Clássicos da Arquitetura: Oscar Niemeyer

Hoje, dia do arquiteto, Oscar Niemeyer completaria 107 anos.
Para celebrar separamos alguns dos clássicos do arquiteto já publicados pelo ArchDaily Brasil.

Oscar Niemeyer [1907 - 2012]

Em homenagem àquele que foi, sem dúvida, um dos maiores arquitetos da história brasileira, apresentamos sua memorável trajetória que ajudou a construir o Brasil e o Mundo. Seus feitos confirmam o porquê de ser seguido e louvado por muitos, mas não desvendam a magia da resistência ao tempo e a incansável vontade de projetar.

Veja a seguir a trajetória de vida e obra de Oscar Niemeyer.

Em foco: Oscar Niemeyer

Hoje é uma data muito especial para a arquitetura brasileira. Há 107 anos nascia em Laranjeiras, Rio de Janeiro, Oscar Ribeiro de Almeida Niemeyer Soares Filho, ou simplesmente Oscar Niemeyer.

Indiscutivelmente um dos maiores arquitetos da história do Brasil e da arquitetura moderna Mundial, Oscar deixou para o mundo mais de quinhentas obras espalhadas pela América, África e Europa, dentre as quais seria imprudente selecionar poucas mais importantes, dada a grandeza e influência de seus edifícios.

Oscar frequentou a Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro entre 1929 e 1934, quando concluiu seus estudos torando-se um arquiteto-engenheiro. Começou a trabalhar com Lúcio Costa ainda em 1932, uma parceria profissional que perduraria décadas e resultaria em algumas das obras mais importantes da história da arquitetura moderna mundial.

Conjunto Governador Juscelino Kubitschek (JK). Igreja da Pampulha, 1943 Museu de Arte Contemporânea de Niterói, 1996. © Fabiano Caetano Pavilhão Ciccillo Matarazzo, 1957. © flickr ARTExplorer

Dois anos sem Oscar Niemeyer

Há exatamente dois anos o Brasil e o mundo da arquitetura entravam de luto. O país perdia um dos seus protagonistas do século XX, o arquiteto carioca Oscar Niemeyer.

Entretanto, em seus 104 anos de vida o renomado arquiteto deixou grandes marcas e heranças para o Brasil. Seu estilo foi e será reconhecido em todo o mundo. As curvas, a iluminação e a profunda relação e entre suas obras e o ambiente foram suas mais marcantes características.

O Copan está afundando! (mas não se preocupe, está tudo sob controle)

Uma das obras mais icônicas de Oscar Niemeyer, o edifício Copan, em São Paulo, está afundando! Isso não é, porém, motivo para criar alarde; o fenômeno, chamado recalque, consiste no deslocamento vertical de estruturas e mesmo edificações inteiras, isto é, a construção de fato afunda no terreno sobre o qual foi erguida.

A alteração não causa necessariamente instabilidade na estrutura, no entanto, para garantir a segurança dos moradores e usuários do maior condomínio vertical da América Latina, é necessário o monitoramento constante da edificação - que vem sendo realizado desde 1955 pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

Projetar.org lança concurso #008 - Infopoint da Pampulha

A proposta do Concurso #008 do Portal Projetar.org é que os estudantes projetem um Infopoint – Central de Informações Turísticas – na Lagoa da Pampulha, destinado a receber com conforto visitantes de todo o mundo.

Para o cenário da arquitetura e do urbanismo modernistas, Belo Horizonte desempenha papel de protagonista. Considerada a primeira cidade moderna planejada do Brasil, é sede de um dos maiores ícones da arquitetura mundial do século XX, o complexo da Lagoa da Pampulha.

Inaugurado em 1943, o complexo da Pampulha é um destino muito visitado por turistas de todo o mundo, em especial arquitetos, interessados em observar um dos primeiros exemplos do modernismo do país.

Clássicos da Arquitetura: Quatro escolas modernas

Relembre as quatro escolas modernas que publicamos nas últimas semanas.

Lançamento do livro "A forma na Arquitetura" de Oscar Niemeyer, em Lisboa

A livraria A+A promove nesta quarta-feira, 22 de outubro, às 19h, o lançamento da edição 70 do livro "A Forma na Arquitetura" de autoria do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer.

O livro aborda, através de um texto curo e conciso, o problema da forma na arquitetura, a forma plástica que evolui em conjunto com os materiais e sua articulação com a noção central de beleza. Niemeyer também discorre nesse texto sobre como o arquiteto poder atuar na profissão sem se omitir, mantendo-se politicamente engajado.

A apresentação do livro será feita pelo arquiteto Manuel Aires Mateus, do escritório Aires Mateus.

Clássicos da Arquitetura: Escola Estadual Milton Campos / Oscar Niemeyer

© Tibor Jablonsky
© Tibor Jablonsky

© Stamo Papadaki, 1956 © Stamo Papadaki, 1956 © Stamo Papadaki, 1956 Clássicos da Arquitetura: Escola Estadual Milton Campos / Oscar Niemeyer

Quatro blocos envoltos por uma área ajardinada determinam o conjunto arquitetônico. Três destes blocos são retangulares e o quarto bloco, cuja planta tem a forma de um trapézio isósceles, distingue-se dos demais por seu traçado externo curvilíneo.

Esposa de Niemeyer conclui novo número da revista “Nosso Caminho”, editada pelo arquiteto

A saudade postergou por um tempo, mas não impediu a realização de um desejo de Oscar Niemeyer: o lançamento da 13ª edição da revista Nosso Caminho, sobre arquitetura, arte e cultura, editada por ele e por sua esposa, a jornalista Vera Lúcia.

Arte e Arquitetura: Covers/Versões, ícones da arquitetura com elementos cotidianos

Nesta oportunidade, Arte e Arquitetura nos apresenta um vídeo que representa a reconstrução de ícones da arquitetura com elementos cotidianos: Covers/Versions, realizado por Luis Urculo com a colaboração de Cris Blanco. Trata-se de uma pesquisa sobre a arquitetura como objeto de consumo ou de lembranças e sua relação com a linguagem doméstica não espacializada das coisas cotidianas.

O Museu Guggenheim de Nova York, a Casa da Cascata, a Casa Farnsworth e o Congresso Nacional Brasileiro são algumas destas dez peças irônicas monumentais da arquitetura representadas através de livros, revistas, utensílios de cozinha, pratos, entre outros.

Saiba mais sobre o trabalho, a seguir.

© Covers/Luis Urculo © Covers/Luis Urculo © Covers/Luis Urculo © Covers/Luis Urculo

Exposição “Oscar Niemeyer: Clássicos e Inéditos” chega ao Rio de Janeiro

Após passar pelo Itaú Cultural de São Paulo e ser vista por quase 40 mil visitantes, a primeira mostra póstuma dedicada ao arquiteto Oscar Niemeyer (1907-2012) chega ao Rio de Janeiro, no Paço Imperial. São mais de 300 obras, distribuídas por oito salas do histórico prédio da Praça Quinze, ocupando uma área de mais de mil metros quadrados.

A exposição “Oscar Niemeyer: Clássicos e Inéditos” poderá ser visitada pelo público, com entrada gratuita, até dia 02 de novembro.

Vídeo: Centro Niemeyer em Avilés / Duosegno Visual Design

Nosso parceiros do Duosegno Visual Design  compartilharam conosco um interessante vídeo em que percorrem o espetacular espaço público projetado por Oscar Niemeyer no Centro Cultural Internacional Oscar Niemeyer - projeto que ajudou a impulsionar a regeneração urbana e econômica da antiga área industrial do estuário de Avilés. O centro se ergue magistralmente através de formas brancas escultóricas que conformam uma praça aberta, um auditório, uma cúpula, uma torre e um edifício multifuncional. 

Saiba mais sobre este projeto aqui.

Clássicos da Arquitetura: "Os" três Pavilhões do Brasil

Relembre os três Pavilhões do Brasil construídos nas Feiras Mundiais de Nova York '39, Bruxelas 58' e Osaka '70.

Clássicos da Arquitetura: Pavilhão de Nova York 1939 / Lucio Costa e Oscar Niemeyer

Courtesy of Carlos Eduardo Comas, via revista ArqTexto n.16 Courtesy of Carlos Eduardo Comas, via revista ArqTexto n.16 Courtesy of Carlos Eduardo Comas, via revista ArqTexto n.16 Courtesy of Carlos Eduardo Comas, via revista ArqTexto n.16

Por Carlos Eduardo Comas

Graça, leveza, extroversão, exuberância e porosidade respondem ao desejo de transmitir atributos convencionalmente considerados apropriados para um pavilhão de feira. A teatralidade também convém a um tipo de construção que não deve durar mais que uma estação, como uma peça.