O que levar em conta ao especificar um piso cerâmico?

O que levar em conta ao especificar um piso cerâmico?

A humanidade já domina a fabricação de cerâmica há cerca de 15 mil anos. Até hoje, trata-se de um material amplamente utilizado em áreas como construção civil, artesanatos e até em indústrias altamente tecnológicas. Por serem opções duráveis, baratas e com uma variedade imensa de dimensões, padrões e acabamentos, os azulejos cerâmicos são revestimentos extremamente populares. Versáteis, podem ser usados em superfícies horizontais ou verticais, internas ou externas, molhadas ou secas. Sua produção se dá a partir da mistura de argila e matérias-primas inorgânicas, após seca e queimada em temperaturas elevadas (superiores a 1.000 °C), as peças adquirem superfícies impermeáveis, fáceis de limpar e com diferentes possibilidades de acabamentos e cores. 

Cortesia de CoronaCortesia de Corona© DUO Studio / ShutterstockCortesia de Corona+ 13

© DUO Studio / Shutterstock
© DUO Studio / Shutterstock

Além das dúvidas mais comuns sobre revestimentos cerâmicos que respondemos nesse artigo, separamos alguns fatores primordiais que devem ser levados em conta ao se especificar ou comprar um piso cerâmico.

A primeira questão a se considerar é se o produto pretendido é certificado e atende às normas técnicas locais. Dessa forma, o consumidor pode ter mais certeza do que está comprando e a garantia de um produto que passou por uma manufatura séria.  É também possível comparar produtos e decidir qual é o mais propício às suas necessidades. Cada país possui suas classificações, portanto elucidaremos apenas os parâmetros importantes para se levar em conta:

Tipos 

Primeiramente, é importante entender as diferenças entre cerâmicas, porcelanatos e ladrilhos hidráulicos.

Cortesia de Corona
Cortesia de Corona

Os revestimentos de cerâmica são produzidos de uma mistura de argila e outras matérias-primas inorgânicas (como caulim, quartzo, feldspato, calcita, dolomita, entre outras), queimadas em temperaturas elevadas. As peças de porcelanato são mais homogêneas e densas do que as cerâmicas convencionais, além de ser menos porosas. Feitas através de uma mistura de argilas selecionadas e diversos minerais, passam por uma queima a mais de 1200 graus Celsius. Porcelanatos e cerâmicas são os revestimentos mais vistos nos mercados.

Já o ladrilho hidráulico permanece com a mesma técnica manual, e suas pequenas imperfeições e rusticidade continuam agrandando esteticamente. O nome "hidráulico" vem do antigo processo de fabricação de ladrilhos de cimento, caracterizado pelo uso de moldes metálicos para a aplicação de cores, que eram fixadas à base de cimento por meio de uma prensa hidráulica. No entanto, são bastante porosos, e requerem de mais manutenção para evitar manchas. 

Cortesia de Corona
Cortesia de Corona

Durante a fabricação, após a aplicação do esmalte na peça, é possível fazer a impressão de qualquer tipo de desenho na peça cerâmica. É bastante comum que as peças inspirem-se nos desenhos tradicionais geométricos e orgânicos dos ladrilhos hidráulicos, utilizando as técnicas de fabricação mais modernas. Padrões que imitam madeira muito fielmente, assim como concreto, cimento queimado e mesmo pedras naturais, também vêm ganhando cada vez mais espaço, à medida que têm se tornado cada vez mais fieis. 

Nível de absorção de água 

É imprescindível que os pisos cerâmicos usados em áreas molhadas apresentem baixo índice de absorção de água e baixa expansão por umidade. Importante pontuar que a resistência mecânica está diretamente relacionada a esta propriedade: quando menor a absorção de água, maior a resistência da peça.

Coeficiente de atrito

Esse é o índice que determina o nível de segurança de uma superfície (plana, em aclive ou declive), especialmente na presença de água, óleo ou outra substância. Para aplicação em áreas molhadas, é ideal que o piso tenha coeficiente de atrito superior a 0,4. Em áreas molhadas externas em declive ou aclive, é imprescindível que a superfície tenha um atrito elevado.

Cortesia de Corona
Cortesia de Corona

Resistência à abrasão

A resistência à abrasão é o que determina qual tipo de tráfego o piso consegue suportar. Portanto, ao especificar um piso para uma área pública, com tráfego intenso de pessoas, é importante levar em conta esse índice.

Cortesia de Corona
Cortesia de Corona

Acabamentos das superfícies

Como já abordado anteriormente, além da diversidade de desenhos disponível no mercado, as peças cerâmicas dividem-se entre acabamentos esmaltados, foscos ou naturais, proporcionando, assim, aparências rústicas, tridimensionais ou mesmo altamente polidas.

Cortesia de Corona
Cortesia de Corona

É importante salientar que o processo de pelo qual os revestimentos cerâmicos passam em sua fabricação pode refletir em pequenas alterações de cores de algumas peças ou de um lote, seja em cerâmicas tradicionais ou mesmo em porcelanatos. Portanto, uma dica imprescindível se o intuito é manter uma uniformidade, recomenda-se que as peças sejam compradas todas do mesmo lote, para evitar variações incômodas.

Cortesia de Corona
Cortesia de Corona

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Eduardo Souza. "O que levar em conta ao especificar um piso cerâmico?" 02 Mar 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/932818/o-que-levar-em-conta-ao-especificar-um-piso-ceramico> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.