韩爽

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Edifício Shenzhen Prince Plaza / OMA

© Seth Powers© Seth Powers© Seth Powers© Seth Powers+ 13

  • Arquitetos: OMA
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  106500
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020

"Corpos d'água" será o tema da 13ª Bienal de Xangai

A Power Station of Art (PSA) anunciou a equipe de curadores e o tema da 13ª Bienal de Xangai, proposta por seu Curador-Chefe, o arquiteto e escritor Andrés Jaque (Escritório de Inovação Política).

Como os arquitetos de hoje interpretam o design de interiores na China?

Como reflexo do comportamento humano, o espaço domiciliar não é apenas a personificação das convenções sociais e hábitos culturais de uma sociedade, mas fundamentalmente um espaço que transparece todas as nossas idiossincrasias. Desde o advento do modernismo, inúmeros arquitetos utilizaram o design de interiores como uma ferramenta para expressar suas principais teorias e conceitos em relação a arquitetura e o espaço. No projeto da Casa Vanna Venturi, Robert Venturi  optou por inserir componentes super-dimensionados em uma casa relativamente pequena, criando uma relação complexa e contraditória entre os seus elementos e o espaço. Na Villa Mairea, Alvar Aalto construiu uma casa “imperfeita”, como uma maneira de subverter os rígidos padrões estéticos impostos pelo funcionalismo. A Casa 2 LDK, projetada pelo vencedor do Prêmio Pritzker de 2012, o arquiteto chinês Wang Shu conseguiu inserir um pátio dentro de uma projeção de apenas cinquenta metros quadrados.

Na China, como resultado do recente e voraz processo de urbanização que transformou o país ao longo das últimas décadas, a maioria dos cidadãos foram forçados à viverem empilhados em apartamentos modulares e estandardizados, estruturas repetitivas construídas às pressas para atender uma demanda cada dia maior. Edifícios assépticos, desprovidos de escala, estilo e completamente desconectados de seus contextos específicos. Felizmente, até mesmo em um mar de estruturas estéreis, arquitetos se mantiveram fiéis aos seus conceitos e teorias, combatendo a padronização com criatividade e sagacidade. A equipe do ArchDaily China entrevistou quatro arquitetos de alguns dos mais importantes escritórios de arquitetura do país, incluindo o Atelier FCJZ, o Qiuye Jin Studio, o Atelier tao + c e o maison h, na esperança de revelar uma sutil diferença entre o significado de “habitação” e “casa”, e como eles têm lidado com estas estruturas altamente padronizadas ao desenvolver projetos específicos de interiores para seus clientes ao redor do país.

Leeza SOHO / Zaha Hadid Architects

© Hufton+Crow© Hufton+Crow© Hufton+Crow© Hufton+Crow+ 37

Museu de Arte de Jishou / Atelier FCJZ

© FangFang Tian© FangFang Tian© FangFang Tian© FangFang Tian+ 27

Centro de Transporte Lacustre Yangcheng de Kengo Kuma, pelas lentes de Zheng Shi

O fotógrafo de arquitetura chinês Zheng Shi compartilhou conosco imagens do Centro de Transporte Lacustre Yangcheng, projetado por Kengo Kuma e seu escritório. De geometria angular, o edifício é conformado pela sobreposição de planos triangulares revestidos de perfis de alumínio que rendem ao projeto certo aspecto etéreo. Do nível do solo, a escala do conjunto exprime a dialética estrutural: à dimensão e aparente peso dos planos contrapõem-se a geometria aguda e materialidade quase diáfana.

Passarelas no East Bund / Atelier Archmixing + YeArch Studio

Ponte North Sanlin. Image © Qingshan WuPonte North Sanlin. Image © Qingshan WuPonte North Sanlin. Image © Qingshan WuPonte North Sanlin. Image © Qingshan Wu+ 15

Yangpu, China

HASSELL projeta uma reserva para Ursos Pandas em Chengdu, China

O escritório HASSELL foi nomeado como um dos vencedores no concurso Chengdu Panda Land para planejar locais chave em toda a cidade do sul da China, todos conectados à conservação, proteção e educação sobre os pandas gigantes nativos.

A província de Sichuan é a casa do "tesouro nacional" da China, o panda gigante, e constitui a maior e mais significativa área contígua remanescente do habitat dos pandas no mundo. Como tal, a cidade encomendou uma competição internacional para o masterplan, projeto de habitat e estrutura de turismo sustentável para três locais distintos em toda a cidade, todos conectados à conservação, proteção e educação sobre esses animais vulneráveis. HASSELL foi nomeada como uma das três práticas vencedoras no concurso, somando-se a um portfólio já substancial de projetos de planejamento e conservação de turismo sustentável, tanto na China quanto em todo o mundo.

Museu de arte das dunas da UCCA / OPEN Architecture

Vista de pássaro. Imagem © Qingshan WuConcrete Shell Construction Photo. Image © OPEN ArchitectureEntrada principal. Imagem © Qingshan WuGaleria principal. Imagem © Qingshan Wu+ 20

Qinhuangdao, China
  • Arquitetos: OPEN Architecture
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  930
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Lutron, Alusion, Emeco, OPEN Architecture, SONOS, +2

Centro Cultural Tianjin Binhai / gmp Architects

Entrada principal. Imagem © Christian GahlColuna de aço. Imagem © Christian GahlVista de detalhe da coluna. Imagem © Christian GahlCobertura Cultural. Imagem © Christian Gahl+ 10

Binhaixinqu, China
  • Arquitetos: gmp Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  31600
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017

Complexo Cultural Fuyang de Wang Shu e Lu Wenyu, pelas lentes de Jazzy Li

© Jazzy Li© Jazzy Li© Jazzy Li© Jazzy Li+ 13

O Complexo Cultural de Fuyangtalvez seja o projeto mais famoso do escritório Amateur Architecture Studio, de Wang Shu e Lu Wenyu. Com suas fachadas de blocos e pedras recicladas e terra batida, o conjunto de edifícios é a materialização da visão de arquitetura da dupla chinesa.

