguns dos aspectos mais importantes estão: o desenho informado pelas necessidades das pessoas; a consideração da escala humana; e uma mistura de usos que permita multifuncionalidade e flexibilidade e proporcione conforto e segurança. 

Para lhe inspirar a projetar lugares de encontro e lazer, de praças a parques, de mirantes a playgrounds infantis, reunimos a seguir 100 espaços públicos de todas as escalas. 

Fjordenhus / Studio Olafur Eliasson + Sebastian Behmann

© Anders Sune Berg© Anders Sune Berg© David de Larrea Remiro© Anders Sune Berg+ 22

  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Kinnasand, Waagner-Biro Stahlbau AG

Universidade de British Columbia lança curso online gratuito de ecodesign de cidades

A incontrolável urbanização do planeta deu origem a cidades e subúrbios desordenados, congestionados e poluídos. Sabemos que este cenário precisa mudar se quisermos seguir habitando o planeta, e a Universidade de British Columbia (UBC) aborda o desafio de projetar cidades melhores em um curso online gratuito de ecodesign, disponível na plataforma digital EDx. 

Intitulado Ecodesign for Cities and Suburbs, a ideia de ecodesign se define como a integração entre projeto urbano, planejamento e conservação de sistemas naturais, visando criar entornos sustentáveis. O curso é ministrado por Larry Beasley, renomado urbanista canadense e professor de planejamento na UBC, e Jonathan Barnett, professor de planejamento regional na Universidade da Pennsylvania.

Arte ou arquitetura? 13 projetos que diluem as fronteiras

Se a arquitetura é ou não é uma forma de arte, é uma questão controversa que faz parte das discussões do mundo da arquitetura há muito tempo. Se nos determos à definição geral da palavra "arte", a arquitetura poderia potencialmente se enquadrar nela: "a expressão ou a aplicação da habilidade criativa humana e da imaginação, tipicamente em uma forma visual como a pintura ou a escultura, produzindo obras a serem apreciadas principalmente por sua beleza ou poder emocional." Como qualquer pessoa envolvida na disciplina arquitetônica provavelmente conhece, há uma abundância de definições variadas da palavra "arquitetura", portanto, se seu objetivo primário é alcançar a beleza ou organizar o espaço, isso é algo discutível.

© James Dow© Florian Holzherr Cortesia de Studio Olafur Eliasson© Anders Sune Berg+ 14

Selecionados 5 finalistas para o Prêmio Europeu de Arquitetura Contemporânea Mies Van der Rohe 2017

Cinco projetos europeus foram selecionados como finalistas para o Prêmio Europeu de Arquitetura Contemporânea Mies Van der Rohe 2017. Escolhidos de uma seleção de 40 projetos, os cinco finalistas foram elogiados pelo júri por sua capacidade de "responder às preocupações da sociedade europeia de hoje".

"Nosso instinto poderia ser resumido pelas palavras de Peter Smithson: "as coisas precisam ser comuns e heroicas ao mesmo tempo", disse o presidente do júri, Stephen Bates. "Estávamos à procura de uma normalidade cujo lirismo discreto estivesse cheio de potencial".

Até abril, os membros do júri visitarão cada projeto finalista para avaliar os edifícios em primeira mão e ver como eles são usados pelo público. O vencedor do prêmio será anunciado em Bruxelas em 16 de maio.

Os cinco finalistas são:

40 Projetos selecionados para o Prêmio Europeu de Arquitetura Contemporânea 2017 - Mies van der Rohe Award

A Comissão Europeia e a Mies van der Rohe Foundation anunciaram as 40 obras selecionadas que concorrerão ao Prêmio Europeu de Arquitetura Contemporânea 2017 - Mies Van Der Rohe Award. O júri escolheu a partir dos 356 projetos indicados, e a lista destaca as oportunidades e as tendências no território europeu atual: cidades, habitação, patrimônio e memória. Os cinco finalistas serão anunciados em meados de fevereiro e o vencedor e o arquiteto emergente em meados de maio.

Um terço das obras aborda o desafio da arquitetura contemporânea em relação ao patrimônio construído e um terço dos trabalhos os desafios contemporâneos da habitação. A gestão da paisagem urbana histórica será uma das prioridades destacadas pelo "Ano Europeu do Patrimônio Cultural" em 2018.

"Eu gostaria que os projetos selecionados demonstrassem interesse em criar lugares, explorar convenções e tipologias conhecidas, celebrar os prazeres do uso cotidiano por uma consideração de detalhes e uma resistência não expressa à atual tendência global a uma arquitetura auto-referencial, que desmente o contexto e o ato de habitação ". - Stephen Bates, Presidente do Júri.

Veja a lista a seguir.

Ponte Cirkelbroen / Studio Olafur Eliasson

Olafur Eliasson, Cirkelbroen (A porte circular), 2015. Christianshavns Kanal, Copenhagen. Foto: Anders Sune Berg. Um presente de Nordea-fonden para a cidade de Copenhagen.Olafur Eliasson, Cirkelbroen (A porte circular), 2015. Christianshavns Kanal, Copenhagen. Foto: Anders Sune Berg. Um presente de Nordea-fonden para a cidade de Copenhagen.Olafur Eliasson, Cirkelbroen (A porte circular), 2015. Christianshavns Kanal, Copenhagen. Foto: Anders Sune Berg. Um presente de Nordea-fonden para a cidade de Copenhagen.Olafur Eliasson, Cirkelbroen (A porte circular), 2015. Christianshavns Kanal, Copenhagen. Foto: Anders Sune Berg. Um presente de Nordea-fonden para a cidade de Copenhagen.+ 13

Crematório Comunal / Henning Larsen Architects

© Anders Sune Berg© Anders Sune Berg© Anders Sune Berg© Anders Sune Berg+ 16

  • Arquitetos: Henning Larsen
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  2700
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2013
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: DFW Europe