O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Metrô do Porto pelas lentes de Fernando Guerra

Metrô do Porto pelas lentes de Fernando Guerra

Metrô do Porto pelas lentes de Fernando Guerra
Metrô do Porto pelas lentes de Fernando Guerra, Metrô do Porto. Image © Fernando Guerra | FG+SG
Metrô do Porto. Image © Fernando Guerra | FG+SG

Dando continuidade às publicações da série fotográfica Pelas lentes de Fernando Guerra, apresentamos imagens do Metrô do Porto, obra finalizada em 1996 e concebida pelo importante arquiteto português Álvaro Siza Vieira.

Conceber uma estação de Metrô do Porto trata-se de influenciar no cotidiano de milhares de pessoas, onde circulam diariamente, estabelecendo fluxos e percursos, numa intervenção urbanística e arquitetônica com dimensões de grande escala. Apesar de demandar um projeto extremamente funcional e austero, é possível ver os gestos do arquiteto através dos detalhes e surpresas.

Metrô do Porto. Image © Fernando Guerra | FG+SG
Metrô do Porto. Image © Fernando Guerra | FG+SG

Nos túneis lançados sob a malha da cidade, a galeria e plataforma, abaixo do nível da calçada, surgem através de um cuidado com escalas e a luz artificial.

Símbolo máximo da Arquitetura Contemporânea de Portugal, Siza apoia o projeto num conjunto de elementos que fazem menção ao purismo de sua obra, através de elementos que parecem limpar os excessos do espaço, permanecendo apenas o que é essencial.

Metrô do Porto. Image © Fernando Guerra | FG+SG
Metrô do Porto. Image © Fernando Guerra | FG+SG

Simetria, Paredes brancas em concreto, azulejos em tons pastéis aplicados às empenas laterais e pilares, e iluminação periférica, são alguns dos elementos que compõem harmoniosamente a área interna. Dessa forma, do minimalismo da escala arquitetônica à delicadeza da escala do design de produto, quem nota com calma os ladrilhos, sobre as empenas, ao lado das escadas rolantes e nos pilares, percebe alguns azulejos estampados com croquis do arquiteto. A iluminação periférica embutida no desenho do forro também colabora parecendo guiar os usuários que circulam pelo espaço. Mostra-nos como a arquitetura pode estar presente no cotidiano da população, mesmo que silenciosa, sem excessos, ainda assim expressiva.

Metrô do Porto. Image © Fernando Guerra | FG+SG
Metrô do Porto. Image © Fernando Guerra | FG+SG

Confira o conjunto completo de fotografias da obra a seguir:

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Matheus Pereira
Autor
Cita: Matheus Pereira. "Metrô do Porto pelas lentes de Fernando Guerra" 15 Set 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/879734/metro-do-porto-pelas-lentes-de-fernando-guerra> ISSN 0719-8906