Centro cultural do estreito de Fuzhou / PES-Architects

Cinco pétalas de jasmim. Imagem © Yong ZhangRampa espiral. Imagem © Marc GoodwinEntrada da galeria curva. Imagem © Marc GoodwinOpera hall. Imagem © Marc Goodwin+ 40

  • Arquitetos: PES-Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  153000
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Dasso, Fujian Dehua Fujie Ceramics Co., Ltd., Fuzhou Ketao Building Material Co., Ltd, Fuzhou Lepu Ceramic Board Manufacturing Co., Ltd., Fuzhou Yicheng Building Material Co., Ltd., +3

Dennis Frenchman é nomeado vencedor do concurso para a Cidade Marítima de Shenzhen

O Comitê do Partido Municipal de Shenzhen e o Governo Popular Municipal atribuem grande importância ao planejamento e construção da Nova Cidade Marítima. Em março de 2018, o organizador, Urban Planning, Land & Resources Commission do Município de Shenzhen (Administração Oceânica Municipal de Shenzhen) e o co-organizador Shenzhen SEZ Construction and Development Group juntam-se ao lançamento de um concurso de projeto urbano para a Nova Cidade Marítima de Shenzhen. Na área do estuário do Rio das Pérolas, o uso ecológico do mar, da construção de cidades e do desenvolvimento da indústria naval são novos tópicos e, portanto, incapazes de se referir a qualquer experiência existente. Esta chamada aberta visa orientar o planejamento de alta qualidade e desenvolvimento de alto padrão da área com visão internacional, pensamento prospectivo e projeto inovador.

Desde o anúncio do concurso, uma quantia de 140 institutos de design (comunitários) foram registrados para participação. Em 11 de maio, sob o rigoroso teste de sete conhecidos especialistas em planejamento urbano no país e no exterior, seis instituições destacadas, com abrangentes capacidades e programas extraordinários, foram selecionadas como especialistas internacionais. Em 28 de agosto de 2018, a Reunião de Revisão do Concurso de Design Urbano da Cidade Marinha de Shenzhen foi realizada na Sala 209 do Edifício de Planejamento de Shenzhen. O júri é composto por 9 especialistas (Donald Bates (diretor do Australian LAB Architects), Alejandro Zaera-Polo (fundador do escritório da AZPM na Espanha), Bernard V. Lim (ex-presidente do Instituto de Arquitetos de Hong Kong), Atsushi Omatsu (diretor executivo do Nikken Space Design no Japão), Tako Postma (diretor executivo do Inbo), Joseph Scanga (sócio de Calthorpe, EUA), Sun Yimin (professor emérito de Changjiang Scholar), Wang Jianguo (acadêmico da Academia Chinesa de Engenharia) Zhang Yuxing (Diretor do Comitê Acadêmico da Bienal de Arquitetura e Urbanismo de Shenzhen-Hong Kong, UABB), e Wang Jianguo como presidente do júri.

Finalmente, Dennis Frenchman da equipe do Urban Design LLC, Instituto Chinês de Planejamento Científico Urbano e Projeto + Ramboll Studio Dreiseitl (Pequim) + URBANUS Architecture & Design (Shenzhen), AECOM ficaram em primeiro, segundo e terceiro lugar. Outras equipes que ganharam o programa vencedor incluem a ISA-Internationales Stadtbauataelier, International Design Consultants (Shenzhen) Co., Ltd. / WHY ART PROJECT SL, NL Urban Solutions B.V. / Deltares.
Dê uma olhada nos três primeiros colocados:

Lè Architecture / Aedas

© Aedas© Aedas© Aedas© Aedas+ 14

  • Arquitetos: Aedas
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  11
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017

Centro de Cultura e Arte Guangxi / gmp Architects

© Christian Gahl© Christian Gahl© Christian Gahl© Christian Gahl+ 17

Nanning Shi, China
  • Arquitetos: gmp Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  113764
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018

The Imprint / MVRDV

© Ossip van Duivenbode
© Ossip van Duivenbode

© Ossip van Duivenbode© Ossip van Duivenbode© Ossip van Duivenbode© Ossip van Duivenbode+ 32

  • Arquitetos: MVRDV
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  9800
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Techwall

EID Architecture revela imagens do Lingang ZKJI Center em Xangai na China

EID Architecture foi escolhido como a vencedor do concurso internacional para projetar a significante sede do escritório e complexo hoteleiro do Lingang ZKJI Center (LGZC) em Lingang New City, um novo bairro em expansão na periferia de Xangai. Consistido de uma ala de escritório e instalações auxiliares, este projeto também abriga uma ala de hotel e suas comodidades.

Cento de Artes em Pequim / Büro Ole Scheeren

Vista pela escada no térreo. Image © Iwan Baan Vista interior para a Grande Escadaria. Image © Iwan BaanLobby do pavimento térreo. Image © Iwan BaanVista da Cidade Proibida e do Parque Jingshan. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren+ 15