Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. Marquise do Ibirapuera: suporte ao uso indeterminado

Marquise do Ibirapuera: suporte ao uso indeterminado

Marquise do Ibirapuera: suporte ao uso indeterminado
Marquise do Ibirapuera: suporte ao uso indeterminado, Cortesia de Eduardo Gurian
Cortesia de Eduardo Gurian

Na pesquisa apresentada para em 2014, Eduardo Gurian começa a introdução colocando as seguintes perguntas: "A grandiosidade de uma obra de arquitetura poderia ser definida apenas pelo gesto genial e a capacidade de síntese de seu autor? Ou deveríamos levar em conta a utilidade e a capacidade dela em atender as necessidades para a qual foi designada? Ou até mesmo ouvir quem realmente usufrui do espaço e contestar sua satisfação?". Com essas questões colocadas, o pesquisador analisa a evolução dos usos e ocupação da Marquise do Parque Ibirapuera, projetada por Oscar Niemeyer. A dissertação de mestrado teve como orientadora a Profa. Dra. Helena Aparecida Ayoub Silva no programa de pós-graduação da FAUUSP. Veja abaixo o resumo enviado pelo autor.

Acervo do Museu Paulista da USP. Image © Werner Haberkorn
Acervo do Museu Paulista da USP. Image © Werner Haberkorn

"O presente trabalho tem como objetivo analisar a concepção, formalização e ocupação da Marquise do Parque Ibirapuera, através de uma trajetória que se inicia com a definição do programa de necessidades para as comemorações do IV Centenário da cidade de São Paulo, na década de 50 do século passado. Onde foi tomada a decisão de realizar a construção do que seria o maior parque público da cidade, somado a um conjunto edificado que centralizaria a maioria das atividades propostas durante o período de festividades.

Ao mesmo tempo que essa grande obra deveria mostrar a força do progresso do Estado, serviria de legado as próximas gerações. Assim, a construção do programa funcional e sua posterior concepção arquitetônica, de autoria de Oscar Niemeyer e equipe, se mostram fundamentais como fonte de análise para entender o surgimento do elemento de ligação, a grande marquise, entre os pavilhões temáticos propostos.

A primeira parte do trabalho examina a evolução do projeto, seus precedentes e as adversidades enfrentadas durante o período de construção. A segunda parte diz respeito a observação e coleta de dados das atividades realizadas sob esta grande cobertura após a conclusão de sua construção. Demonstrando, através de uma amostragem significativa, sua capacidade de servir de suporte a inúmeros usos, sejam eles programados ou espontâneos, no decorrer dos últimos 60 anos. Superando seu programa inicial de ligação e suporte aos pavilhões com que está conectado e se consolidando como um lugar de intenso convívio social e de encontros, aberto a imprevisibilidade, ao uso indeterminado."

Vaja abaixo o link para a dissertação completa.

Marquise do Ibirapuera: suporte ao uso indeterminado

O presente trabalho tem como objetivo analisar a concepção, formalização e ocupação da Marquise do Parque Ibirapuera, através de uma trajetória que se inicia com a definição do programa de necessidades...

Clássicos da Arquitetura: As Arquiteturas do Parque Ibirapuera / Oscar Niemeyer

Este artigo foi originalmente publicado em 20 de julho de 2018. Para ler sobre outros projetos icônicos de arquitetura, visite nossa seção Clássicos da Arquitetura. O Parque Ibirapuera constitui-se de um marco na cidade de São Paulo e na arquitetura moderna brasileira.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Pedro Vada. "Marquise do Ibirapuera: suporte ao uso indeterminado" 07 Mai 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/916187/marquise-do-ibirapuera-suporte-ao-uso-indeterminado> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.