O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Casa de Chá da Boa Nova, de Álvaro Siza Vieira, pelas lentes de Fernando Guerra

Casa de Chá da Boa Nova, de Álvaro Siza Vieira, pelas lentes de Fernando Guerra

Casa de Chá da Boa Nova, de Álvaro Siza Vieira, pelas lentes de Fernando Guerra
Casa de Chá da Boa Nova, de Álvaro Siza Vieira, pelas lentes de Fernando Guerra

Apresentamos hoje uma sessão de fotos de Fernando Guerra (Últimas Reportagens) do projeto da Casa de Chá da Boa Nova, de Álvaro Siza Vieira, concluído no ano de 1963, uma das primeiras obras do arquiteto português vencedor do Pritzker de 1992. Construída sobre as rochas que avançam sobre o mar em Boa Nova, Leça da Palmeira, está muito próxima de outro projeto icônico do mesmo autor, as Piscinas de Marés, ambas classificadas como Monumentos Nacionais de Portugal.

O projeto decorreu de um concurso organizado pela Câmara de Matosinhos, em 1958, vencido pelo arquiteto Fernando Távora, que acabou entregando o projeto ao seu jovem colaborador, Álvaro Siza, com 25 anos na época. 

Afastado da avenida central, o edifício é acessado desde o pátio de estacionamento, que dista cerca de 300 metros da mesma. Através de um arranjo de lajes e degraus integrados às rochas, o arquiteto constrói o trajeto do visitante revelando e ocultando a paisagem marítima, através de perspectivas dramáticas cuidadosamente concebidas. O trajeto culmina na entrada da Casa de Chá, onde o beiral baixo do telhado direciona o olhar do visitante ao mar.

No interior do edifício, é notável a preocupação de inserir as aberturas, minuciosamente estudadas, para emoldurar a paisagem local como grandes quadros vivos. Essa forte relação entre interior e exterior é bastante marcante no projeto, reforçada com grandes panos de vidro com total abertura, que confundem os limites entre o construído e o natural. 

Vê-se também que, através de sua materialidade, ao mesmo tempo que se mescla, o edifício impõe-se na paisagem. Enquanto as paredes em concreto carregam uma cor muito semelhante às rochas, o telhado -uma laje de concreto com telhas romanas vermelhas sobrepostas- e os volumes verticais pintados em branco impactam visualmente no contexto, mas conectam-se claramente às outras edificações portuguesas. Internamente, a presença marcante da madeira, nos pisos, paredes e tetos, confere um aconchego à edificação e evidencia o fascínio de Siza por Alvar Aalto, sobretudo nos detalhes.  

Em 2014 o edifício foi reaberto, após vários anos em estado de ruína por conta da falta de manutenção, da ação implacável do tempo, dos intensos ventos e da maresia. A reforma foi conduzida pelo próprio autor do projeto, em que se recuperou a cobertura, as esquadrias, os detalhes construtivos e, inclusive, reproduziram-se os mobiliários segundo os desenhos e especificações originais. Atualmente a edificação funciona como um restaurante.

Conheça mais detalhes sobre a obra aqui:

Clássicos da Arquitetura: Casa de Chá Boa Nova / Álvaro Siza

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Eduardo Souza
Autor
Cita: Eduardo Souza. "Casa de Chá da Boa Nova, de Álvaro Siza Vieira, pelas lentes de Fernando Guerra" 20 Jan 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/803709/casa-de-cha-da-boa-nova-de-alvaro-siza-vieira-nas-lentes-de-fernando-guerra> ISSN 0719-8906