O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. “Ai Weiwei: According to what?”

“Ai Weiwei: According to what?”

“Ai Weiwei: According to what?”
“Ai Weiwei: According  to what?”, Ai Weiwei, Cube Light, 2008.
Ai Weiwei, Cube Light, 2008.

“Cube Light fez sua estréia em Washington no Museu Smithsonian’s Hirshhorn, juntamente com a coleção dos trabalhos mais famosos de Ai Weiwei a retrospectiva “Ai Weiwei: According to what?”. Apesar de ser um dos artistas mais prolíficos e provocantes da China contemporânea, Weiwei é mais conhecido no mundo da arquitetura por seu trabalho com Herzog & de Meuron no famoso "Ninho de Pássaro" de Pequim e, mais recentemente, no  Pavilhão da Serpentine Gallery de 2012.

From left to right: Grapes, 2010; New York Photographs, 1983-1993; Tea House, 2009.
From left to right: Grapes, 2010; New York Photographs, 1983-1993; Tea House, 2009.

Mais imagens e informações a seguir:

From left to right: Beijing’s 2008 Olympic Stadium, 2005-08; Divina Proportione, 2006
From left to right: Beijing’s 2008 Olympic Stadium, 2005-08; Divina Proportione, 2006

“Ai Weiwei: According to what?” ocupa o circuito completo das galerias de segundo nível e espaços no terceiro nível. “Cube Light” (2008), um trabalho seminal na série de lustres do artista e uma grande aquisição da Hirshhorn, ocupando uma galeria inteira. A cerca de 5 metros de cada lado, a peça ecoa e brinca com as formas minimalistas de artistas como Donald Judd. Ao mesmo tempo, Ai cita o exemplo do filme Outubro, de 1928, de Sergei Eisentein, onde um lustre balança durante a Tomada do Palácio de Inverno, representando a instabilidade de um governo à beira do colapso.

Ai Weiwei, segundo painel de the triptych Dropping a Han Dynasty Urn, 1995/2009.
Ai Weiwei, segundo painel de the triptych Dropping a Han Dynasty Urn, 1995/2009.

A exposição viajará por quatro locais nos Estados Unidos e Canadá, mas apenas no Hirshhorn a exposição será acompanhada pela "Ai Weiwei: Círculo de Animais / Cabeças do Zodíaco", uma obra escultórica monumental com 12 partes, instaladas em todo o perímetro da fonte na praça do museu.

From left to right: Coca-Cola Vase, 2007; New York Photographs, 1983–93; Moon Chest, 2008.
From left to right: Coca-Cola Vase, 2007; New York Photographs, 1983–93; Moon Chest, 2008.

Desde 2009, Ai se tornou cada vez conhecido por seu ativismo político sincero, que assume formas diversas e resultou na sua detenção em 2011 por 81 dias pelas autoridades chinesas. “Tenho experimentado mudanças dramáticas na minha vida e condições de trabalho ao longo dos últimos anos”, declarou Ai Weiwei,” e esta exposição foi uma oportunidade para reexaminar o trabalho passado e se comunicar com o público de longe. Eu vejo isso como um fluxo de atividades, em vez de uma entidade fixa. É parte de um processo contínuo de autoexpressão. "

Ai Weiwei, New York Photographs, 1983-1993. 98 fotos branco e preto.
Ai Weiwei, New York Photographs, 1983-1993. 98 fotos branco e preto.

A retrospectiva de Ai Weiwei permanecerá até 24 de fevereiro de 2013. Mais informações no website do Museu Hirshhorn . 

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Fernanda Britto
Autor
Cita: Fernanda Britto. "“Ai Weiwei: According to what?”" 02 Dez 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/84069/ai-weiwei-according-to-what> ISSN 0719-8906