O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Bjarke Ingels: "Gentrificação não é só negativa, também é o motor para a redefinição do urbano”

Bjarke Ingels: "Gentrificação não é só negativa, também é o motor para a redefinição do urbano”

Bjarke Ingels: "Gentrificação não é só negativa, também é o motor para a redefinição do urbano”
Bjarke Ingels: "Gentrificação não é só negativa, também é o motor para a redefinição do urbano”, Fotografia: <a href="https://visualhunt.com/author/7420b8">Columbia GSAPP</a> no <a href="https://visualhunt.com/re/e3e053">Visual hunt</a> / <a href="http://creativecommons.org/licenses/by/2.0/"> CC BY</a>
Fotografia: Columbia GSAPP no Visual hunt / CC BY

Em entrevista ao El País, Bjarke Ingles debate com a jornalista especializada em arquitetura Anatxu Zabalbeascoa sobre algumas das motivações de seu trabalho e o fatores que fizeram dele uma das figuras mais proeminentes da arquitetura mundial.

Entre questões formais que dão nome aos seus edifícios - "floco de neve", "labirinto" - e a competitividade no universo da arquitetura - sua proposta substituiu a de Norman Foster para o World Trade Center 2 em Nova Iorque - Zabalbeascoa indaga Ingels de modo um tanto mais agudo que se poderia esperar, chegando a perguntar se "a arquitetura pode se transformar em piada". 

Sobre as cidades do século XXI e o caso das grandes empresas de tecnologia que contratam escritórios - dentre os quais o BIG - para projetar suas sedes em áreas isoladas, Ingles advoga a favor de uma reinvenção do urbano, dizendo que "a cidade é muito mais. Uma porcentagem muito pequena mora no centro. Essas empresas não nasceram nas cidades, e isso abre um mundo a se explorar que me interessa." Zabalbeascoa pergunta o que faz uma cidade ser o que é, ao que o arquiteto responde:

"As pessoas. Veja como determinados grupos de artistas se mudam para viver em bairros mais econômicos e essa concentração causa urbanidade. Quando as pessoas chegam a um lugar e se instalam nele, esse lugar melhora, se desenvolve. O processo de gentrificação é sempre descrito como negativo, mas é também o motor para a redefinição do urbano."

Leia a entrevista completa no El País.

Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "Bjarke Ingels: "Gentrificação não é só negativa, também é o motor para a redefinição do urbano”" 10 Jun 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/895842/bjarke-ingels-gentrificacao-nao-e-so-negativa-tambem-e-o-motor-para-a-redefinicao-do-urbano> ISSN 0719-8906
Ler comentários

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.