Arquitetura Haitiana

  1. ArchDaily
  2. Países
  3. Haiti

Projetos mais recentes em Haiti

Últimas notícias em Haiti

Novo terremoto no Haiti revive o trauma urbano: o que a arquitetura pode fazer?

O Haiti sofre hoje as consequências de um terremoto de 7,2 graus que aconteceu no último dia 14 de agosto e que mergulhou o país em uma crise total. Reportagens internacionais espalharam imagens de edifícios completamente desmoronados em Porto Príncipe que se misturam com as imagens da destruição do terremoto anterior em 2010 (barracas de abrigo improvisadas estavam aparecendo lentamente em meio a um mar de escombros na capital). O número de mortos nesse momento está na ordem dos milhares.

Inovação em projetos de embaixadas: arquitetura da diplomacia ao redor do mundo

A arquitetura dos edifícios diplomáticos situa-se em um território ambíguo e até certo ponto, contraditório. Procurando equilibrar os imprescindíveis requisitos de segurança e uma máxima abertura e integração com a paisagem, edifícios de embaixadas atuam como símbolos representativos de uma cultura. Em sua essência, edifícios diplomáticos também são concebidos para expressar os principais valores e ideais de uma nação. Atualmente, os projetos de embaixadas necessariamente precisam atender rígidos padrões de segurança, ao mesmo tempo que procuram construir uma conexão física e imaterial com a cultura local específica onde encontram-se inseridos.

Arquitetura de impacto social: construindo lugares de memória e empatia

A arquitetura pode ser vista como um dos principais elementos de mediação entre os seres humanos e o espaço. Atravessando uma das mais importantes crises sanitárias do último século e em meio a uma onda de protestos em defesa dos direitos humanos, arquitetos e urbanistas têm a obrigação de pedir a palavra, de assumir a sua parcela de culpa e a sua responsabilidade. Ao conceber os espaços públicos de nossas cidades, é preciso combater as injustiças e promover espaços que promovam a empatia e compreensão entre as pessoas. Ao dar voz as histórias  reprimidas e espaço às comunidades subjugadas, o desenho de um espaço público mais inclusivo é a chave para prover um lugar de reflexão sobre o nosso passado, que por sua vez, nos ajuda a construir um mundo mais justo e equitativo.

Combatendo doenças infecciosas: 9 unidades de saúde projetadas pelo MASS

Abordando o problema da saúde na África e outros países, o escritório MASS ajudou a definir estratégias de projeto para mitigar e reduzir questões médicas críticas. Com alguns projetos operacionais e outros em andamento, estas instalações ajudam a combater uma ampla gama de doenças.

SULI: Do Chile ao Haiti, a democratização da luz

Inspirado pelo papel central da luz em nossa cultura e tecnologia, a ONU proclamou 2015 como o "Ano Internacional da Luz e das Tecnologias baseadas na luz" (AIL2015). Neste contexto nasceu a Suli, uma empresa social chilena que busca desenvolver soluções baseadas na iluminação solar, massificando o uso desse recurso natural não apenas em regiões vulneráveis, mas também entre o público geral que conta com acesso à rede elétrica mas desconhece novas formas de usar a energia solar.

Reconstrução de moradias sobre suas próprias ruínas: "Reclaiming Heritage" no Haiti

Reclaiming Heritage é um grupo de arquitetos e estudantes de arquitetura de todo o mundo cujo objetivo é realizar uma reconstrução sensível pós-desastres naturais. Sua enfase está na reutilização de materiais, buscando preservar o patrimônio arquitetônico e cultural destes.

Kimmelman fala sobre a clínica ao ar livre do MASS Design Group no Haiti

"Arquitetura e saúde são inseparáveis", diz um médico haitiano e fundador da Gheskio no mais recente artigo de Michael Kimmelman no New York Times, In Haiti, Battling Disease With Open-Air Clinics. Analisando as impressionantes imagens da deficiência médica que circularam na internet desde a epidemia do Ebola, Kimmelman apresenta a clínica projetada pelo MASS Design Group em Porto Príncipe como um modelo em potencial para a arquitetura médica em todo o mundo. Combatendo a cólera e a tuberculose com um layout modesto e espaços abertos, as novas clínicas atenderão apenas às maiores favelas da cidade. Saiba por quê Kimmelman as considera "belas" e acredita que possam erradicar as doenças no Haiti, aqui.

“Mission of Hope” organiza evento que marca os cinco anos do terremoto no Haiti

Cinco anos após o devastador terremoto do Haiti, que aconteceu no dia 12 de janeiro de 2010, haitianos com estórias incríveis de sobrevivência e perseverança se reuniram para um evento comemorativo organizado pela Mission of Hope (MOH), uma organização sem fins lucrativos com sede no Haiti. O evento tinha como objetivo reunir as pessoas para que refletissem sobre a tragédia e sobre o processo de reconstrução do país.

Architecture for Humanity anuncia o término das iniciativas no Haiti

A Architecture for Humanity anunciou a conclusão de seu programa no Haiti para janeiro de 2015. A organização, com sede em San Francisco, estabeleceu escritórios em Porto Príncipe em março de 2010 para ajudar as comunidades locais após o terremoto de 2010. Em quase cinco anos no país, a organização concluiu cerca de 50 projetos - incluindo casas, clínicas médicas, escritórios e 13 edifícios - através de sua Haiti School Initiative. Seus trabalhos afetaram positivamente a vida de mais de um milhão de haitianos, com suas escolas proporcionando infraestrutura para mais de 18 mil alunos.

Casas Quebra-Cabeças, uma solução para populações que crescem rapidamente

Hoje em dia, todos nós já ouvimos o mantra: em vinte anos, as cidades do mundo terão crescido de 3 para 5 bilhões de pessoas, e quarenta por cento das populações urbanas estarão vivendo na ou abaixo da linha de pobreza, enfrentando a ameaça constante do déficit habitacional - estatísticas assustadoras e implicações ainda mais.

Carregando... Pode demorar alguns segundos