O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 9 Edifícios mais intrometidos do mundo

9 Edifícios mais intrometidos do mundo

  • 07:00 - 16 Agosto, 2017
  • por
  • Traduzido por Vinicius Libardoni
9 Edifícios mais intrometidos do mundo
9 Edifícios mais intrometidos do mundo, © EMP|SFM <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Aerial_view_of_EMPSFM.jpg'>via Wikimedia</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>
© EMP|SFM via Wikimedia licensed under CC BY-SA 3.0

Em 2017, muitas das maiores cidades do mundo se tornaram verdadeiras cápsulas do tempo em termos de arquitetura. Vivemos em uma era eclética, onde um loft industrial do século XIX, um conjunto do pós-guerra e um novo edifício em altura são propriedades comparativamente desejáveis. Este apetite urbano por projetos variados torna ainda mais difícil para a arquitetura atrair a atenção do público.

Devido a isso, os arquitetos muitas vezes tentam produzir projetos "icônicos" - um edifício cujo projeto é tão impressionante que atrai até mesmo a atenção de um leigo. Às vezes, essa ambição compensa e o resultado são edifícios atemporais, em outros casos, ela marca irremediavelmente o skyline das cidades. A seguir, apresentamos uma coleção destes icônicos edifícios. Será que eles serão lembrados como marcos excêntricos ou como grandes equívocos? Você decide.

Torre de Montparnasse, Paris

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Paris-tours.jpg'>Wikimedia user Thbz</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>
© Wikimedia user Thbz licensed under CC BY-SA 3.0

Por si só, o Tour Montparnasse não é uma estrutura convencional. O arranha-céu modernista de 210 metros de altura é um volume digno, com revestimentos atraentes e uma fachada curva de bom gosto. O problema é que, no entorno da torre estão localizadas umas das arquiteturas barrocas e clássicas mais delicada do mundo. Em síntese, Montparnasse é um edifício descomunal, fazendo com que cada edifício remotamente próximo dele, desapareça. O impacto da torre foi tão chocante que a cidade passou a proibir novas construções com mais de sete andares no centro da cidade de Paris.

432 Park Avenue, Nova Iorque

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:432_Park_Avenue_on_April_1,_2016.jpg'>Wikimedia user Alexander Caravitis</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en'>CC BY-SA 4.0</a>
© Wikimedia user Alexander Caravitis licensed under CC BY-SA 4.0

As proporções do Park Avenue 432 são suficientes para garantir seu lugar nesta lista. No que pode ser apropriadamente descrito como um palito de dentes de  28 x 28 X 426 m, reside alguns dos moradores mais ricos de Nova Iorque. Junto com grande parte da "Billionaires Row" ao sul do Central Park, a ocupação deste altíssimo edifício projetado por Viñoly, é deprimentemente baixa. A cobertura desta torre foi recentemente avaliada em inacreditáveis 95 milhões de dólares e inclui uma adega climatizada localizada 45 metros acima do cume do Empire State Building.

Pirâmide do Louvre, Paris

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Louvre-Bannenhaff-mat-Pyramid--w.jpg'>Wikimedia user Benh</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>
© Wikimedia user Benh licensed under CC BY-SA 3.0

Embora a impressionante entrada do Museu do Louvre de I.M. Pei, tenha sido inicialmente detestada pela estrutura hipermoderna de aço e vidro diante do que é, indiscutivelmente, o museu de arte mais clássico e bonito do planeta, os parisienses acabaram por mudar de ideia sobre esta simétrica estrutura. Enquanto a pirâmide esta reconhecidamente fora de lugar no centro do pátio do Louvre, sua forma e iluminação tendem a complementar o museu em vez de opor-se à ele. À noite, a estrutura se assemelha a uma fonte iluminada mais do que uma lanterna modernista.

