O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Obras de Álvaro Siza e Fundação Calouste Gulbenkian na nova lista de Portugal para o Patrimônio Mundial

Obras de Álvaro Siza e Fundação Calouste Gulbenkian na nova lista de Portugal para o Patrimônio Mundial

Obras de Álvaro Siza e Fundação Calouste Gulbenkian na nova lista de Portugal para o Patrimônio Mundial
Obras de Álvaro Siza e Fundação  Calouste  Gulbenkian na nova lista de Portugal para o Patrimônio Mundial, Fundação Calouste Gulbenkian, projeto de Ruy Jervis d’Athouguia, Pedro Cid e Alberto Pessoa. Cortesia de Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian
Fundação Calouste Gulbenkian, projeto de Ruy Jervis d’Athouguia, Pedro Cid e Alberto Pessoa. Cortesia de Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian

A nova lista indicativa de Portugal ao Patrimônio Mundial que foi recentemente concluída integra a obra construída de Álvaro Siza e a Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa – mais concretamente o conjunto constituído pelo edifício-sede (projeto dos arquitetos Ruy Athouguia, Pedro Cid e Alberto Pessoa) e pelo parque (projeto de António Viana Barreto e de Gonçalo Ribeiro Telles). Também a rota de Fernão de Magalhães, que em 1522 concluiu a primeira viagem de circum-navegação, e os caminhos portugueses de peregrinação a Santiago de Compostela passam a integrar a lista.

Lisboa, com a Gulbenkian, o Aqueduto das Águas Livres, a Baixa Pombalina e o núcleo histórico mais marcadamente transfigurado pelos Descobrimentos ("Lisboa Histórica, Cidade Global", assim o designa a Comissão Nacional da UNESCO), é a cidade com mais indicações nesta lista, que conta agora com 22 obras. Guimarães, que já tem o seu centro histórico classificado, passa agora a ver também indicada a Zona de Couros, e indicações como as do Deserto dos Carmelitas Descalços do Bussaco (juntamente com o conjunto do Palace-Hotel), as pegadas de dinossauros de Sesimbra e Ourém, as Ilhas Selvagens e as Levadas da Madeira repetem-se, assim como as da Costa Vicentina, de Vila Viçosa e do Palácio e da Tapada Nacional de Mafra. A paisagem cultural do montado, no Alentejo, o complexo romano de salga e conserva de peixe, em Tróia, o Santuário do Bom Jesus do Monte, em Braga, as fortalezas abaluartadas da Raia e a vila de Mértola também estão na lista.

A Comissão Nacional da UNESCO dá assim por terminado o processo, iniciado há dois anos, de atualização da lista anterior, que data de 2004. As listas indicativas, que devem ser aprovadas pelo Comité do Patrimônio Mundial da UNESCO, constituem um pré-requisito indispensável para a candidatura a Patrimônio Mundial, recorda a nota emitida pelo gabinete do ministro dos Negócios Estrangeiros.

Existem atualmente nas Listas Indicativas de 175 Estados um total 1.641 bens que um dia poderão vir a ser inscritos na Lista do Patrimônio Mundial. Portugal, com 15 bens inscritos, está entre os 20 países com maior número de classificações.

Via Público.pt

Cita: Romullo Baratto. "Obras de Álvaro Siza e Fundação Calouste Gulbenkian na nova lista de Portugal para o Patrimônio Mundial" 15 Jun 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/789461/obras-de-alvaro-siza-e-fundacao-calouste-gulbenkian-na-nova-lista-de-portugal-para-o-patrimonio-mundial> ISSN 0719-8906