O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 5 razões para arquitetos aprenderem programação

5 razões para arquitetos aprenderem programação

  • 07:00 - 5 Abril, 2015
  • por Michael Kilkelly
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
5 razões para arquitetos aprenderem programação
5 razões para arquitetos aprenderem programação, © scyther5 via Shutterstock
© scyther5 via Shutterstock

Em seu popular post sobre como os arquitetos podem "maximizar a produtividade e minimizar o trabalho," Michael Kilkelly sugere que você deve "personalizar suas ferramentas de trabalho e, consequentemente, sua maneira de trabalhar" e "utilizar macros para automatizar as tarefas repetitivas." Ambos soam muito úteis, claro, mas não exigem conhecimentos em programação? Sim - mas de acordo com Kilkelly esta deve ser uma ferramenta disponível no kit de cada arquiteto. Publicado originalmente em ArchSmarter, aqui ele mostra 5 razões para os arquitetos aprenderem programação.

Como arquitetos, precisamos saber muitas coisas. Precisamos saber os códigos de construção, estruturas, sistemas mecânicos, materiais. Precisamos saber como ler códigos de zoneamento, como calcular a área de construção, a paginação do piso do escritório. A lista só aumenta. Será que realmente precisamos saber programar softwares também?

Dada a natureza digital da arquitetura e do design de hoje, aprender programação é uma habilidade essencial para o arquiteto. Arquitetos são trabalhadores do conhecimento. Praticamente todo o nosso trabalho é criado no computador. Normalmente usamos aplicativos disponíveis para fazer a maioria do nosso trabalho. No entanto, muitos dos problemas que precisamos resolver não se enquadram dentro das capacidades do nosso software. Nossos programas nem sempre funcionam bem juntos. Precisamos de ferramentas que funcionem da maneira mais adequada ao nosso trabalho.

Você não precisa se tornar um programador profissional para se beneficiar. Você pode usar essa habilidade para resolver todos os tipos de problemas que você enfrenta diariamente. Aqui estão cinco razões pelas quais os arquitetos devem aprender a programar:

Por que se contentar com soluções básicas de software?. Imagem © Flickr CC user William Cromar
Por que se contentar com soluções básicas de software?. Imagem © Flickr CC user William Cromar

1. Programar ajuda você a dominar suas ferramentas

Alguma vez você já desejou que seu software funcionasse um pouco diferente? Você já disse que "se ele fizesse isso, eu poderia ter feito esse trabalho muito mais rápido". A maioria dos programas de hoje vêm com uma API ou interface de programação de aplicativo. Uma API permite que você acesse o funcionamento interno do software. Você pode utilizar a API para escrever o código que quiser e automatizar o programa ou adicionar novas funcionalidades.

Se você precisar de uma ferramenta muito específica para o seu trabalho, você pode escrever um código para criá-lo. É como ficar sob o capô de seu carro e transformá-lo em um hot rod. A maioria das ferramentas CAD e BIM vêm com uma API. O revit tem uma API muito robusta que você pode usar para escrever macros (como este e este), bem como aplicativos add-in. Os produtos do Microsoft Office, têm todos uma API e ferramentas embutidas para automatizar o software. Mesmo sites, como Facebook e Google têm APIs que você pode usar para criar novos recursos e funcionalidades.

APIs estão em toda parte e com um pouco de conhecimento você pode ajustar e personalizar o seu software para trabalhar exatamente do jeito que você acha que deveria.

2. Programar ajuda você a trabalhar de modo mais simples

Ao trabalhar de forma mais simples, não me refiro a ficar sentado com os pés para cima, tomando uma cerveja enquanto assiste a vídeos no YouTube. Não, trabalhar desta forma é de fato trabalhar com o máximo de eficiência e o mínimo de esforço. Digamos que você precise copiar mais de cem arquivos de uma pasta para outra e renomeá-los com a data de hoje. Você poderia fazer isso manualmente, o que pode levar várias horas, ou você pode criar um programa que faça isso para você, enquanto você faz outro trabalho mais interessante.

