Conheça as exposições da Bienal de Arquitetura de Veneza 2021

Conheça as exposições da Bienal de Arquitetura de Veneza 2021

A 17ª Bienal de Arquitetura de Veneza convidou arquitetos para refletir sobre o tema "Como viveremos juntos", suscitando várias respostas e interpretações. A Mostra Internacional, que acontece no Giardini, Arsenale e no Forte Maghera, apresenta 113 participantes na competição, vindos de 46 países, cujas contribuições estão organizadas em cinco escalas: Entre Seres Diversos, Como Novos Domicílios, Como Comunidades Emergentes, Entre Fronteiras e Como Um Planeta. Os participantes a seguir exploram uma variedade de assuntos, levando a uma reflexão holística do coletivo em relação a questões que vão desde o ambiente urbano e natural, até a ação climática ou o relacionamento com outras espécies.

RESOLUÇÃO ANTÁRTICA por Giulia Foscari / EXCETO. Imagem Cortesia de UNLESS © ️ Delfino Sisto LegnaniBeirut Shifting Grounds por Sandra Frem e Boulos Douaihy. Imagem © Carla AramounyAlive: Um Novo Contrato Espacial para Arquitetura Multiespécies da The Living. Imagem Cortesia de The LivingExposição A MÃO DE UM HOMEM MORTO do estúdio SKULL. Imagem © BoysPlayNice+ 31

Resolução Antártica

Giulia Foscari / Unless

RESOLUÇÃO ANTÁRTICA por Giulia Foscari / EXCETO. Imagem Cortesia de UNLESS © ️ Delfino Sisto Legnani
RESOLUÇÃO ANTÁRTICA por Giulia Foscari / EXCETO. Imagem Cortesia de UNLESS © ️ Delfino Sisto Legnani

RESOLUÇÃO ANTÁRTICA por Giulia Foscari / EXCETO. Imagem Cortesia de UNLESS © ️ Delfino Sisto LegnaniRESOLUÇÃO ANTÁRTICA por Giulia Foscari / EXCETO. Imagem Cortesia de UNLESS © ️ Delfino Sisto LegnaniRESOLUÇÃO ANTÁRTICA por Giulia Foscari / EXCETO. Imagem Cortesia de UNLESS © ️ Delfino Sisto Legnani+ 31

Representando 10% da massa terrestre, a Antártica é ao mesmo tempo, um território contestado, um recurso indispensável e um crucial campo de exploração científica. Resolução Antártica, criada por Giulia Foscari / Unless, é um projeto multidisciplinar com coautoria de especialistas de renome mundial, que analisaram um quadro abrangente da geografia, condições e significado geopolítico do continente. A exposição apresenta este corpo holístico da pesquisa sobre a Antártica, acompanhado por vestimentas antárticas e uma paisagem sonora evocativa.

O planeta depois da Geoengenharia

Design Earth

O Planeta depois da geoengenharia por DESIGN EARTH. Imagem © Isabella Sassi Farìas
O Planeta depois da geoengenharia por DESIGN EARTH. Imagem © Isabella Sassi Farìas

O Planeta depois da geoengenharia por DESIGN EARTH. Cortesia da imagem de DESIGNEARTHO Planeta depois da geoengenharia por DESIGN EARTH. Cortesia da imagem de DESIGNEARTHO Planeta depois da geoengenharia por DESIGN EARTH. Imagem © Isabella Sassi FarìasO Planeta depois da geoengenharia por DESIGN EARTH. Cortesia da imagem de DESIGNEARTH+ 31

Explorando o conceito de geoengenharia, a contribuição do Design Earth para a bienal, traz modelos climáticos abstratos para o debate público, por meio da visualização. Cinco histórias, cada uma seguindo a implantação de uma técnica específica, exploram a engenharia climática e suas controvérsias em uma narrativa especulativa preventiva, que levanta questões sobre a intervenção humana nos sistemas da Terra. A exposição pretende destacar o papel da arquitetura na comunicação climática para explicar a gravidade da crise climática.

Reinos Entrelaçados

DOXIADIS+

Reinos Entrelaçados por DOXIADIS +. Image © doxiadis+
Reinos Entrelaçados por DOXIADIS +. Image © doxiadis+

Reinos Entrelaçados por DOXIADIS +. Imagem © Giovanni PancinoReinos Entrelaçados por DOXIADIS +. Imagem © Giovanni PancinoReinos Entrelaçados por DOXIADIS +. Image © doxiadis++ 31

O escritório grego Doxiadis+ enfoca a intrincada teia de formas de vida e processos na Terra, apresentando aos visitantes um “jardim” de fungos, cultivados a partir dos esporos nas salas do Arsenale, e cultivados no departamento de micologia da Universidade de Atenas. A instalação convida à reflexão sobre a complexidade e importância deste reino, capaz de metabolizar e decompor a matéria orgânica, facilitando assim a vida na Terra.

