O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Edifícios Institucionais
  4. Índia
  5. Le Corbusier
  6. 1954
  7. Clássicos da Arquitetura: Edifício da Associação de Proprietários de Moinhos / Le Corbusier

Clássicos da Arquitetura: Edifício da Associação de Proprietários de Moinhos / Le Corbusier

Clássicos da Arquitetura: Edifício da Associação de Proprietários de Moinhos / Le Corbusier
Clássicos da Arquitetura: Edifício da Associação de Proprietários de Moinhos / Le Corbusier, © Motaleb Architekten
© Motaleb Architekten

© Nicholas Iyadurai © panovscott © Motaleb Architekten © Nicholas Iyadurai + 22

Le Corbusier foi contratado pelo presidente da Associação de Proprietários de Moinhos para projetar a sede da organização em Ahmedabad, uma cidade historicamente ativa no comércio têxtil da Índia. O edifício é um manifesto físico que representa a proposta de Le Corbusier para uma arquitetura indiana moderna. Construído em 1954, é a primeira das quatro comissões concluídas em Ahmedabad.

Como Le Corbusier começou a trabalhar predominantemente em ambientes mais quentes, ele desenvolveu um conjunto de dispositivos arquitetônicos em resposta aos contextos climáticos e culturais. Inspirou-se na arquitetura vernacular da Índia, emulando grandes recuos, beirais salientes, elementos de sombreamento e grandes espaços com pilotis. [1] Introduziu o brises-soleil, projetado para impedir que o sol penetrasse na fachada, e empregou-os em combinação com fachadas espessas e concreto aparente em muitos de seus projetos posteriores. Cercado por um amplo espaço aberto, o edifício da Mill Owners 'Association não foi forçado a competir com um tecido urbano existente, permitindo que o arquiteto propusesse uma estética distintamente moderna.

© Thomas Winwood Mckenzie
© Thomas Winwood Mckenzie

O edifício situa-se entre Ashram Road a oeste e o rio Sabarmati a leste. As fachadas laterais, ao norte e ao sul, estão quase vazias, em pedra bruta com um exterior de tijolos. Os brises-soleil na fachada oeste são orientados diagonalmente para obstruir as vistas da rua, permitindo que o ar e a luz solar indireta entrem nos espaços. Plantas caem da fachada porosa, ativando o concreto aparente e complementando o jardim da cobertura. Na parte posterior do edifício, os brises-soleil são perpendiculares à fachada, permitindo que a brisa do rio passe através do perímetro sombreado. Aqui, Le Corbusier projetou as aberturas para enquadrar as vistas do rio abaixo.

© panovscott
© panovscott

“A implantação do edifício em um jardim que domina o rio oferece um espetáculo pitoresco de tinturaria lavando e secando seus materiais de algodão no leito de areia na companhia de garças, vacas, búfalos e burros parcialmente imersos na água para se resfriarem. Tal panorama era um convite ... para enquadrar as vistas de cada andar do edifício. ”- Le Corbusier [2]

Concluído logo após a Unité de Habitation, o edifício da Mill Owners ’Association significa uma mudança no estilo arquitetônico de Le Corbusier, combinando a rigidez repetitiva da Villa Savoye com as formas curvilíneas de Ronchamp. A fachada fica livre do pilotis estrutural, como descrito nos Cinco Pontos de Le Corbusier, mas parte de seu trabalho anterior, pois se estende totalmente até o chão, examinando as colunas cilíndricas. O plano retilíneo e a grade expressos no exterior do edifício contrastam com os espaços interiores, caracterizados por volumes convexos e côncavos. À medida que se move pelo espaço intersticial, a interseção de planos curvilíneos e ortogonais cria uma experiência de compressão e liberação. Uma sala de conferências cercada por uma parede de tijolos curvada revestida de laminado de madeira se estende do segundo andar ao nível do telhado. Seu teto curvo reflete a luz que entra pela janela do clerestório e contém um espelho d'água acima, que Le Corbusier esperava utilizar como um reservatório no telhado.

© panovscott
© panovscott

A circulação é projetada como uma avenida, começando com uma rampa que se estende do estacionamento até um espaço vazio de três andares no centro volumétrico do edifício. À medida que se sobe a rampa, a visão penetra nos brises-soleil, abrindo visualmente a fachada. O núcleo da escada se projeta para além do átrio central e fachada principal, para os elementos.

© panovscott
© panovscott

Surottam Hutheesing, que contratou Le Corbusier para construir a sede, também pediu-lhe para projetar uma residência privada. Acabou sendo realizada no Villa Shodhan após a comissão original de Hutheesing não ter ocorrido. O projeto é consistente com a gramática arquitetônica proposta pelo arquiteto para a região, empregando paredes perfuradas, brises-soleil e concreto aparente. Para sua única comissão nos Estados Unidos, Le Corbusier construiu uma iteração do Edifício da Associação de Proprietários de Moinhos no Centro de Carpenter de Artes Visuais em Cambridge, Massachusetts.

Notas

[1] Curtis, William J.R. Le Corbusier: Ideas and Forms. Phaidon Press, 1994. Print.
[2] Le Corbusier, Oeuvre Complète

© Motaleb Architekten
© Motaleb Architekten

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Le Corbusier
Escritório
Cita: Jones, Rennie. "Clássicos da Arquitetura: Edifício da Associação de Proprietários de Moinhos / Le Corbusier" 01 Jun 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/895441/classicos-da-arquitetura-edificio-da-associacao-de-proprietarios-de-moinhos-le-corbusier> ISSN 0719-8906