Ampliar imagem | Tamanho original
Se a arquitetura é ou não é uma forma de arte, é uma questão controversa que faz parte das discussões do mundo da arquitetura há muito tempo. Se nos determos à definição geral da palavra "arte", a arquitetura poderia potencialmente se enquadrar nela: "a expressão ou a aplicação da habilidade criativa humana e da imaginação, tipicamente em uma forma visual como a pintura ou a escultura, produzindo obras a serem apreciadas principalmente por sua beleza ou poder emocional." Como qualquer pessoa envolvida na disciplina arquitetônica provavelmente conhece, há uma abundância de definições variadas da palavra "arquitetura", portanto, se seu objetivo primário é alcançar a beleza ou organizar o espaço, isso é algo discutível. Pergunte a Jay A. Pritzker, fundador do Prêmio Pritzker, e ele pode dizer que "a arquitetura pretende transcender a simples necessidade de abrigo e segurança, tornando-se uma expressão de arte". Pergunte ao Jonathan Jones, do jornal The Guardian, e ele pode dizer que "a arquitetura éa arte que todos nós encontramos com mais freqüência, mais intimamente, mas precisamente porque é funcional e necessária para a vida, é difícil ser claro sobre onde começa a 'arte' em um edifício." Mas essa ambiguidade é parte do que torna o campo da arquitetura desafiador e emocionante. Para celebrar este aspecto complexo e rico da arquitetura, compilamos a seguir uma lista com algumas das obras que poderiam ser vistas como arte, arquitetura ou ambos, dependendo de quem olha, oferecendo algum contexto à fronteira obscura entre estes dois campos. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar