Ampliar imagem | Tamanho original
Na pesquisa apresentada para em 2014, Eduardo Gurian começa a introdução colocando as seguintes perguntas: "A grandiosidade de uma obra de arquitetura poderia ser definida apenas pelo gesto genial e a capacidade de síntese de seu autor? Ou deveríamos levar em conta a utilidade e a capacidade dela em atender as necessidades para a qual foi designada? Ou até mesmo ouvir quem realmente usufrui do espaço e contestar sua satisfação?". Com essas questões colocadas, o pesquisador analisa a evolução dos usos e ocupação da Marquise do Parque Ibirapuera, projetada por Oscar Niemeyer. A dissertação de mestrado teve como orientadora a Profa. Dra. Helena Aparecida Ayoub Silva no programa de pós-graduação da FAUUSP. Veja abaixo o resumo enviado pelo autor. "O presente trabalho tem como objetivo analisar a concepção, formalização e ocupação da Marquise do Parque Ibirapuera, através de uma trajetória que se inicia com a definição do programa de necessidades para as comemorações do IV Centenário da cidade de São Paulo, na década de 50 do século passado. Onde foi tomada a decisão de realizar a construção do que seria o maior parque público da cidade, somado a um conjunto edificado que centralizaria a maioria das atividades propostas durante o período de festividades. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar