O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. MAD divulga proposta para trilhos degradados de Milão

MAD divulga proposta para trilhos degradados de Milão

MAD divulga proposta para trilhos degradados de Milão
MAD divulga proposta para trilhos degradados de Milão, Historical Future: Milan Reborn, Scalo Farini and Valtellina
Historical Future: Milan Reborn, Scalo Farini and Valtellina

Em uma apresentação na Semana de Design de Milão 2017, MAD Architects revelou sua proposta para o projeto Scali Milano, que convidou cinco escritórios internacionais (MAD, Stefano Boeri Architetti, Mecanoo, MIRALLES TAGLIABUE EMBT e Cino Zucchi Architetti) para propor um desenho urbano reativando a comunidade, com o objetivo de transformar uma série de trilhos de trens negligenciados de Milão em "paisagens sociais produtivas que estabelecem uma harmonia entre os cidadãos de Milão, a região metropolitana maior e o ambiente natural".

Intitulado istorical Future: Milan Reborn, o esquema de MAD propõe a reorganização dos trilhos em uma série de micro-sistemas interligados que seguem cinco conceitos espaciais: "Cidade de Conexões", "Cidade do Verde", "Cidade do Viver", "Cidade da Cultura" e "Cidade dos Recursos".

© Piero Cruciatti / La Presse © Piero Cruciatti / La Presse Conselheiro de Planejamento Urbano, Verde e Agricultura para a Cidade de Milão Pierfrancesco Maran, Diretor Executivo de Sistemas Urbanos Carlo De Vito, e Ma Yansong no local de exposições © Piero Cruciatti / La Presse + 21

Historical Future: Milan Reborn, Scalo Porta Genova
Historical Future: Milan Reborn, Scalo Porta Genova

Dos arquitetos:

Os trilhos, objetos essenciais da pesquisa Scali Milano, têm estado em vários estados de desuso desde o século passado. A reapropriação dos trilhos representa uma parte importante do discurso urbano da região de Lombardia, e da região metropolitana italiana que a cidade de Milan pode dirigir unicamente. Central para este discurso é a integração do tecido da cidade antiga como parte de um plano holístico que possa abordar e celebrar o crescimento populacional como a cidade continua a densificar, através da introdução de infraestrutura de transporte de massa adicional, tipologias de habitação a preços acessíveis e empreendimentos sustentáveis de uso misto.

Em dezembro de 2016, MAD participou de um workshop aberto de três dias, liderado por FS Sistemi Urbani (FS Sistemas Urbanos), Comune di Milano (Município de Milão) e Regione Lombardia (Região da Lombardia) com os cidadãos de Milão, planejadores, acadêmicos e arquitetos. Com base nessas pesquisas, os sete estudos de pesquisa do Historical Future: Milan Reborn, da MAD, enfatizam a situação competitiva da capital de design global na interseção do "Corredor Reno-Alpino" contemporâneo e do "Corredor Mediterrâneo", bem como seu lugar dentro de uma rede metropolitana mais ampla e global. 

Acima: Um estudo dos sete ferrovias abandonadas de Milão
Acima: Um estudo dos sete ferrovias abandonadas de Milão

Ma Yansong afirma: "A vitalidade da cidade futura não depende do planejamento modernista de cima para baixo, mas existe na simbiose de elementos urbanos multicamadas e na química entre eles". Esses elementos, como os fragmentos de ferrovias, têm o potencial de serem redesenhados para se adaptarem e atenderem às necessidades de uma variedade de demandas sociais contemporâneas, através do seu endereçamento de localidades e comunidades específicas. As intervenções de concepção específicas do contexto estimularão as oportunidades socioeconômicas necessárias e ajudarão a reformular a cidade de Milão.

Scalo Farini e Valtellina
Tendo a maior área total de terrenos (618.733 metros quadrados), e situado no noroeste de Milão, Scalo Farini e Valtellina oferece conectividade extraordinária para o Distrito Central de Negócios e a cidade maior através do desenvolvimento futuro da linha de metrô M5. A proposta de Farini e Valtellina é organizada como uma paisagem cívica topográfica com um gradiente de tipologias habitacionais situadas ao redor de sua fronteira, projetado para reativar o local como uma comunidade orgânica que reconcilia o congestionamento do centro da cidade com a tranqüilidade de um ambiente rural.

No centro do terreno, três "vilas", densas aglomerações de desenvolvimentos residenciais, comerciais e públicos, são enxertadas na paisagem em torno de um armazém de carga reutilizado, que abriga uma mistura de equipamentos cívicos. Um nexo organizacional, o armazém de carga unifica as escalas e os programas da proposta de design, bem como um sistema interno de caminhos pedestres e de ciclismo que ligam Scalo Farini e Valtellina ao seu contexto urbano. Os empreendimentos habitacionais sociais, emulando residências tradicionais de pátio italiano, implantam-se dialogando com duas torres de uso misto, subindo de um embasamento reutilizado adjacente à estação de trem de Porta Garibaldi.

© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse

Scalo Porta Genova
Localizado no sudeste de Milão ao longo do Naviglio Grande, o Scalo Porta Genova situa-se num contexto local que suporta as indústrias de moda e cultura e foi concebido principalmente para albergar pavilhões para eventos, performances e mercados que estimulem a interação social. Como uma extensão das atividades que dão identidade ao seu contexto, a proposta encoraja, ao mesmo tempo, um relacionamento renovado com as demandas do comércio à escala internacional.

© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse

A abordagem diagramática utilizada no Historical Future: Milan Reborn aborda um desenvolvimento vernacular típico das cidades italianas, onde vários elementos tipológicos e escalas se sobrepõem em sistemas densos de relações. Projetando-se pela primeira vez à escala humana em marcos reconhecíveis, a escala urbana mais ampla está conectada às mais locais através da interjeição de paisagens topográficas, servindo para unificar as relações em constante mudança do pedestre, da cidade e da natureza. Cada um dos estaleiros, seguindo as necessidades de seus bairros adjacentes, assumirá assim novas vidas e funções dentro das densas histórias de seus locais.

MAD também apresenta suas propostas de pesquisa para cinco outras áreas de ferrovias: Scalo San Cristoforo, Scalo Rogoredo, Scalo Lambrate, Scalo Greco-Breda e Scalo Porta Romana. As sete propostas de Historical Future: Milan Reborn, juntamente com as das outras quatro equipas participantes da iniciativa Scali Milano, foram publicadas durante a Semana de Design de Milão, de 4 a 9 de Abril de 2017.

© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
Conselheiro de Planejamento Urbano, Verde e Agricultura para a Cidade de Milão Pierfrancesco Maran, Diretor Executivo de Sistemas Urbanos Carlo De Vito, e Ma Yansong no local de exposições
Conselheiro de Planejamento Urbano, Verde e Agricultura para a Cidade de Milão Pierfrancesco Maran, Diretor Executivo de Sistemas Urbanos Carlo De Vito, e Ma Yansong no local de exposições

7 de Abril de 2017 - As propostas do The Scali Milano foram apresentadas na Semana de Design de Milão
Fotógrafo: Piero Cruciatti / La Presse

© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse
© Piero Cruciatti / La Presse

Historical Future: Milan Reborn
2016-2017
Milão, Itália

Local: Fondo Corsa Passerella Biki Porta Genova
Data: 4 a 9 de Abril, 2017
Tipologia: Masterplan
Área Total: 1.247.605 m²
Diretores: Ma Yansong, Dang Qun, Yosuke Hayano
Associado Responsável: Andrea D’Antrassi
Equipe: He Wei, Helen Liu, Marco Gastoldi, Dmitry Seregin, Felix Amiss, Shu Sai, Edoardo Nieri, Huang Yaojun, Jacques Maria Brandt, Ares Andrea Martorelli

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Joanna Wong. "MAD divulga proposta para trilhos degradados de Milão" [MAD Unveils Proposal to Transform Milan's Dilapidated Railyards] 23 Abr 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/869812/mad-divulga-proposta-para-trilhos-degradados-de-milao> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.