Playscapes of Exile

Wissam Chaaya

Cenários de Exílio. Imagem © Wissam Chaaya
Cenários de Exílio. Imagem © Wissam Chaaya

Cenários de Exílio. Imagem © Wissam Chaaya+ 31

Explorando os campos de refugiados, que abrigam sírios e palestinos no Líbano, o arquiteto e fotógrafo Wissam Chaaya, destaca os cenários improvisados de crianças refugiadas em um ambiente caracterizado pela escassez de espaço e recursos. O ensaio fotográfico em exibição na Bienal, capta uma forma alterada de “convivência”, onde várias atividades acontecem espontaneamente em áreas improvisadas ao redor dos acampamentos, mostrando as crianças na vanguarda dessa busca espacial.

Alive: Um Novo Contrato Espacial para Arquitetura Multiespécies

The Living

Alive: Um Novo Contrato Espacial para Arquitetura Multiespécies da The Living. Imagem Cortesia de The Living
Alive: Um Novo Contrato Espacial para Arquitetura Multiespécies da The Living. Imagem Cortesia de The Living

Alive: Um Novo Contrato Espacial para Arquitetura Multiespécies da The Living. Imagem Cortesia de The Living+ 31

Explorando a ideia da arquitetura probiótica e multiespécies, a instalação utiliza um material orgânico texturizado e poroso para criar um espaço com vários microclimas, que podem alimentar diferentes categorias de micróbios. Partindo da premissa de que organismos nocivos são mitigados por organismos benignos em uma vida microbiana diversa, a instalação propõe um protótipo para um novo contrato espacial e visão de futuro, onde os espaços arquitetônicos promovem a diversidade microbiana, contribuindo assim para a saúde coletiva.

Beirut Shifting Grounds

Sandra Frem e Boulos Douaihy em colaboração com Carla Aramouny, Rana Haddad e Nicolas Fayad

Beirut Shifting Grounds por Sandra Frem e Boulos Douaihy. Imagem © Carla Aramouny
Beirut Shifting Grounds por Sandra Frem e Boulos Douaihy. Imagem © Carla Aramouny

Beirut Shifting Grounds por Sandra Frem e Boulos Douaihy. Imagem © Carla AramounyBeirut Shifting Grounds por Sandra Frem e Boulos Douaihy. Imagem © Carla AramounyBeirut Shifting Grounds por Sandra Frem e Boulos Douaihy. Imagem © Carla AramounyBeirut Shifting Grounds por Sandra Frem e Boulos Douaihy. Imagem  © Sandra Frem+ 31

Destacando a mobilização pirâmide em Beirute após vários desafios, desde lutas econômicas até a explosão do porto, o projeto explora diferentes formas de se reapropriar da cidade. Ao evidenciar práticas espaciais de recuperação, improvisação e produção, Beirut Shifting Grounds especula sobre diferentes maneiras de envolver energias coletivas e realidades locais, para catalisar uma série de projetos orientados para a comunidade no sistema pirâmide, em vários locais da cidade.

Future Assembly

Studio Other Spaces

Exposição A MÃO DE UM HOMEM MORTO do estúdio SKULL. Imagem © BoysPlayNice
Exposição A MÃO DE UM HOMEM MORTO do estúdio SKULL. Imagem © BoysPlayNice

Exposição A MÃO DE UM HOMEM MORTO do estúdio SKULL. Imagem © BoysPlayNiceExposição A MÃO DE UM HOMEM MORTO do estúdio SKULL. Imagem © BoysPlayNiceExposição A MÃO DE UM HOMEM MORTO do estúdio SKULL. Imagem © BoysPlayNiceExposição A MÃO DE UM HOMEM MORTO do estúdio SKULL. Imagem © BoysPlayNice+ 31

Resultado de uma colaboração entre seis co-designers e cinquenta participantes da Bienal, a exposição Futura Composição destaca as entidades vivas e não vivas excluídas da legislação humana, chamando a atenção para a necessidade de garantir os direitos da natureza. De fungos a estuários, as partes interessadas estão reunidas em um tapete circular feito de plástico marinho, ecoando a Assembleia das Nações Unidas. Apresentando uma história de tentativas humanas para garantir a integridade da natureza, o projeto destaca a interdependência de espécies, elementos e sistemas.

Confira a abrangente cobertura da Bienal de Arquitetura de Veneza 2021 realizada pelo ArchDaily. Não deixe de assistir à nossa playlist oficial no Youtube, onde apresentamos entrevistas exclusivas com arquitetas, arquitetos e curadores da Bienal.

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Cutieru, Andreea. "Conheça as exposições da Bienal de Arquitetura de Veneza 2021" [More from the 2021 Venice Architecture Biennale Exhibitions] 26 Jul 2021. ArchDaily Brasil. (Trad. Bisineli, Rafaella) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/965438/conheca-as-exposicoes-da-bienal-de-arquitetura-de-veneza-2021> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.