Recentemente, tive que combinar parte de uma planilha de portas com parte de uma planilha de dormitórios no Excel. A programação teve de listar todos os números das portas e os seus números de quarto associados e nomes de quartos. As tabelas estavam em diferentes arquivos do Excel e uma vez que havia mais de dois mil portas para classificar, não havia nenhuma maneira de fazer isso manualmente. Com um código em um macro do Excel, fui capaz de mesclar as tabelas em cerca de meia hora. E agora, com o código escrito, posso atualizar todas as tabelas em cinco minutos. Para mim, essa é a essência do trabalho mais simples. É deixar o computador fazer o trabalho repetitivo e chato (o que ele pode fazer muito bem), enquanto você se ocupa dos desafios mais interessantes e variados.

3. Programar ajuda você a resolver problemas

Todos nós aprendemos a escrever na escola, mas nem todo mundo se torna um escritor profissional. A escrita é uma ferramenta de comunicação de ideias e intenções. A programação é uma ferramenta para a solução de problemas. Nem todo mundo quer se tornar um programador em tempo integral, mas aprender algum código pode ajudar a resolver o tipo de problema que você enfrenta todos os dias. É mais uma ferramenta em sua caixa. Nós, arquitetos não devemos nos contentar em apenas usar as ferramentas que as empresas de software fornecem para nós. Nós deveríamos estar fazendo nossas próprias ferramentas.

Pensar algoriticamente pode ser uma nova forma de abordar problemas para alguns arquitetos. Imagem © Leszek Glasner via Shutterstock
Pensar algoriticamente pode ser uma nova forma de abordar problemas para alguns arquitetos. Imagem © Leszek Glasner via Shutterstock

4. Programar ajuda você a pensar algoriticamente

Arquitetos são notórios pensadores com o lado direito do cérebro. Nós gostamos de confiar na intuição e criatividade para resolver problemas. Nós gostamos da subjetividade. Assumimos riscos criativos. Nós gostamos de quebrar as regras. No entanto, você não pode se aproximar de todos os problemas com essa mentalidade. Às vezes você precisa de uma abordagem mais rigorosa. Você precisa de objetividade.

Pensamento algorítmico é o oposto do pensamento intuitivo. Ele envolve a utilização de um processo passo-a-passo para resolver um problema. É objetivo em seu núcleo - o problema é resolvido ou não. Programar requer pensamento algorítmico. Obriga-nos a pensar em todas as etapas de um problema. Você deve considerar todas as entradas e as saídas do programa.

Esta abordagem metódica é realmente eficaz em resolver certos tipos de problemas. Uma vez que você a começar a pensar 'algoriticamente', você vê outras áreas que poderiam se beneficiar de alguma estrutura e sistemas. Nem todo o nosso trabalho como arquitetos devem ser resolvido através de um processo intuitivo. Mesmo o processo de projeto pode se beneficiar de um certo rigor e estrutura. Como Steve Jobs disse, uma vez: "Eu acho que todo mundo neste país deveria aprender a programar um computador, porque ele ensina a pensar".

5. Programar é, na verdade, divertido

Projetar um edifício leva tempo. A construção deste edifício leva ainda mais tempo. Pode levar anos para ir desde o esboço inicial de um edifício até estar realmente estar dentro dele. Por outro lado, escrever e testar um programa de computador oferece uma gratificação instantânea. O programa vai trabalhar ou não. Não há muita ambiguidade.

Programar é um desafio e solucionar problemas faz com que seu cérebro trabalhe. Trabalhar em um programa pode ser muito gratificante. E vamos ser sinceros, você preferiria clicar com o botão do mouse mil vezes ou codificar um programa para fazer isso por você?

Aprender a programar leva tempo e paciência, mas pode pagar dividendos a longo prazo. Quer aprender a programar? Aqui estão alguns recursos para ajudar você a começar.

 foi fundado pelo arquiteto Michael Kilkelly em 2014 e tem como objetivo ajudar os arquitetos e designers a trabalharem de forma mais inteligente, proporcionando um grande conteúdo sobre produtividade, personalização de softwares e análises de produtos. Saiba mais sobre o ArchSmarter aqui.

Imagens dos códigos e edifícios via Shutterstock.com

Sobre este autor
Michael Kilkelly
Autor
Cita: Kilkelly, Michael. "5 razões para arquitetos aprenderem programação" [5 Reasons Architects Should Learn to Code] 05 Abr 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/764687/5-razoes-de-porque-os-arquitetos-devem-aprender-a-programar-softwares> ISSN 0719-8906
Ler comentários