Projetando ícones: a nova arquitetura Albanesa

Projetando ícones: a nova arquitetura Albanesa

A arquitetura da Albânia está associada ao mar e à herança cultural do país. Limitada por Montenegro, Kosovo, Macedônia do Norte e Grécia, a república abrange o Mar Adriático e o Mar Jônico, enquanto se conecta ao Mediterrâneo. Com o tempo, a Albânia sofreu uma confluência de diferentes civilizações e culturas, cada uma moldando o atual ambiente construído.

© Besart Cani© Christian Richters© Stefano Graziani© Filip Dujardin+ 11

© Filip Dujardin
© Filip Dujardin

Os albaneses chamam seu país de Shqipëri ou Shqipëria, que significa "Terra das Águias" ou "Filhos das Águias", por sua vez, a arquitetura do país está vinculada às suas paisagens, dos Alpes montanhosos ao litoral, moldando diversos estilos e técnicas de construção. As inspirações vieram de várias origens, incluindo a influência otomana, veneziana, romana, moura e árabe. Em todo o país, edifícios históricos e estruturas contemporâneas ficam lado a lado. Os projetos a seguir analisam mais minuciosamente os projetos de arquitetura contemporânea da Albânia, projetados nos últimos dez anos.

Praça Skanderbeg / 51N4E

© Filip Dujardin
© Filip Dujardin

A reestruturação e renovação da Praça Skanderbeg é resultado de uma competição internacional de arquitetura realizada em 2008, vencida pelo escritório 51N4E. A proposta vencedora do concurso, concebida em colaboração com a artista albanesa Anri Sala, reorganiza a praça central de Tirana, um vasto espaço, de maneira simples, e radical. Em um contexto urbano complexo e denso, o projeto instala uma área pedonal generosa, situado no centro da capital albanesa, um símbolo para todo o país.

Renovação da sede do Banco da Albânia / Petreschi Achitects

Cortesia de Petreschi Architects
Cortesia de Petreschi Architects

O projeto de renovação do Banco da Albânia consiste na revitalização e restauração total do histórico edifício do Banco Central, projetado por Vittorio Ballio Morpurgo em 1934-36, e também na construção de um novo anexo. A ampliação incluiu o novo Museu Numismático, uma nova sala de conferências para 150 pessoas, escritórios, sala de reuniões, uma galeria interna, um jardim na cobertura, e um estacionamento subterrâneo de quatro pavimentos.

Pirâmide de Tirana / MVRDV

© Gent Onuzi
© Gent Onuzi

O MVRDV apresentou um projeto que promete transformar a "Pirâmide de Tirana", construída durante o período comunista na capital da Albânia, em um centro de tecnologia, arte e cultura. Segundo os arquitetos, a estrutura atualmente abandonada será revitalizada para abrigar o novo centro educacional multifuncional de Tirana para a juventude transformando a antiga estrutura fechada e escura, em um novo edifício aberto, amplamente iluminado e com vegetação.

Museu Nacional de Fotografia de Marubi / Casanova+Hernandez Architecten

© Christian Richters
© Christian Richters

O projeto selecionado para o Museu Marubi, concebido pelos arquitetos Casanova + Hernandez, visa promover um rico diálogo entre tradição e modernidade, entre o passado e o presente. O legado da tradição é evidenciado pela restauração do edifício histórico, concebido pelo famoso pintor, escultor, fotógrafo e arquiteto albanês nascido em Shkodër, Kolë Idromeno, preservando as suas qualidades espaciais e estruturais sem qualquer transformação de volume ou adição de novas divisões interiores.

Museu Korça - Museu Nacional de Arte Medieval /

Bolles + Wilson

© Roman Mensing
© Roman Mensing

O edifício para o Museu Korça foi originalmente uma estrutura de colunas e vigas de baldrame abandonadas, quando o comunismo colapsou na Albânia. O escritório DEA Studio sh.p.k. foi comissionado para projetar as fachadas, e o escritório BOLLES+WILSON foi então convidado pela Prefeitura para projetar e desenvolver o projeto de um espaço expositivo de 300 ícones ortodoxos medievais. 

TID Tower / 51N4E

© Stefano Graziani
© Stefano Graziani

A TID Tower faz parte de uma série de operações para recuperar a concepção da cidade como um espaço coletivo ao coração e mente das pessoas. A primeira etapa consistiu em uma operação de emergência, no ano 2000, iniciou-se uma 'guerrilha urbana', combinando a destruição de edifícios com a pintura de fachadas em cores fortes. A segunda etapa, em 2003, foi mais organizada e programada, ela foi executada por meio de um masterplan de um centro pedonal, configurando nas extremidades duas fileiras paralelas, e monumentais de torres.

Escola Primária e Secundária Servete Maçi / Studioarch4

© Besart Cani
© Besart Cani

Servete Maçi é uma escola primária localizada na capital da Albânia, Tirana. A escola recém-construída está situada em uma área densa da cidade, próxima ao centro. O edifício é composto por 18 salas de aula, 5 laboratórios, um ginásio, um auditório para 140 pessoas, uma biblioteca, 8 espaços individuais dedicados ao aprendizado de instrumentos musicais, além de diversas áreas administrativas.

Sobre este autor
Cita: Baldwin, Eric. "Projetando ícones: a nova arquitetura Albanesa" [Design Icons: Albania's New Architecture Taking Shape] 05 Mar 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Bisineli, Rafaella) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/934687/projetando-icones-a-nova-arquitetura-albanesa> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.