O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 9 "Patos" arquitetônicos bizarros e maravilhosos

9 "Patos" arquitetônicos bizarros e maravilhosos

9 "Patos" arquitetônicos bizarros e maravilhosos
9 "Patos" arquitetônicos bizarros e maravilhosos, Collage based on a photograph of Robert Venturi. Original photograph © Denise Scott Brown
Collage based on a photograph of Robert Venturi. Original photograph © Denise Scott Brown

Eles existem por um motivo.

Cunhado por Robert Venturi e Denise Scott Brown em Aprendendo com Las Vegas, “Patos” são edifícios que projetam seu significado de maneira literal.[1]. Não existem metáforas arquitetônicas aqui - eles são exatamente o que se parecem. Muitos deles emergiram ao longo de rodovias estaduais, um solitário donut ou dinossauro pontuando rodovias estadunidenses. Locais como Las Vegas e Macau construiram sua identidade no kitsch e linguarem literal da arquitetura – com os patos sendo forte contribuintes. Embora sejam relegados para uma das estranhas incursões da era pós-moderna, os patos ainda fazem aparições atuais (como a Apple Store de Chicago e a recente cobertura de Macbook). Seriam eles divertidos, cafonas ou simplesmente feios? Ame ou os odeie, patos tem uma presença leve em nossa história arquitetônica. Abaixo estão 9 bizarros e maravilhosos exemplos de edifícios que não fazem apologias em serem exatamente o que são:

Image <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cabazon-Dinosaurs-2.jpg'>via Wikimedia</a> taken by Wikimedia user Jllm06 (public domain) Image <a href='http://visitpadutchcountry.com/photos-haines-shoe-house-york-pa/'>via visitpadutchcountry.com</a> Image <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:The_Big_Duck.JPG'>via Wikimedia</a> (public domain) © <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:The_Basket_Factory_Longaberger.JPG'>Wikimedia user Barry haynes</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a> + 10

1. Big Duck / Long Island Nova York, EUA

Image <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:The_Big_Duck.JPG'>via Wikimedia</a> (public domain)
Image via Wikimedia (public domain)

Aquele que tudo começou, Robert Venturi cunhou o termo arquitetônico 'pato' a partir deste precedente em seu livro de 1972 Aprendendo com Las Vegas. Construído em in 1931 pelo criador de patos Martin Mauer, a estrutura foi projetada para vender (adivinhe você) patos e seus ovos, com seu formato incomum e localização estratégica atraindo muitos consumidores. Inicialmente construído em uma rua movimentada em Riverhead NY, o pato desfrutou de uma vida nômade se movendo várias vezes antes de se estabelecer 6 km ao sul da pequena cidade de Flanders. Modelado a partir de um um pato de Pekin, o edifício de proporções suntuosas foi construído quase que inteiramente de malha de arame e concreto para sediar uma loja de presentes. Além de ser imortalizado pelos escritos de Venturi, o Big Duck fez história na arquitetura ao conquistar um lugar no Registro Nacional de Lugares Históricos dos Estados Unidos em 2008.

2. Casa do Senhor Privada / Suwon, Coreia do Sul

Image <a href='http://news.wef.org/next-stop-mr-toilet-house/'>via wef.org</a>
Image via wef.org

Esta casa de dois pavimentos e 420 m² foi originalmente construída em 2007 para Sim Jae-Duck (nome apropriado), antigo congressista e prefeito da província de Suwon da Coreia do Sul. Apelidado de “Senhor Privada” por seus objetivos de carreira, Sim foi um devoto das melhorias das condições dos banheiros no país. "O banheiro também é um espaço central do morar que possui cultura," disse em uma assembleia. A casa é um monumento literal da busca excêntrica de Sim de embelezar os vasos sanitários – com lances de escadas seguindo os movimentos das tubulações e revestimentos externos em alumínio branco fazendo alusão às cerâmicas brancas utilizadas nas privadas. Após a morte de Sim em 2009 a residência particular foi transformada num Museu da Privada, com exposições, coleções e atividades dedicadas ao financiamento de banheiros públicos em países em desenvolvimento. Procurando um banheiro? O edifício tem quatro, um deles com janelas do piso ao teto que ficam opacas com o apertar de um botão.

3. Haines Shoe House / Hallam Pennsylvania, EUA

Image <a href='http://visitpadutchcountry.com/photos-haines-shoe-house-york-pa/'>via visitpadutchcountry.com</a>
Image via visitpadutchcountry.com

O vendedor de sapatos Mahlon Haines teria abordado o arquiteto do edifício com uma bota e disse: "Me construa uma casa assim”. A Casa Sapato nasceu; construída como uma maneira de fazer propaganda dos negócios de Haines em 1948. A casa possui 5 pavimentos, totalizando 7,6 m, com o pavimentos superiores antigamente alugados para casais e agora abriga visitas ao edifício. A casa é planejada com as áreas de estar no bico da bota, a cozinha no salto e os quartos do calcanhar ao topo. Uma loja de sorvetes também está presente no peito do pé da bota.

4. Dog Bark Park Inn / Idaho, EUA

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Toby_and_Sweet_Willie_Dog_Bark_Park_Inn.JPG'>Wikimedia user Graystock</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>
© Wikimedia user Graystock licensed under CC BY-SA 3.0

A hospedaria de Bed&Breakfest  foi projetada e construída pelos artistas Dennis Sullivan & Frances Conklin, inaugurando em 2003 como o maior edifício em formato de beagle do mundo. Com um tema interno bastante canino, o edifício é uma peculiar adição à 'arquitetura de estrada' dos Estados Unidos - popular antigamente nos dias de glória das viagens de automóvel que formaram uma parte profundamente enraizada da cultura estadunidense (muitos destes coincidem com os patos pós-modernos mencionados por Venturi). O edifício-beagle inda fica mais peculiar: abriga um museu para artistas de motoserra (leia-se esculturas de madeira pintada de cachorros).

