O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Light Matters: 7 maneiras de usar a luz para tornar a arquitetura mais sustentável

Light Matters: 7 maneiras de usar a luz para tornar a arquitetura mais sustentável

  • 15:00 - 24 Novembro, 2014
  • por
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Light Matters: 7 maneiras de usar a luz para tornar a arquitetura mais sustentável
Light Matters: 7 maneiras de usar a luz para tornar a arquitetura mais sustentável, Iluminação Sustentável HDI Gerling Headquarters. Arquitetos: ingenhoven architects, www.ingenhovenarchitects.com. Projeto Luminotécnico: Tropp Lighting, www.tropp-lighting.com. Imagem © Hans Georg Esch, www.hgesch.de
Iluminação Sustentável HDI Gerling Headquarters. Arquitetos: ingenhoven architects, www.ingenhovenarchitects.com. Projeto Luminotécnico: Tropp Lighting, www.tropp-lighting.com. Imagem © Hans Georg Esch, www.hgesch.de

Um projeto de iluminação sustentável oferece conforto e vários benefícios ambientais, além de vantagens econômicas para os clientes e usuários. Embora a luz do dia ofereça uma fonte de iluminação gratuita, para a maioria dos espaços a quantidade e a duração da luz solar não é suficiente, fazendo com que a iluminação elétrica se torne necessária, mesmo durante o dia. Focar na sustentabilidade torna-se essencial para minimizar o consumo de energia e melhorar a qualidade de vida. Embora a eficiência tenha aumentado significativamente com a tecnologia LED, a iluminação eléctrica ainda é amplamente utilizada. Muitas vezes, o desejo por renovações ou novas aplicações anda junto com uma maior quantidade de iluminação, ao invés de encontrar uma melhor qualidade com a quantidade adequada de energia.

Leia a seguir 7 passos fundamentais para alcançar a iluminação sustentável.

1. Escolha uma fonte de energia eficiente

Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io
Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io

A busca pela iluminação eficiente começa com a fonte de luz mais adequada, e sua eficiência lumínica é um indicador chave. Quanto maior for a intensidade da luz visível em relação à energia consumida, mais eficiente será a sua fonte de luz. As lâmpadas incandescentes, por emitirem uma grande quantidade de radiação infravermelha, apresentam baixa eficiência lumínica. Por outro lado, os LEDs brancos contemporâneos apresentam uma eficiência lumínica muito mais elevada. A vida funcional é outro fator importante para fontes de luz: quanto mais longa for a vida funcional, menores serão os custos de manutenção.

2. Escolha luminárias eficientes e adequadas

Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io
Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io

O sistema óptico dentro de uma luminária deve possuir um perda mínima de luz, a fim de obter uma grande quantidade de irradiação. No entanto, uma taxa de emissão de luz elevada é muitas vezes acompanhada por um conforto visual inferior. O justo equilíbrio entre eficiência e conforto visual é crucial para alcançar soluções de iluminação sustentáveis. A distribuição da iluminação também deve seguir uma aplicação específica. Enquanto um holofote pode ser altamente eficiente para a realização de um brilho focal em uma pequena escultura, ele não seria a ferramenta adequada se o desejo fosse criar um ambiente muito iluminado.

 3. Desligar as luzes quando não forem necessárias

Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io
Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io

Um pequeno gesto, mas muito eficaz, para melhorar a sustentabilidade é desligar a iluminação quando ela não é necessária. E, se for necessário apenas um baixo nível de luz geral, a iluminação poderia ser regulada para um nível mínimo, a fim de economizar energia.

4. Incluir controle de iluminação inteligente

Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io
Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io

Sensores combinados com sistemas de controle de iluminação garantem uma economia automática considerável de energia. Durante o dia, os sensores de luz podem levar a iluminação natural em consideração para reduzir a iluminação artificial. Com a ajuda de detectores de presença, as áreas pouco frequentadas como corredores, áreas ao ar livre à noite ou escritórios vagos podem ser reguladas à um nível mínimo ou desligadas quando não forem necessárias. Para eventos regulares, sistemas de iluminação dependentes do tempo são adequados para otimizar o consumo de energia, por exemplo, em relação ao horário de expediente. Uma interface ergonômica facilita a adaptação para as necessidades individuais.

5. Criar áreas individuais para atividades programadas

Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io
Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io

Uma enorme quantidade de energia é desperdiçada devido aos altos níveis uniformes de iluminância que obedecem a inúmeras exigências. Definir zonas funcionais dentro de grandes espaços e analisar individualmente as atividades programadas neles gera um enorme potencial para a redução de energia elétrica. Por exemplo, definir as áreas mais e menos importantes é uma prática benéfica.

6. Trabalhar com superfícies interiores reflexivas

Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io
Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io

Planeje as suas superfícies interiores com alta refletância para aumentar a reflexão da luz no espaço, mas tome cuidado com superfícies muito brilhantes, que podem causar ofuscamento. O melhor é utilizar cores claras e foscas para melhorar o conforto visual. Para dar a impressão de uma sala iluminada, é preciso manter afastadas as superfícies escuras. A criação de paredes de luz é outro método eficaz para aumentar o brilho aparente de um espaço.

7.Evite ofuscamento e "vazamento" de luz

Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io
Cortesia de Axel Groß / Electric Gobo, www.gobo.io

O ofuscamento interfere significativamente nas tarefas visuais e na criação de um ambiente agradável. O fuscamento direto vem de luminárias, enquanto o brilho indireto surge das reflexões sobre as superfícies. Especificamente, luminárias com feixes obtusos ou não definidos podem causar situações críticas de brilho. Nesta situação, vários feixes pequenos poderiam criar um conforto visual muito maior do que alguns projetores de feixe largo. Além disso, distribuições precisas sem desperdício de luz são essenciais para minimizar o brilho. Por exemplo, na iluminação exterior, o efeito negativo do exagero de luz aparece quando o céu escuro e as estrelas ficam imperceptíveis.

A segunda forma de brilho, do tipo indireto, ocorre quando a luz é refletida nas superfícies brilhantes, como telas de computador ou imagens brilhantes nas paredes. Um layout interno bem projetado, com a posição e direção das luzes adequadas, evitam o ofuscamento indireto.

Iluminação além da energia

Um foco exclusivo na otimização de energia pode levar a soluções de iluminação estranhas. Instalações puramente técnicas podem demonstrar um consumo mínimo de energia, mas se arquitetura, estética e saúde são ignoradas, os usuários provavelmente não se sentirão confortáveis nesses locais e todo o trabalho lumínico foi em vão. Portanto, a qualidade da iluminação precisa incorporar o bem-estar individual, a arquitetura e a economia, como Jennifer Veitch, pesquisador do Conselho Nacional de Pesquisa do Canadá, apontou. No entanto, o primeiro passo para uma boa iluminação deve realmente começar com uma arquitetura que leve em conta a luz do dia.

Light matters, uma coluna mensal sobre luz e espaço, é escrita por Thomas Schielke. Com escritório na Alemanha, ele é fascinado por iluminação na arquitetura e trabalha para a empresa de iluminação DIAL. Publicou numerosos artigos e é co-autor do livro "Light Perspectives." Para mais informações, verifique www.arclighting.de ou segui-o em @arcspaces

Sobre este autor
Thomas Schielke
Autor
Cita: Thomas Schielke. "Light Matters: 7 maneiras de usar a luz para tornar a arquitetura mais sustentável" [Light Matters: 7 Ways Lighting Can Make Architecture More Sustainable] 24 Nov 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/757679/light-matters-7-maneiras-de-usar-a-luz-para-tornar-a-arquitetura-mais-sustentavel> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.