O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Pavilhão holandês na Bienal de Veneza 2018 explora modos alternativos de vida, trabalho e lazer

Pavilhão holandês na Bienal de Veneza 2018 explora modos alternativos de vida, trabalho e lazer

Pavilhão holandês na Bienal de Veneza 2018 explora modos alternativos de vida, trabalho e lazer
Pavilhão holandês na Bienal de Veneza 2018 explora modos alternativos de vida, trabalho e lazer, Anthropometric Data: Crane Cabin Operator vs Remote Control Operator. Image © Het Nieuwe Instituut
Anthropometric Data: Crane Cabin Operator vs Remote Control Operator. Image © Het Nieuwe Instituut

Het Nieuwe Instituut (HNI) anunciou WORK, BODY, LEISURE como o tema do Pavilhão Holandês na Bienal de Arquitetura de Veneza de 2018. Entendido como "um esforço de pesquisa colaborativo por uma rede nacional e internacional", Marina Otero Verzier, chefe do Departamento de Pesquisa da HNI e membro da After Belonging Agency, equipe de curadoria da Trienal de Arquitetura de Oslo de 2016, atuará como mediadora criativa de uma série de contribuições colaborativas, agrupando a experiência de "arquitetos, designers, instituições de conhecimento e setor privado".

Uma chamada aberta foi lançada para envolver pesquisadores e profissionais no desenvolvimento e disseminação de "ideias críticas não convencionais". As propostas de projetos para o programa ampliado do Pavilhão holandês serão apoiadas por um orçamento máximo de € 50.000 (US $ 60.000).

Da Nova Babilônia ao Porto de Roterdã a Holanda é, sem dúvidas, um campo de testes onde o futuro do trabalho foi e continua sendo reimaginado.

De acordo com os comissários, a exposição abordará "as configurações espaciais, as condições de vida e as noções do corpo humano engendradas por mudanças disruptivas no espírito e nas condições laborais", promovendo "novas formas de criatividade e responsabilidade no campo arquitetônico em resposta a emergentes tecnologias de automação". O projeto pretende "tornar-se um catalisador para uma conversa global a longo prazo sobre modos de vida alternativos, trabalho, corpo e o lazer, aproveitando a longa história da Holanda como um terreno fértil para visões arquitetônicas e societárias inovadoras".

"Além dos estudos de caso históricos e atuais de paisagens automatizadas na Holanda, o projeto analisará arranjos espaciais e protocolos que são moldados para a interação entre homem e máquina, explorará espaços que desafiam as distinções tradicionais entre trabalho e lazer; abordará as formas em que as noções evolutivas de trabalho categorizaram e definiram corpos em momentos específicos no tempo e discutirão as infraestruturas legais, culturais e técnicas que permitem a sua exploração ".

Sobre este autor
Cita: AD Editorial Team. "Pavilhão holandês na Bienal de Veneza 2018 explora modos alternativos de vida, trabalho e lazer" 24 Set 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/880183/pavilhao-holandes-na-bienal-de-veneza-2018-explora-modos-alternativos-de-vida-trabalho-e-lazer> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.