Museu EMP, Seattle

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:EMPPano11.jpg'>Wikimedia user Cacophony</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>
© Wikimedia user Cacophony licensed under CC BY-SA 3.0

Localizado à sombra da famosa "Space Needle" construída para da Feira Mundial de 1962, o Museu EMP (da cultura pop) é geralmente considerado o projeto mais espalhafatoso de Frank Gehry. Os painéis de aço inoxidável de cor rosa choque, dourado e creme foram projetados para parecerem-se com uma guitarra elétrica arrebentada, e até envolvem uma linha de monotrilho que passa através da estrutura. Este design petulante, foi descrito pelo crítico de arquitetura do New York Times, Herbert Muschamp, como "algo que se arrastou para fora do mar, tombou e morreu".

Walt Disney Concert Hall, Los Angeles

Cortesia de Gehry Partners LLC
Cortesia de Gehry Partners LLC

Gehry aparece duas vezes nesta lista por uma boa razão. Mesmo que o Walt Disney Concert Hall seja visto como um local elegante que desempenhou um papel significativo na revitalização do centro de Los Angeles - sua fachada não poderia ser mais inapropriada. Muitos dos painéis de aço inoxidável instalados na fachada oeste do edifício resultaram um uma superfície extremamente reflexiva após a conclusão do edifício. Da mesma maneira criaram-se concavidades na superfície que refletem a luz diretamente em direção ao edifícios próximos. Depois de ofuscar alguns apartamentos, os trabalhadores foram obrigados a amenizar o brilho de muitos destes painéis.

The Portland Building, Portland

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Portland_Building_1982.jpg'>Wikimedia user Steve Morgan</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>
© Wikimedia user Steve Morgan licensed under CC BY-SA 3.0

Esta mistura pós-moderna de Michael Graves é um dos edifícios mais surpreendentes da costa noroeste do Pacífico. Visto como a primeira grande construção deste estilo arquitetônico nos Estados Unidos, o edifício é identificado tanto pelos defensores como detratores, como projeto arquétipo do pós-modernismo. A fachada simétrica marrom, creme e azul do edifício, é mais atraente do que as torres modernistas monótonas que o cercam, mas o prédio permanece relativamente bem odiado desde a sua abertura.

Empire State Plaza, Albany

 <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:EmpirePlaza17.jpg'>via Wikimedia user Jer21999</a> (public domain)
via Wikimedia user Jer21999 (public domain)

Os arranha-céus governamentais, monolíticos e brutalistas, se alinham nesta grande praça da capital do estado de Nova York. Muitas vezes criticado pela falta de vitalidade urbana, anêmico e cinza (devido ao exagerado uso de concreto pré-fabricado e aparente), o complexo do governo contém o prédio mais alto do estado fora da cidade de Nova York.

Altare Della Patria, Roma

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Palais_Victor_Emmanuel_II_Rome.JPG'>Wikimedia user LPLT</a> licensed under <ahref='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/deed.en'>CC BY-SA 4.0</a>
© Wikimedia user LPLT licensed under CC BY-SA 4.0

Completado em 1925, este monumento da guerra com vista para o Palazzo Venezia é uma das estruturas monumentais mais recentemente construídas na cidade. E nem mesmo após quase um século de vida, o edifício deixa de ser visto por muitos italianos como inautêntico - especialmente devido ao seu elevador de vidro com vista para o Fórum Romano, colocado de modo assimétrico na parte posterior do edifício. Muitos romanos referem-se ao rigoroso edifício branco como "o bolo de casamento".

Taipei 101, Taipei

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Taipei_101_from_afar.jpg'> Wikimedia user peellden</a> licensed under <ahref='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>
© Wikimedia user peellden licensed under CC BY-SA 3.0

Um ocidental pode descrever a Taipei 101 como um "arranha-céu do pagode" que se assemelha a "caixas de comida chinesa empilhadas". A torre taiwanesa ocupou brevemente o título de edifício mais alto da Terra, e é, de longe, o prédio mais alto de Taipei. O edifício de 509 metros possui um enorme amortecedor que sustenta a estrutura da torre e evita que ela se mova demais durante abalos sísmicos.

Cita: Musca, Thomas. "9 Edifícios mais intrometidos do mundo" [9 of the World's Most Intrusive Buildings] 16 Ago 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/877544/9-edificios-mais-intrometidos-do-mundo> ISSN 0719-8906
Ler comentários