5. O Museu da Cultura de Chá / Meitan, China

Image <a href='http://skyrisecities.com/news/2016/06/4-global-museums-novel-architecture'>via skyrisecities.com</a>
Image via skyrisecities.com

Oficialmente erguido como o maior bule do mundo em 2010, o museu se ergue na altura de 78 metros com um diâmetro que chega aos 24 metros. Um edifício inteiramente devotado aos bules, o museu de quase 500 m² é um dos edifícios mais emblemáticos dentro do conceito de 'pato', tanto em desenho quanto em programa, levando literalmente à um nível superior. Meitan possui uma rica história que envolve chás, conhecida como a capital chinesa e onde nasceu o chá verde chinês. Com a China decidindo se afastar da imagem de "edifícios estranhos” estamos felizes em ver esta peculiar ousadia ser erguida a tempo.

6. Edifício Chiat/Day de Frank Gehry / Venice, Califórnia, EUA

© <a href='https://www.flickr.com/photos/ikkoskinen/352579207'>Flickr user ikkoskinen</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
© Flickr user ikkoskinen licensed under CC BY 2.0

Não é desconstrutivista, mas ainda sim curvilíneo – este definitivamente é uma das obras mais estranhas do arquiteto. Frank Gehry projetou estes binóculos como uma entrada para o seu edifício comercial (por trás) mais ao estilo Gehry, o Chiat/Day em 2001. O edifício em estilo pós-moderno é conhecido por seu pout pourri de diferentes estilos arquitetônicos e materiais. Dez anos mais tarde, Google anunciou que estaria arrendando o edifício como parte de sua expansão em Los Angeles - os binóculos agora servem como uma entrada para seus escritórios em Venice.

7. Jardim de Infância Wolfartsweier / Karlsluhe, Alemanha

Image <a href='https://www.karlsruhe.de/b4/stadtteile/bergdoerfer/wolfartsweier/leben_wolfartsweier.de'>via karlsruhe.de</a>
Image via karlsruhe.de

Desenhado e projetado em 2011 pelo artista Tomi Ungerer e arquiteta Ayla Suzan Yöndel, este adorável jardim de infância vai além da metáfora em seus detalhes. Revestido em concreto e metal, o edifício de dois pavimentos permite que a luz natural preencha os ambientes internos através de seus redondos olhos-janela. Embora a ideia de entrar pela boca de um gato gigante e ter aulas em sua barriga possa parecer um pouco amedrontador - uma fachada cativante, uma cobertura de "pelos" verde e um escorregador em forma de cauda garantem que o edifício permaneça fiel ao seu espírito divertido.

8. Cabazon Dinosaurs / Califórnia, EUA

Image <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Cabazon-Dinosaurs-2.jpg'>via Wikimedia</a> taken by Wikimedia user Jllm06 (public domain)
Image via Wikimedia taken by Wikimedia user Jllm06 (public domain)

Iniciado nos anos 1960, estes dinossauros gigantes serviam de atrações rodoviárias feitas pelo escultor Claude K. Bell (ver item 4) para atrair consumidores para o seu restaurante Wheel Inn (hoje fechado). O primeiro, de nome “Dinny”, foi construído durante 11 anos e inaugurado em 1975, com “Mr-Rex” acrescentado mais tarde, em 1981. Bell criou Dinny a partir de material reaproveitado da estrada vizinha: com estrutura metálica e malha de metal expandido compondo suas formas, para então ser revestido em jatos de concreto. Um mamute felpudo também era pra ter sido construído, mas acabou nunca realizado. Após a morte de Bell em 1988, a propriedade foi vendida e agora é usada para hospedar um museu criacionista e uma loja de presentes.

9. Edifício Sede de Longaberger / Newark, EUA

© <a href='https://commons.wikimedia.org/wiki/File:The_Basket_Factory_Longaberger.JPG'>Wikimedia user Barry haynes</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.en'>CC BY-SA 3.0</a>
© Wikimedia user Barry haynes licensed under CC BY-SA 3.0

Juntamente com o Big Duck, o edifício cestinha de Longaberger é uma fixação na arquitetura da novidade. Construído como a personificação literal do produto de mais sucesso da empresa, o edifício de 16.725 m² inaugurou em 1997. O fundador da empresa Dave Longaberger originalmente queria que todas as empresas seguissem a forma de cestinha mas apenas a sede foi inaugurada antes de sua morte. Hoje parmanece tragicamente abandonado, com a Longaberger parando de pagar impostos pela propriedade em 2014. Infelizmente, a famosa cestinha foi deixada vazia e paira sem rumo no mercado imobiliário, sem potenciais compradores. Um longo e complicado processo de encerramento está em andamento, mas até agora o edifício permanece como uma relíquia para aqueles que ainda desejam fazer uma visita.

[1] Frederick, Matthew "101 Things I Learned in Architecture School"

Sobre este autor
Sabrina Syed
Autor
Cita: Syed, Sabrina . "9 "Patos" arquitetônicos bizarros e maravilhosos" 23 Jul 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Pedrotti , Gabriel ) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/875988/9-patos-arquitetonicos-bizarros-e-maravilhosos> ISSN 0719-8906