Romênia reinventada: projetos culturais construídos para a modernidade

Romênia reinventada: projetos culturais construídos para a modernidade

A arquitetura moderna da Romênia funde perspectivas globais com tradições locais. Dos estilos pré-modernos ao trabalho pós-revolução que começou no início dos anos 90, o ambiente construído do país é incrivelmente diversificado. De cidades como Bucareste a Cluj-Napoca e Timisoara, projetos modernos estão sendo criados entre estruturas históricas.

© Sebastian Apostol© Alexandru Fleșeriu© Cosmin Dragomir© Cosmin Dragomir+ 10

© Cosmin Dragomir
© Cosmin Dragomir

Situada no cruzamento entre a Europa Central, Oriental e do Sudeste, a arquitetura da Romênia é definida pela sua localização. Em partes iguais de  montanhas, colinas e planícies, o país abriga uma das maiores áreas de floresta preservada da Europa, e a arquitetura do país é uma resposta ao seu clima temperado e continental.

Lar de oito sítios que são definidos como patrimônio mundial da UNESCO, a Romênia possui uma série de castelos, igrejas e paisagens culturais que fazem parte do cenário de seu crescimento. Abordando os projetos culturais do país, os seguintes edifícios mostram obras contemporâneas construídas na última década. Os projetos equilibram influências maiores e globais com abordagens tradicionais de artesanato e construção.

Reframe / Alexandru Fleșeriu + Péter Eszter

© Alexandru Fleșeriu
© Alexandru Fleșeriu

Este projeto é o resultado do Concurso Waiting for Revival organizado pela Transylvania Trust Foundation com o objetivo de transformar os espaços do castelo em áreas de oficinas e um salão multifuncional. A principal premissa era não intervir na estrutura histórica existente, a fim de se realizar uma restauração completa em data posterior. Consequentemente, o projeto foi concebido utilizando um conjunto de instalações independentes.

Tara / Camposaz

© Sebastian Apostol
© Sebastian Apostol

Tara explora a percepção sensorial do ambiente e se comunica com a linguagem simbólica e natural dos elementos. A estrutura está situada na fronteira entre uma floresta e um icônico espaço aberto nos Cárpatos do Sul das Montanhas Tarcu, na Romênia. A estrutura foi projetada e construída em dez dias, com uma equipe de 32 pessoas vindas de diferentes países.

MARe Museum of Art / YTAA - Youssef Tohme Architects and Associates

© Cosmin Dragomir
© Cosmin Dragomir

A partir de uma vila dos anos 30, típica do tecido de Bucareste, o arquiteto Youssef Tohme explorou a função arquitetônica, bem como a função simbólica e urbana. Erguido sobre uma base envidraçada, o projeto foi feito para ser aberto ao público, e a edificação reproduzida torna-se simultaneamente uma peça museológica e uma afirmação para a cidade e para a cultura.

Reforma do Palácio Cultural de Blaj / Vlad Sebastian Rusu

© Cosmin Dragomir
© Cosmin Dragomir

O Palácio Cultural foi projetado no ano de 1930 pelo arquiteto Victor Smigelschi, de Bucareste, e seu objetivo principal era sediar os eventos da Associação Cultural ASTRA. Com o benefício da pesquisa histórica e com a expertise técnica foi decidido que o conceito espacial e funcional do edifício, hoje em ruínas, seguiria o projeto inicial. Essa decisão fez com que todas as adições posteriores fossem removidas. 

Time Box – Temporary Exhibition Pavilions / Gergely Sági

© Zsolt Vasáros
© Zsolt Vasáros

Gergely Sági desejava criar um projeto onde os moradores locais pudessem se relacionar com as pequenas construções de sua vila. Como observado na abordagem do projeto, se os moradores fossem capazes de aceitá-las, e a comunidade fosse capaz de olhar para elas como suas e sentirem-se responsáveis, os pavilhões durariam o tempo para o qual foram construídos.

Point Theatre / Tudor Ciocanescu Arhitect + Lama Arhitectura

© Radu Malașincu
© Radu Malașincu

Este teatro independente foi posicionado em um local específico a fim de reanimar a área urbana. O início deste projeto foi o conceito de pixel (POINT). A equipe utilizou o pixel como unidade de medida (módulo), gerando assim uma série de objetos modulares e multi-funcionais que ajudaram a criar flexibilidade. Estes se envolvem unificando visualmente todo o espaço, ao mesmo tempo em que separam e delimitam determinadas áreas.

Digital Museum / Claudiu Ionescu

© Bogdan Iorgovan
© Bogdan Iorgovan

Esta edificação representa o primeiro museu digital permanente da Romênia. No interior, os visitantes podem explorar qualquer museu do mundo através do uso da mais recente tecnologia em projeções de vídeo 3D, telas 3D, telas de toque e assim por diante. Uma grande vantagem é que o museu pode receber qualquer apresentação, exposição ou vernissage e que os visitantes podem efetivamente se informar sobre o ambiente, tradições locais e história, sem a necessidade de um espaço muito grande.

Sobre este autor
Cita: Baldwin, Eric. "Romênia reinventada: projetos culturais construídos para a modernidade " [Romania Reimagined: Cultural Projects Built for Modernity ] 23 Jun 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/942050/romenia-reinventada-projetos-culturais-construidos-para-a-modernidade> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.