O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. CAU/BR, Itamaraty e MEC debatem revalidação de diplomas brasileiros em Portugal

CAU/BR, Itamaraty e MEC debatem revalidação de diplomas brasileiros em Portugal

CAU/BR, Itamaraty e MEC debatem revalidação de diplomas brasileiros em Portugal
CAU/BR, Itamaraty e MEC debatem revalidação de diplomas brasileiros em Portugal, Porto, Portugal. Image © Rick Ligthelm, via Flickr. Licença CC BY 2.0
Porto, Portugal. Image © Rick Ligthelm, via Flickr. Licença CC BY 2.0

O CAU/BR recebeu em sua sede representantes do Ministério das Relações Exteriores e do Ministério da Educação para discutir formas de agilizar a revalidação de diplomas de arquitetos brasileiros em Portugal. Desde 2013, o CAU/BR e a Ordem dos Arquitectos de Portugal possuem uma acordo de mobilidade profissional, porém o reconhecimento de diploma é um processo exigido por lei.

Os conselheiros federais José Roberto Geraldine Jr. e Fernando Costa, da Comissão de Ensino e Formação do CAU/BR, informaram que o registro de arquitetos portugueses no Brasil têm sido bem mais frequente que o inverso. Enquanto o CAU/BR já concedeu registro a 26 profissionais formados em Portugal, apenas sete arquitetos e urbanistas brasileiros conseguiram o registro no país europeu, principalmente pela dificuldade em revalidar o diploma.

O principal entrave é a forma como os cursos são organizados na Europa. Seguindo as regras do Acordo de Bolonha, assinada por 47 países, os cursos de Arquitetura são divididos em um bacharelado profissionalizante de três anos mais uma espécie de mestrado profissionalizante (master) de dois ou três anos. Como no Brasil os arquitetos e urbanistas se formam com o título de bacharéis, muitas universidades portuguesas entendem que a nossa formação equivale apenas à formação do primeiro ciclo europeu, o que não corresponde à realidade. 

“Essa questão da revalidação envolve quase todos os cursos, não só os de Arquitetura e Urbanismo”, afirmou Eduardo Siebra, da Divisão de Temas Educacionais do Ministério das Relações Exteriores. A chefe da Assessoria Internacional do Ministério da Educação, Aline Schleicher, afirmou que o governo brasileiro não possui ingerência na revalidação de diplomas, uma vez que as universidades públicas possuem autonomia para esse tipo de decisão no Brasil. Esse tema deverá ser novamente debatido com a União Européia em uma reunião que será realizada nas próximas semanas. 

O CAU/BR vai levar o assunto também à Associação Nacional de Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), que reúne os reitores das universidades federais brasileiras. A Andifes possui um acordo de cooperação com o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), que prevê iniciativas para facilitar a revalidação de diplomas nos dois países.

Via CAU/BR

Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "CAU/BR, Itamaraty e MEC debatem revalidação de diplomas brasileiros em Portugal" 14 Ago 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/793253/cau-br-itamaraty-e-mec-debatem-revalidacao-de-diplomas-brasileiros-em-portugal> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.