O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. Pritzker 2015: Frei Otto e a importância da experimentação na arquitetura

Pritzker 2015: Frei Otto e a importância da experimentação na arquitetura

Pritzker 2015: Frei Otto e a importância da experimentação na arquitetura
Pritzker 2015: Frei Otto e a importância da experimentação na arquitetura, Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田
Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田

O júri do Prêmio Pritzker deste ano escolheu o arquiteto Frei Otto como quadragésimo vencedor do maior prêmio de arquitetura do mundo, fazendo dele o segundo arquiteto alemão a receber a honraria e o primeiro da história a recebê-la postumamente.

Os jurados o descreveram em seu comunicado oficial como um profissional que levou seu trabalho além dos limites da disciplina. Um arquiteto que foi, ao mesmo tempo, um inventor, engenheiro, construtor, pesquisador, ecologista e humanista.

Queremos conhecer com maior profundidade esse notável arquiteto a partir de sua conversa com Juan María Songel em 2004, na qual Otto ressalta a importância da experimentação na arquitetura, colocando-a na posição de eixo central de sua obra. Como ele bem colocou, "A pesquisa bem sucedida deve ser ousada!".

Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田
Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田

No livro "Frei Otto, conversación con Juan María Songel", Otto aborda diversos temas de indubitável interesse e atualidade, assuntos em plena vigência na arquitetura do século XXI. Entre estes, a importância da experimentação e da pesquisa na disciplina.

"Poder construir pressupõe o conhecimento de todas as formas da arquitetura e da construção, assim como seu desenvolvimento. Construir significa continuar esse processo, pesquisar e fazer. O desenvolvimento dos edifícios começou a menos de 10.000 anos e alcançou um altíssimo nível, mas nenhum método é um processo fechado. Contudo, há inúmeras possibilidades abertas, inúmeros descobrimentos a serem feitos."

E como hoje em dia existe uma carência de pesquisa interdisciplinar,

"Atualmente, nem os arquitetos nem os engenheiros realizam trabalhos notáveis de pesquisa. Não se comprometem com as ciências humanas nem com as naturais."

Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田
Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田

Otto é um arquiteto que colaborou de perto com diversos engenheiros, situando sua obra no contexto das arquiteturas com ênfase na tecnologia, chegando vinculá-la com o princípio da era high-tech.

É sabido que Frei Otto teve estreitas e proveitosas relações com alguns engenheiros de grande destaque - Fred Severud, Ove Arup, Ted Happold, Eduardo Torroja, Heinz Isler e Féliz Candela, entre outros. Foi através dessas amizades que conheceu pessoalmente Walter Gropius em uma viagem de estudos aos EUA em 1950:

"Com alguns deles continuei me relacionando até o fim de suas vidas, em particular com Wlater Gropius e Mies van der Rohe, relações muito bonitas e importantes para mim."

Gropius chegou a considerá-lo um autêntico sucessor da metodologia experimental da Bauhaus - uma arquitetura baseada nas ciências naturais. Uma metodologia que Otto chamava de "método sistemático de intervenção", um tentativa de ordenar a infinidade de possibilidades que se apresentavam através de croquis de sistematização. Mantendo sempre seu olhar questionador: 

"As coisas verdadeiramente importantes não surgiram dali, mas em grande parte de observações fortuitas ou casuais realizadas durante os experimentos, alguns deles planejados de uma forma totalmente sistemática."

Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田
Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田

A necessidade de levar a cabo experimentos e ensaios físicos com maquetes é hoje colocada em dúvida pelo uso do computador, que constitui uma importante ferramenta de otimização e pesquisa de formas. Mas até que ponto?

"O computador só pode calcular o que já está conceitualmente dentro dele; nos computadores você só encontra o que busca. Todavia, com a experimentação livre se pode encontrar o que não foi procurado."

Sim, Frei Otto nunca foi alheio a eles;

"Devo acrescentar que desde 1965 todos os meus edifícios foram calculados através do computador. Isso é algo natural, sem dúvida, uma prática muito habitual atualmente."

Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田
Imagem via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田

Resgatamos, através desses trechos, o valioso olhar questionador de Frei Otto sobre a arquitetura. Uma visão globalizada do que representa a disciplina e os desafios futuros que ela enfrentará. A importância da experimentação como ferramenta chave para que as próximas gerações enfrentem a arquitetura e sua infinidade de possibilidades. Décadas à frente de sua geração, Frei Otto pôde compreender a dualidade humano-tecnologia que a sociedade viveria anos mais tarde.

"Pode-se pensar em tudo, pode-se calcular tudo usando um computador."

* Acompanhe a cobertura do Prêmio Pritzker 2015 aqui.

[Imágenes via Pinterest / Usuario u2toyou 浅田]

Sobre este autor
Cita: Yunis, Natalia. "Pritzker 2015: Frei Otto e a importância da experimentação na arquitetura" [Pritzker 2015: Frei Otto y la importancia de la experimentación en la arquitectura ] 14 Mar 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/763770/pritzker-2015-frei-otto-e-a-importancia-da-experimentacao-na-arquitetura> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.