O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Memorial da América Latina após o incêndio

Memorial da América Latina após o incêndio

Memorial da América Latina após o incêndio
Memorial da América Latina após o incêndio, © Ricardo Matsukawa / Terra
© Ricardo Matsukawa / Terra

O recente incêndio no Memorial da América Latina levantou questões sobre a autorização de funcionamento do edifício projetado por Oscar Niemeyer. Entretanto, o presidente do Memorial, João Batista de Andrade, afirmou que o auto de vistoria do Corpo de Bombeiros para o Auditório Simon Bolivar, foco do incêndio, era válido.

A vistoria havia sido realizada em 21 de janeiro deste ano e tinha validade até 03 de dezembro de 2014, contudo, o auditório funcionava com uma autorização especial do Departamento de Controle do Uso de Imóveis (Contru), enquanto os trâmites para o alvará, iniciados em 1993, ainda não haviam terminado.

© Átila Salviano Átila Salviano / vc repórter © Vagner Magalhães / Terra © Ricardo Matsukawa / Terra © Tedy Colombini / vc repórter + 13

Apesar da demora em relação ao alvará, a administração do memorial afirma que o mesmo já havia sido deferido e aguardava apenas sua publicação no Diário Oficial.

© Ricardo Matsukawa / Terra
© Ricardo Matsukawa / Terra

João Batista de Andrade disse que é necessário aguardar a conclusão do trabalho do Corpo de Bombeiros e a perícia da polícia técnico-científica para que as providências em relação ao prédio possam ser tomadas. "Precisamos saber qual é o impacto do incêndio na estrutura do prédio. Se precisar demolir, lamentavelmente terá de ser feito. Se a segurança exigir, vamos demolir", disse ele.

O Incêndio

© Ricardo Matsukawa / Terra
© Ricardo Matsukawa / Terra

As chamas no Memorial da América Latina, na zona oeste de São Paulo, começaram por volta das 15h da última sexta-feira, 29 de novembro, e por volta das 20h10, o fogo havia sido controlado. A assessoria de imprensa do Memorial da América Latina informou que o fogo foi causado por um curto-circuito do Auditório Simón Bolívar. Grande parte do forro da plateia B do auditório teria sido comprometida. Segundo os bombeiros, 50% do auditório foi destruído.

Além dos danos causados à estrutura do edifício, documentos importantes podem ter sido destruídos no incêndio. Caixas que guardavam diversos documentos, como plantas originais e outros desenhos de Oscar Niemeyer, podem ter sido destruídas, levando consigo parte do legado de um dos mais importantes arquitetos modernos

Referência: Terra, Folha de São Paulo

Cita: Romullo Baratto. "Memorial da América Latina após o incêndio" 03 Dez 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/157694/memorial-da-america-latina-apos-o-incendio> ISSN 0719-8906