O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Cinema e Arquitetura: "Festim Diabólico"

Cinema e Arquitetura: "Festim Diabólico"

Cinema e Arquitetura: "Festim Diabólico"
Cinema e Arquitetura: "Festim Diabólico", © Ilonagaynor.co.uk
© Ilonagaynor.co.uk

"Festim Diabólico" (1948) de Alfred Hitchcock é a adaptação de uma antiga obra de teatro de 1929 e, por tanto, se desenvolve em só set, filmada em uma aparente cena contínua que, na realidade, é uma sucessão de sequências de 10 minutos sem interrupção. Sua cenografia parece bastante simples, mas foi muito bem pensando por seu diretor, incluindo uma maquete de Nova Iorque em miniatura e uma tela de fundo que permite mostrar a passagem do tempo através das diferentes cores do céu, além das paredes móveis que permitem o movimento da câmera nas cenas de longa duração.

Mais detalhes da incrível maquinaria" arquitetônica pensada por Hitchcock e o filme completo, a seguir.

© Hitchcockmaster.wordpress.com
© Hitchcockmaster.wordpress.com

Uma Tela de Fundo em Movimento

Por trás de uma grande abertura da sala de estar foi construído um "ciclorama" - uma reprodução exata em miniatura de quase 35 quilômetros de horizonte de Nova Iorque, iluminado por 8.000 lâmpadas incandescentes e 200 placas de neon. Sua iluminação varia ao longo da história, mostrando como a cor do céu se altera até a chegada da noite. Para fazer este plano de fundo ainda mais real, as nuvens foram fabricadas em fibra de vidro e são substituídas oito vezes ao longo do filme.

O "Ciclorama"
O "Ciclorama"

Cenografia Móvel

Naturalmente, no deslocamento de uma câmera de um lado ao outro em um apartamento de três cômodos durante 10 minutos sem deter-se (da sala à cozinha, até as costas dos atores, para esconder os cortes), foi pensada uma cenografia "dobrável". Nas suas paredes e parte do mobiliário foram incluídas rodas com vaselina para mover-se silenciosamente depois da passagem da câmera. Uma equipe se escondia por trás das paredes para ir reorganizando o set.

© Hitchcockmaster.wordpress.com
© Hitchcockmaster.wordpress.com

FICHA TÉCNICA

Direção: Alfred Hitchcock
País: Estados Unidos
Ano: 1948
Gênero: Suspense
Duração: 80 min.
Produção: Sidney Bernstein, Alfred Hitchcock
Roteiro: Ben Hecht, Arthur Laurents, baseado na obra de Patrick Hamilton
Música: Leo Forbstein
Fotografia: William V. Skall, Joseph A. Valentine
Montagem: William H. Ziegler

Axonométrica do Set. Imagem © Hitchcockmaster.wordpress.com
Axonométrica do Set. Imagem © Hitchcockmaster.wordpress.com

SINOPSE

Brandon e seu amigo e companheiro de apartamento, o pianista Phillip, estrangulam com uma corda seu amigo da universidade, David Kentley, e depois escondem seu corpo, temporariamente, em um baú, com a intenção de levá-lo para fora da cidade nesta noite. Para dar um toque adicional ao seu crime perfeito, eles organizaram um jantar para os pais de David, sua namorada Janet Walker, seu amigo (e ex-namorado de Janet) Kenneth Lawrence e seu antigo professor do ensino médio, Rupert Cadell. Brandon atribui o impulso do assassinato ao professor Rupert, que professa acreditar que o assassinato é um crime para a maioria dos homens, mas um privilégio para poucos... afirmando que os homens cultural e intelectualmente superiores estão acima dos conceitos morais tradicionais.

Depois que a senhora Wilson empregada do apartamento, arruma a mesa da sala para a refeição, Brandon decide que seria muito mais interessante fazê-la sobre o baú que contém o corpo de David. Os hóspedes chegam na hora prevista, mas Phillip está muito nervoso e comete certos erros que começam a levantar suspeitas no professor, as quais aumentam ao encontrar um chapéu com as iniciais da vítima.

* Mais sobre Hitchcock e a Arquitetura no seguinte link.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
José Tomás Franco
Autor
Cita: Franco, José Tomás. "Cinema e Arquitetura: "Festim Diabólico"" [Cine y Arquitectura: 'La Soga'] 13 Fev 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/761990/cinema-e-arquitetura-a-corda> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.