Como iniciar um novo projeto no Revit

Como iniciar um novo projeto no Revit

Revit é um software de projeto paramétrico e multidisciplinar que pode criar e inserir virtualmente qualquer edifício dentro de um processo BIM. O Revit não é um verdadeiro modelador, mas um agregador de componentes de construção governados por uma série de regras específicas. Para evitar problemas no projeto Revit, ele deve ser configurado com cuidado. Uma vez que cada projeto possui características e requisitos diferentes, não existe um procedimento padrão ao iniciar um novo. No entanto, familiarizar-se com várias situações e suas etapas necessárias ajudará muito.

Projetos de uma certa profundidade BIM têm disposições especificadas dentro do BEP (BIM Execution Plan, em português, Plano de Execução BIM) [1], um documento que apoia fortemente o processo de projeto enquanto delineia os objetivos, o LoD (Level of Development, em português Nível de Desenvolvimento) [2] e o Uso do BIM [3] no projeto.

Courtesy of GoPillar Academy
Courtesy of GoPillar Academy

Configurações preliminares

Se não houver um BEP disponível como guia, é importante definir a melhor configuração para o projeto Revit antes da modelagem, ou seja, se será um único arquivo ou vários arquivos vinculados. O Revit é um banco de dados que pode conter muitas informações, aumentando consideravelmente seu peso em Mbytes. Para não comprometer o desempenho do software, os modelos devem ser separados de acordo com as seguintes circunstâncias, se aplicável.

  • Projeto de disciplina única: não há configuração específica, um arquivo Revit é suficiente.
  • Projeto multidisciplinar: decida se deseja modelar todas as disciplinas usando o mesmo arquivo ou separá-las em arquivos diferentes. A modelagem de arquivo único deve ser usada apenas para projetos muito pequenos. Caso contrário, é melhor ter um arquivo de coordenação URS [4] com coordenadas compartilhadas.
  • Projeto de vários edifícios no mesmo lote: cada edifício tem seu próprio pacote de arquivos (um para cada disciplina) e todos os arquivos são armazenados dentro de um arquivo Revit vazio (modelo federado [5]). Um arquivo de coordenação URS e coordenadas compartilhadas são necessários.

Template

A etapa que envolve uma boa configuração de modelo é igualmente fundamental e delicada. Se houver um BEP disponível, seria mais fácil determinar quais famílias (componentes de construção, como portas, janelas, etc.) para pré-carregar no arquivo Revit, bem como definir as vistas e as configurações arquitetônicas, estruturais ou de planta isso pode ser necessário.

Sem um BEP, o caminho do projeto deve ser estudado detalhadamente para prever melhor o que precisa ser inserido no arquivo do projeto.

No caso de o projeto atual ser semelhante ao anterior, o primeiro passo seria extrair o modelo do projeto antigo. Idealmente, haveria um modelo padrão para os tipos típicos de edifícios. Esses modelos seriam mantidos ao longo do tempo, de acordo com a evolução das famílias e do estilo de design. Mais importante, você não deve renomear e esvaziar um projeto anterior do Revit de seus elementos 2D / 3D para iniciar um novo projeto.

O Revit é um banco de dados que mantém o controle de tudo (até mesmo erros internos), então o resultado final seria um arquivo muito mais pesado do que o normal e cheio de corrupções dos projetos anteriores. Neste caso, ou se mais informações forem necessárias, simplesmente crie um modelo ou preencha um modelo padrão do Revit durante o desenvolvimento do projeto com todas as configurações mencionadas acima, tendo em mente o “farol”: o LoD e o BIM Use.

Courtesy of GoPillar Academy
Courtesy of GoPillar Academy

Coordenadas compartilhadas

Geralmente, coordenadas compartilhadas ou posicionamento geográfico não são necessários para uma boa abordagem projetual.

No entanto, o trabalho coordenado entre disciplinas / edifícios múltiplos no mesmo lote sempre requer posicionamento compartilhado e configuração de coordenadas, bem como trabalho que requer interoperabilidade entre softwares.

Um ponto de base estabelecido a montante garante o posicionamento correto do projeto. Normalmente, ao iniciar a partir de um levantamento, é responsabilidade do inspetor fornecer um arquivo (CAD ou Revit) com as coordenadas SIG [6] já inseridas e (teoricamente) já estabelecidas no BEP. Uma vez que o link foi carregado no projeto e seu ponto base posicionado na origem do Revit (por exemplo, por meio de uma tradução errada do link), adquirir as coordenadas do próprio link é suficiente.

Courtesy of GoPillar Academy
Courtesy of GoPillar Academy

Com um arquivo URS disponível, basta vinculá-lo ao arquivo do projeto para adquirir suas coordenadas.

As ferramentas de deslocamento manual do Ponto Base e Ponto de Levantamento do Projeto, bem como a rotação do Norte Real, são utilizadas para consertar um trabalho de coordenação deficiente, não para corrigir todo o projeto.

Courtesy of GoPillar Academy
Courtesy of GoPillar Academy

Grades e Níveis

Se tivermos um arquivo URS, podemos contornar a criação de grades e níveis usando a ferramenta Copiar / Monitorar, o que nos permite copiar automaticamente as grades e níveis pré-estabelecidos (teoricamente pelo líder do projeto) no arquivo URS e monitorar suas eventuais alterações.

Courtesy of GoPillar Academy
Courtesy of GoPillar Academy

Mesmo sem este tipo de suporte, ainda temos a opção de criar nossas grades e níveis manualmente.

Courtesy of GoPillar Academy
Courtesy of GoPillar Academy

Conclusões

Após seguir esses passos e cuidados, nosso arquivo Revit estará pronto para uso, garantindo a consistência das informações multidisciplinares. A configuração correta dos parâmetros do arquivo antes da modelagem é uma etapa essencial para a obtenção de resultados concretos e precisos.

Descubra como usar corretamente a metodologia BIM do Revit para todos os tipos de projetos por meio dos vários tutoriais da GoPillar Academy. Além disso, você pode se tornar um Expert BIM recebendo 68 horas de aulas / 2 cursos BIM (BIM BASIC e BIM ADVANCED) por $ 149 USD ao invés de $ 649 USD, usando este link.

Notas

[1] BIM Execution Plan (Plano de Execução BIM): um documento contratual que define os padrões de projeto, software e todos os métodos executivos segundo os quais o pedido BIM deve ser desenvolvido.
[2] Level of Development (Nível de desenvolvimento): o nível de desenvolvimento e detalhe dos elementos 2D e 3D do projeto.
[3] BIM Use (Uso do BIM): o uso do modelo uma vez terminado (por exemplo, para renderização, para construção, para cálculo de área, etc.)
[4] URS (Unique Reference System, Sistema de Referência Único): um arquivo Revit vazio contendo apenas as coordenadas do projeto, grades e níveis compartilhados para todas as disciplinas e edifícios no projeto. Este arquivo é inicialmente carregado no modelo para definir Coordenadas, Grades e Níveis para cada disciplina e edifício.
[5] Modelo Federado: um modelo de coordenação (também potencialmente vazio) contendo os modelos que compõem o projeto em sua totalidade entre disciplinas e partes construtivas.
[6] SIG (Sistema de Informação Geográfica): sistema capaz de associar os dados à sua posição geográfica na superfície terrestre.

Sobre este autor
Cita: Quadrini, Paolo. "Como iniciar um novo projeto no Revit" [How to Start a New Project in Revit] 20 Nov 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/951688/como-iniciar-um-novo-projeto-no-revit> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.