Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Parametrizando a cabana primitiva: Bienal de Arquitetura de Tallinn divulga instalação vencedora do concurso “Huts and Habitats”

Parametrizando a cabana primitiva: Bienal de Arquitetura de Tallinn divulga instalação vencedora do concurso “Huts and Habitats”

A equipe curatorial da quinta edição da Bienal de Arquitetura de Tallinn (TAB), da qual o ArchDaily é parceiro, anunciou o vencedor de seu concurso “Huts and Habitats”. A proposta vencedora, Steampunk, projetada por SoomeenHahm Design, Igor Pantic e Fologram, do Reino Unido, foi escolhida entre as mais de 137 projetos enviados.

“[a Instalação Steampunk] consiste em uma fusão de artesanato, tecnologias imersivas e desempenho material e busca a produção de formas orgânicas dinâmicas que superem as limitações de precisão local ou da simples automação”, explicou Areti Markopoulo, presidente do júri. “Estamos todos empolgados para acompanhar o desenvolvimento desse trabalho, que integra lições da natureza e é o resultado de uma colaboração vital entre humanos e máquinas."

Os outros escritórios pré-selecionados foram:

  • CITA, str.ucture (Dinamarca / Alemanha)
  • Déborah López, Hadin Charbel, Patrick Donbeck (Tailândia)
  • Ephemeral Research (Japão / Chile)
  • Grimshaw (Reino Unido)
  • Manuel Jimenez Garcia (Reino Unido)
  • Rehm, Ishida and Lutz (EUA)
  • Raul Kalvo (Estônia)
  • Plethora Project – Jose Sanchez (EUA)
  • SET Architects (Itália)
  • SomePeople (EUA)
  • SoomeenHahm Design Ltd (SD), Igor Pantic e Fologram
  • SPORTS (EUA)

A instalação vencedora é uma construção híbrida, que combina peças usinadas em CNC e impressas em 3D com artesanato tradicional. O resultado, um conjunto de elementos de madeira curvados com vapor, não é nem analógico nem digital, desafiando os visitantes a reavaliar como enxergam o design e a arquitetura contemporâneos.

“A instalação desafia a ideia da cabana primitiva - mostrando, através de lógica algorítmica, como materiais simples podem ser transformados em uma estrutura altamente complexa e habitável”, disse Gilles Retsin, curador do programa de instalações da TAB 2019.

A referência do pavilhão à Cabana Primitiva de Laugier é particularmente apropriada, pois ambas referem-se à inquietante relação entre o projeto ligado à natureza e o projeto feito por seres humanos. O tema da TAB 2019, “O ressurgimento da beleza”, procura investigar, entre outras coisas, essa relação. Afirmando que a beleza foi ignorada em favor da “objetividade”, a bienal irá explorar o que a beleza significa e pode significar na arquitetura do futuro.

Os curadores da TAB acreditam que “um renovado interesse na beleza arquitetônica deriva do crescente reconhecimento do julgamento humano, da intuição cognitiva e de seu significado para a produção criativa, mas também tem a ver com alcançar o que as pessoas gostam”. Segundo eles, "pesquisadores de Inteligência Artificial têm optado, ultimamente, por explorar a Inteligência Artificial Intuitiva, à medida que ela se expande além da percepção, conscientização e tomada de decisões do ser humano."

Sobre este autor
Cita: Allen, Katherine. "Parametrizando a cabana primitiva: Bienal de Arquitetura de Tallinn divulga instalação vencedora do concurso “Huts and Habitats”" [Tallinn Architecture Biennial Announces Winner of Installation Program “Huts and Habitats”] 11 Mar 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Martino, Giovana) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/912791/parametrizando-a-cabana-primitiva-bienal-de-arquitetura-de-tallinn-divulga-instalacao-vencedora-do-concurso-huts-and-habitats> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.