Toyo Ito projeta o novo Museu Hermitage em Barcelona

Toyo Ito projeta o novo Museu Hermitage em Barcelona

Nivel +27,50. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, ArchitectsEmplazamiento. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, ArchitectsNivel +2,10. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, ArchitectsSección 03. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects+ 30

O escritório Toyo Ito & Associates apresenta seu projeto para o novo Museu Hermitage em Barcelona, Espanha. O projeto apresenta faixas contínuas e orgânicas que geram espaços fluidos e interligados, ao mesmo tempo que promove a abordagem de sinergias com outros museus de arte e instalações culturais da cidade, uma forte intenção de integração com o meio ambiente e a consideração de noções de sustentabilidade e segurança.

Com uma área construída de aproximadamente 13.300 m², o edifício estará localizado na Nova Bocana do porto de Barcelona, reforçando a interação da cidade com sua orla marítima e ligando os serviços culturais e sociais da cidade uns aos outros. Leia mais sobre o projeto nas palavras de seus autores:

Espaço fluido

Uma das características mais notáveis da arquitetura de Toyo Ito é a fluidez dos espaços, que nos permite intuir até mesmo o caminho invisível descrito pelo ar dentro dos edifícios. Todo museu precisa de um suporte ou parede para exibir suas pinturas e um ambiente termicamente eficiente, mas no Hermitage, as paredes não contêm as salas, mas são faixas contínuas que circundam os usos, e que são cortadas obliquamente gerando cortes de parábola nos cantos arredondados, para criar um fluxo diagonal entre os espaços adjacentes.

Esquema Fluidez. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects
Esquema Fluidez. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects

Esta conexão é tanto física quanto visual, gerando assim relações espaciais sugestivas entre salas, usos e pavimentos. Este conceito não se limita a uma sala, mas se estende por todo o edifício com um total de 7 paredes de fitas, definindo espaços e usos interligados. O fluxo é gerado espontaneamente na ausência de barreiras, convidando o visitante a caminhar pelos espaços, permitindo que ele passeie livre e agradavelmente pelo edifício.

Nivel +14,90. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects
Nivel +14,90. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects

Integração do Hermitage Barcelona com seu entorno

O Hermitage é um museu para a cidade de Barcelona. Por esta razão, o espaço interior do próprio edifício torna-se uma extensão da cidade, sendo muito importante a relação da construção com as três praças: Plaça de la Marina Seca a leste (nível +11,00), Plaça de la Marina ao sul (nível +2,10) e Plaça Rosa dels Vents ao norte (nível +6,50). O Hermitage Barcelona é acessível ao público através destas três praças, convidando as pessoas a atravessar o edifício em qualquer direção e sair por uma praça diferente daquela pela qual entraram.

Esquema - Plazas Existentes. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects
Esquema - Plazas Existentes. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects

Além disso, três novas praças públicas são criadas em diferentes pavimentos do Hermitage: no nível +10,70, uma praça cultural, ligada às oficinas e à biblioteca, de cerca de 180 m²; no nível +23,30, uma praça de eventos, de 872 m², com vista para o mar, além do quebra-mar; finalmente, uma praça ajardinada na cobertura, com uma área de 400 m², no nível +27. Com todas estas opções, o Hermitage está integrado com as praças que antes eram desconectadas.

Esquema - Plazas Nuevas. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects
Esquema - Plazas Nuevas. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects

Inserção na rede artística da cidade de Barcelona

Barcelona sempre foi uma cidade intimamente relacionada com o mar. Dada sua clara e particular orografia, muitas das primeiras representações do mapa de Barcelona foram feitas a partir do mar. Desde o início do século XX, o píer, ou Rompeolas, era um calçadão emblemático da cidade. Com o desenvolvimento da área portuária estatal, com instalações industriais, logísticas e marinas, o calçadão Rompeolas foi perdido, pois o acesso público foi restringido quando uma nova entrada para barcos foi aberta. Esta conexão com o mar é o que o Plano Especial para a Nova Bocana está tentando recuperar. O Hermitage Barcelona será integrado como um dos muitos itinerários disponíveis neste percurso.

Axonométrica Situación. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects
Axonométrica Situación. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects

O Plano Especial para a Nova Bocana contempla ações para conectar os novos usos e instalações, incluindo o Hermitage Barcelona, com a cidade. Ele propõe a criação de um ônibus náutico que se conectará do final do Ramblas a um ponto muito próximo ao Hermitage, ou uma plataforma flutuante que conectará o Maremagnum com a Nova Bocana. É também uma oportunidade de promover o teleférico como uma conexão com a montanha de Montjuïc, onde existem muitos museus como o Fundació Miró, o MNAC, etc. Graças a essas novas conexões, a Nova Bocana e a cidade de Barcelona serão "costuradas", superando o mar, e ao colocar o Hermitage Barcelona no local, se estabelecerá uma sinergia com outros museus, atraindo o turismo cultural, o que é muito interessante para a cidade.

Emplazamiento. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects
Emplazamiento. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects

Barcelona, cidade sustentável

As corajosas estratégias de Barcelona para o cuidado do meio ambiente são reconhecidas mundialmente e estão sendo alvo de muita atenção. Seguindo estas diretrizes, o Hermitage Barcelona tem a vocação de ser um projeto de referência, não apenas como uma instalação cultural, mas também como um modelo de respeito ao meio ambiente. Para conseguir isso:

Esquema - Estrategias de Sostenibilidad. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects
Esquema - Estrategias de Sostenibilidad. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects

  • O Hermitage Barcelona fomenta o acesso à pé (caminhando), de bicicleta ou pelo transporte público. No edifício foram eliminados estacionamentos de veículos particulares para limitar o acesso motorizado, inclusive dos funcionários.

  • O Hermitage Barcelona adota como referência a normativa nZEB (Near Zero Energy Building). Estas estratégias poderiam reduzir o consumo, em relação ao edifício de referência do Código Técnico de Construção, em 30%. Os objetivos são reduzir a demanda de energia (com um desenho eficiente do envoltório térmico, redução do efeito ilha de calor, telhado verde, etc. para reduzir a demanda de energia), limitação do consumo (setorização das áreas de exposição, com requisitos muito rigorosos de temperatura e umidade, das demais áreas onde a ventilação natural pode ser usada, refrigeração livre), eficiência energética (usando a energia hidrotérmica marinha para obter um rendimento energético muito alto, e a instalação de equipamentos eficientes de baixa potência como iluminação LED, etc.) e a produção de energia renovável no local (painéis solares para alimentar as máquinas e fornecer água quente para o edifício).

  • O Hermitage Barcelona incorpora estratégias ambientais, não só energéticas, da certificação internacional LEED, como a cobertura ajardinada com vegetação autóctone, o reuso da água pluvial para irrigação e saneamento, uso de materiais locais para construção, redução da intervenção na urbanização, e, além disso, está sendo estudado a possibilidade de uso de acabamento fotocatalítico no concreto para neutralizar gases poluentes (CO2, CO, NO2, NO3 ...), realizar oficinas e exposições ambientais, etc.

Nivel Mirador y Restaurante. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects
Nivel Mirador y Restaurante. Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects

Edifício seguro

Os museus preservam o patrimônio cultural da humanidade e por isso exigem cuidados especiais, que não existem em outros edifícios. Além de ser um edifício estruturalmente seguro contra intrusões e incêndios, o Hermitage Barcelona está sendo projetado para ter uma vida útil duas vezes maior do que a prevista no regulamento e também duas vezes maior do que a concessão, em um ambiente de frente para o mar e com condições variáveis devido ao aquecimento global, como a possível elevação do nível do mar (prevê-se uma elevação mínima de 1 metro), condições climáticas extremas ou mesmo terremotos, embora Barcelona não seja uma zona sísmica. Além disso, ele está sendo projetado para reduzir o risco de pandemias, como a COVID19.

Hall de exhibiciones . Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects
Hall de exhibiciones . Image Cortesía de Toyo Ito & Associates, Architects

  • Localização: Nova Bocana, Barcelona
  • Promotor: Museu Hermitage Barcelona s.l.
  • Programa: Museu
  • Estrutura: concreto armado e aço
  • Projeto: 2019 ~ 2020 Fase de projeto básico
  • Área do terreno: 3.240 m²
  • Área construída: aprox. 13.300 m²
  • Arquiteto: Toyo Ito & Associates, Architects
  • Engenharia estrutural: Dimark estructuras
  • Engenharia de instalações: PGI engineering

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Maiztegui, Belén. "Toyo Ito projeta o novo Museu Hermitage em Barcelona" [Toyo Ito diseña el nuevo Museo Hermitage en Barcelona] 10 Ago 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Daudén, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/945119/toyo-ito-projeta-o-novo-museu-hermitage-em-barcelona> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.