Favelas 4D: projeto do MIT usa digitalização para mapear a maior favela brasileira

Favelas 4D: projeto do MIT usa digitalização para mapear a maior favela brasileira

Usando tecnologia de digitalização a laser 3D, o Senseable City Lab, do Massachusetts Institute of Technology (MIT), em colaboração com a BRTech 3D e Washington Fajardo, secretário municipal de Planejamento Urbano do Rio de Janeiro, está conduzindo uma análise morfológica abrangente da Rocinha, a maior favela do Brasil, com cerca de 100.000 habitantes em 838 mil metros quadrados e quase 26 mil moradias.

As imagens em 3D criadas pelo projeto Favelas 4D possibilitam o registro de dimensões, distâncias e elevações das ruas e construções. Esse resultado é obtido por meio da coleta feita via aérea, por aviões, somada ao levantamento realizado nas ruas por técnicos designados. Na sequência, dispositivos de escaneamento a laser chamados Lidar (Light Detection and Ranging), produzem os dados do mapeamento, revelando padrões e a lógica da informalidade.

Localizada na Zona Sul do Rio de Janeiro, entre dois dos bairros com IPTUs mais altos da cidade, Gávea e São Conrado, o assentamento informal contrasta com a paisagem urbana e escancara desigualdades. Na Rocinha, as escolas, os centros de saúde, as áreas verdes e os empregos são escassos. A densidade populacional da comunidade é de 48.258 habitantes por quilômetro quadrado, nove vezes mais do que em Madri, por exemplo. Iniciada no final da década de 1920, quando era uma fazenda de café, a Rocinha já foi considerada a maior favela da América Latina.

A complexidade da favela dificulta o acesso de ferramentas tradicionais de mapeamento, como imagens de satélite e o Google Street View, fazendo com que nem sempre a paisagem urbana possa ser bem mapeada e interpretada. Essa ‘invisibilidade’ gera consequências, como o não atendimento de necessidades locais e a violação de direitos urbanos de seus moradores. Capturando com precisão a forma e a organização do assentamento informal, o Favelas 4D facilita o levantamento de necessidades e problemas de infraestrutura da Rocinha, como saneamento e segurança, possibilitando a sua mitigação, a inclusão das demandas da comunidade e a orientação de intervenções e políticas na área.

Via Urban Studies.

Sobre este autor
Cita: Urban Studies. "Favelas 4D: projeto do MIT usa digitalização para mapear a maior favela brasileira " 01 Ago 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/964970/favelas-4d-projeto-do-mit-usa-digitalizacao-para-mapear-a-maior-favela-brasileira> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.