O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. A arquitetura como um gesto de reparação: A Casa Ensamble Chacarrá

A arquitetura como um gesto de reparação: A Casa Ensamble Chacarrá

A arquitetura como um gesto de reparação: A Casa Ensamble Chacarrá
A arquitetura como um gesto de reparação: A Casa Ensamble Chacarrá, © Ruta 4
© Ruta 4

O escritório colombiano Ruta 4 taller de arquitectura, junto ao Club Activo 20-30, La Morena TV, Scouts, Litro de Luz, compartilharam conosco o projeto Casa Ensamble Chacarrá, localizado em Pereira (Colômbia). Com ênfase na construção de comunidade e no uso de materiais locais, o projeto busca ser "um lugar para a cultura e a diversidade" em um bairro em que chegaram centenas de famílias desabrigadas pelo conflito armado interno no país.

Chacarrá é um gesto de reparação, ou melhor, de reivindicação a um território que alguns senhores de escravos modernos esconderam debaixo do tapete", explica-se n o seguinte texto.

Escrito em três tempos, Ruta 4 convida-nos a conhecer as origens deste projeto e seus habitantes, que escaparam dos confrontos para chegar a Pereira. Nestas palavras cruzam-se as ideias, as raízes, a obra e a esperança em uma arquitetura que pode fazer um real aporte onde outros não chegaram.

© Ruta 4 © Ruta 4 © Ruta 4 © Ruta 4 + 18

I

Como testemunho dos bosques úmidos de Santa Cecilia, entre o zinco e a esteira, colorido de branco, preto e marrom, gira, vive, morre e ama o caleidoscópio cultural chamado Plumón Alto, que poderia chamar-se Colômbia, ou mesmo Terra. Isaac Newton dizia que quanto mais distante é a fonte luminosa, maior será a dispersão de cada uma das partículas e eventualmente a luz se tornará imperceptível. Na viagem até El Plumón, as pessoas não pararam nas construções em palafitas do Chocó, ou nas montanhas de Antioquia, deixaram para trás as praias do Caribe e o Pacífico, quiçá porque em seu afã de fugir da violência não tiveram tempo ou simplesmente não viram. O que não podiam deixar, o que já era indissolúvel de seu sangue e sua pele era sua cultura e tradições. O que não puderam deixar é o fragmento de luz que ainda se projeta através de sua memória, de que haviam sido homens de terra e mar, pescadores e agricultores, religiosos ou talvez não, mas agora são grandes mundos tratando de conviver em um muito pequeno, que se encarrega de fazê-los sentirem-se forasteiros.
Embora o caminho para a arquitetura comece com outras perguntas, o nosso começa aqui, com a descoberta e o reconhecimento de culturas e o território.

© Ruta 4
© Ruta 4

II

Sabemos... simplesmente ao sentir. Os filhos da mescla entre povos latinos, africanos e indígenas têm um pacto, um vínculo, ou melhor um romance com a terra e a música, com a corporalidade e a espiritualidade. Sabemos que a liberdade reduz-se à capacidade de poder ascender às mais puras manifestações do espírito humano. Então, por que dar fractais a quem respira música? Ou, por que falar quando poderíamos estar jogando futebol? Em um mundo que é hostil a toda diferença, quisemos construir um espaço que existisse graças a ela; a Casa Ensamble Chacarrá é um lugar para a cultura e a diversidade, que encontra seu nome em uma palma chocoana, pela voz de Gonzalo Andagueda, líder comunitário, que utiliza como último recurso um belíssimo relato para convencer um grupo de crianças.

"Crianças. Silêncio, silêncio! Escutem, no Chocó, em lugares muito pantanosos cresce uma palma, a palma Chacarrá… mas sabem o que ela necessita para crescer? Necessita o mesmo que nós: estar junto a outras raízes, Chacarrá não cresce só, e nós também não.

© Ruta 4
© Ruta 4

III

Chacarrá é uma máquina do tempo ou um farol de luz que unifica, que nos transforma todos em sombras. Se ele nos leva a Chocó ou Santa Cecilia, o grande pântano ou Apartadó, na verdade, não estamos interessados do que se trata, não importa de onde viemos ou para onde estamos indo. Chacarrá é um símbolo construído por eles mesmos e um símbolo pode ser a voz de quem não a tem, mas um símbolo construído coletivamente é um grito de resistência. Em Plumón não temos as folhagens espessas ou a fauna viscosa de suas terras. Mas, na sua ausência, encontramos a energia do guisado e o arroz arrecho, segundo eles mais que suficiente para iniciar a construção. 
Mas não se tratava de criar um espaço físico, queríamos reconstruir a memória, criar símbolos e aprender juntos, sob a tutela de Don Julio, incansável líder comunitário.

© Ruta 4
© Ruta 4

Detalhes técnicos

© Ruta 4
© Ruta 4

O projeto para a construção da Casa Ensamble Chacarrá nasce da carência de processos artísticos e pedagógicos na comunidade de Pereira,  um assentamento caracterizado por abusos dos direitos humanos, constituído de pessoas de diferentes regiões do país que foram deslocadas pelo conflito armado na Colômbia. Com o apoio de vários grupos na cidade, e com a mão de obra comunitária, surge o convite para a construção de um espaço simbólico e um palco para a educação e as artes.

© Ruta 4
© Ruta 4

Sua composição é o testemunho de técnicas e materiais locais, usando barris de petróleo como sapatas, triângulos de bambu como estrutura, esteiras como pele e zinco como cobertura. Entre ancoragens simples e processos sistemáticos, ergue-se suportados por enormes treliças, um triângulo de luz resplandescente como uma lembrança do poder da coletividade.

© Ruta 4
© Ruta 4

Ficha Técnica

Arquitetos: Ruta 4 (Daniel Buitrago, Jorge Noreña, Juliana López, Julián Vásquez)
Colaboradores: Pract. Milton Henao, Pract. Miguel Angel Sanchez, Dis.I Gustavo Morales
Localização: Pereira, Colômbia
Área: 120 m²
Ano do Projeto: 2016
Fotografias: Ruta 4, La Morena Tv.
Produção Geral: Ruta 4, Club Activo 2030, La Morena Tv, Julián Motato, Valeria Sánchez, Alejandra Marín.
Atividade artística: Grupo Los Resabiados, Tropa Teatro Pereira, Rodrigo Grajales, Moda Social Incluyente, Batucada La Retumbante Rebelde, Flor Inés González, Pinta Mi Escuela.

© Ruta 4
© Ruta 4
Desenhos. Imagem © Ruta 4
Desenhos. Imagem © Ruta 4
Desenhos. Imagem © Ruta 4
Desenhos. Imagem © Ruta 4

Desenhos. Imagem © Ruta 4
Desenhos. Imagem © Ruta 4

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Nicolás Valencia
Autor
Cita: Valencia, Nicolás. "A arquitetura como um gesto de reparação: A Casa Ensamble Chacarrá" [La Casa Ensamble Chacarrá, la arquitectura como un gesto de reparación] 25 Mai 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/872090/a-arquitetura-como-um-gesto-de-reparacao-a-casa-ensamble-chacarra> ISSN 0719-8906