O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. LARVA / S2 Arquitectura + Luis Alderete Arquitectos

LARVA / S2 Arquitectura + Luis Alderete Arquitectos

LARVA / S2 Arquitectura + Luis Alderete Arquitectos
LARVA / S2 Arquitectura + Luis Alderete Arquitectos, © Rafael Reynaga / Miguel Aréchiga
© Rafael Reynaga / Miguel Aréchiga

 

LARVA, Laboratório de Arte e Variedades, é um espaço cultural da prefeitura de Guadalajara localizado no Centro Histórico da cidade, em um antigo cinema dos anos cinquenta que mais de uma década esteve abandonado. Foi colocado em funcionamento de novo em 2009, primeiro para concertos e eventos culturais no que foi a sala de cinema.

© Rafael Reynaga / Miguel Aréchiga

Neste inicio o espaço de acesso e foyer não foram utilizados. Os arquitetos Alfredo Hidalgo e Luis Aldrete foram os responsáveis pelo projeto de reforma do espaço de mil metros quadrados que constitui a frente principal do edifício e em contato imediato com uma das principais avenidas de Guadalajara, a Avenida Juárez. A tarefa incluiu também o tratamento da fachada e um novo acesso a sala de concertos, assim como o plano de intervenção posterior.

© Rafael Reynaga / Miguel Aréchiga
© Rafael Reynaga / Miguel Aréchiga

Em virtude de tratar-se de um trabalho em um edifício público, com um orçamento mínimo e planos para uma construção de quatro meses, o projeto foi pensado sob as seguintes premissas:

1. Reconhecer o edifício existente, dialogar com o passado, conservando a estrutura original.

2. Por ser uma propriedade que não seria totalmente reformada, esta intervenção parcial deixaria registros de seu estado original, com a intenção de evidenciar a relação entre o novo projeto e o original.

© Rafael Reynaga / Miguel Aréchiga

3. Para otimizar recursos e tempo, se conservaria o reboco (estuque) no estado encontrado, sem sequer pintar, o que permitiria conservar a personalidade atual e integrar-se com o resto do edifício que não receberia a intervenção.

© Rafael Reynaga / Miguel Aréchiga

4. Os recursos seriam aplicados em itens muito específicos e da maior qualidade possível, a fim de conseguir resultados espaciais e significativos. Os materiais dialogam com o projeto: a madeira no piso e o mobiliário adicionam calor ao projeto, o aço colabora na entrega dos materiais e guia a intervenção geral. Poucos elementos, mas claramente identificáveis.

© Rafael Reynaga / Miguel Aréchiga

O programa designando a este espaço inclui: cafeteria, galeria, sala de vídeo e biblioteca.

A intervenção reconhece as fortalezas espaciais, tectônicas e estruturais do espaço, as reutiliza e aplica os recursos estrategicamente. Deixa os registros históricos e oferece, tanto no interior como no exterior, uma relação ativa entre o edifício e o espaço público, onde toda a fachada, a nível 00, é tratada através de um metal de cor grafite, para converter-se em um grande quadro negro urbano.

© Rafael Reynaga / Miguel Aréchiga

O projeto foi realizado com 60% do orçamento proposto. Representa um exercício de arquitetura que reflete uma intenção clara da maneira como se pode intervir em um edifício público e relacionar-se com a cidade construindo cidade, entendendo o que se tem, reutilizando-o, aplicando estrategicamente os recursos, deixando registros históricos. Um projeto com um modesto investimento que hoje reavivou uma área, o edifício, em honra a seu nome, segue em metamorfose, que sugere que o resto do centro histórico pode assumir.

Ficha técnica:

  • Arquitetos:S2 Arquitectura + Luis Alderete Arquitectos
  • Ano: 2009
  • Endereço: Juárez e Ocampo Guadalajara México
  • Tipo de projeto: Cultural
  • Operação projetual:Intervenção
  • Status:Construído
  • Localização: Juárez e Ocampo, Guadalajara, México

Equipe:

  1. Arquitetos: Alfredo Hidalgo Rasmussen / S2 Arquitectura + Luís Aldrete Naranjo / Luis Aldrete arquitectos
  2. Colaboradores: Javier González, Cynthia Mojica

Sobre este escritório
S2 Arquitectura + Luis Alderete Arquitectos
Escritório
Cita: Marina de Holanda. "LARVA / S2 Arquitectura + Luis Alderete Arquitectos" 14 Fev 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/31194/larva-s2-arquitectura-mais-luis-alderete-arquitectos> ISSN 0719-8906