Um ano após incêndio, Museu Nacional se prepara para reabrir parcialmente

Um ano após incêndio, Museu Nacional se prepara para reabrir parcialmente

Há um ano, no dia 2 de setembro de 2018, o Museu Nacional no Rio de Janeiro, uma das instituições culturais mais importantes da América Latina, era tragado pelas chamas. Um incêndio ocasionado por um curto-circuito nas instalações elétricas do edifício levou consigo pelo menos 80% de seu acervo, especializado em ciências naturais e antropológicas. Um ano depois, esforços de recuperação dos itens e limpeza dos ambientes destruídos indicam a reabertura de algumas salas já em 2022, três anos antes da conclusão das obras em 2025.

A informação é confirmada pelo diretor da instituição, Alexandre Kellner, que indicou o início da restauração da cobertura e das fachadas ainda para este ano. Os interiores do palácio virão depois, com o início das obras previsto para setembro do próximo ano. 

Foto: Tania Rego/Agência Brasil
Foto: Tania Rego/Agência Brasil

Até o momento, 50 salas já foram completamente limpas e tiveram seus escombros garimpados por equipes especializadas que buscam recuperar o maior número possível de itens do acervo. Faltam ainda 15 ambientes, que serão garimpados até o final deste ano. Uma cobertura provisória foi construída para proteger o edifício - e os possíveis artefatos escondidos nos escombros - das intempéries. 

80% do acervo do Museu Nacional não sobreviveu ao incêndio. Foto: Tania Rego/Agência Brasil
80% do acervo do Museu Nacional não sobreviveu ao incêndio. Foto: Tania Rego/Agência Brasil

Após a tragédia, o governo federal liberou um orçamento emergencial de R$ 16 milhões para os trabalhos de recuperação. Até o momento, aproximadamente R$ 1 milhão foi usado para a fachada; R$ 10 milhões seguiram para o reforço da estrutura interna do prédio e da cobertura; e os demais R$ 5 milhões estão destinados à Unesco, para a elaboração do projeto executivo do restauro.

Museu Nacional deve ter algumas salas reabertas ao público em 2022, segundo o diretor da instituição. Foto: Tania Rego/Agência Brasil
Museu Nacional deve ter algumas salas reabertas ao público em 2022, segundo o diretor da instituição. Foto: Tania Rego/Agência Brasil

Além deste valor, doações de outros países e do SOS Amigos do Museu angariaram mais de R$ 1 milhão, usado essencialmente para o garimpo de itens do acervo. Recentemente, também, a Câmara dos Deputados aprovou uma ementa parlamentar apresentada por representantes do Rio de Janeiro destinando R$ 55 milhões à recuperação do museu - deste montante, R$ 43 milhões já foram aprovados e aguardam licitações da UFRJ, que é responsável pela administração do museu.

Fonte: HAUS

Galeria de Imagens

Ver tudoMostrar menos
Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "Um ano após incêndio, Museu Nacional se prepara para reabrir parcialmente" 03 Set 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/924157/um-ano-apos-incendio-museu-nacional-se-prepara-para-reabrir-parcialmente> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.