O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Sydney Opera House: Comemorando 40 Anos

Sydney Opera House: Comemorando 40 Anos

  • 20:00 - 23 Outubro, 2013
  • por
  • Traduzido por Isabela Costa
Sydney Opera House: Comemorando 40 Anos
Sydney Opera House: Comemorando 40 Anos, © Flickr - User: Jong Soo (Peter) Lee
© Flickr - User: Jong Soo (Peter) Lee

Este mês celebra-se o 40º aniversário da conclusão do Sydney Opera House, símbolo da Austrália. Desde a sua inauguração em 1973, a Opera House recebeu mais de 65 milhões de pessoas a mais de 80 mil eventos memoráveis​​. Para comemorar, uma programação de aniversário acontecerá a partir de meados até o final de outubro, com shows, excurções, exposições, e bolo! Uma verdadeira obra-prima que continua a redefinir as ambições da Austrália, a Opera House é parte de uma história incrível, uma obra de arquitetura que pertence a todos.

© Flickr - User: Jong Soo (Peter) Lee © Jozef Vissel © Flickr - User: Heaven's Gate (John) © Tomas Klein + 12

© Flickr - User: Jong Soo (Peter) Lee
© Flickr - User: Jong Soo (Peter) Lee

A história por trás do Opera House e sua criação é tão rica quanto a própria arquitetura. Em 1956, o governo de New South Wales convocou um concurso aberto para o projeto de duas salas de espectáculos, para a ópera e para concertos sinfônicos, na esperança de estabelecer Sydney como uma grande cidade. O arquiteto dinamarquês Jørn Utzon venceu a competição com um registro que consistia em apenas alguns esboços simples que intrigaram o famoso Eero Saarinen, que fazia parte do júri. "Os desenhos apresentados são simples ao ponto de serem esquemáticos", observou o júri. "No entanto, estamos convencidos de que apresentam um conceito de uma casa de ópera capaz de se tornar um dos maiores edifícios do mundo."

Cortesia de Yellow Book/New South Wales Government State Records
Cortesia de Yellow Book/New South Wales Government State Records

A construção começou em março de 1959, em três fases: a fundação e construção do pódio com vista para o porto de Sydney, a construção das conchas externas, e a construção do interior. A estrutura em concha consistiu de um sistema de nervuras de conchas de concreto pré-moldado criadas a partir de seções de uma esfera. Utzon queria que as conchas fossem retratadas como grandes velas brancas em contraste com as águas azul-escuras do oceano no qual situa-se acima. A fim de alcançar este objetivo estético, as conchas são cobertas com 1.056.066 telhas cerâmicas feitas na Suécia, utilizando argila e pedra britada. Assim com a colocação das telhas, a estrutura do iconico telhado levou 11 anos para ser concluído.

© Flickr - User: Heaven's Gate (John)
© Flickr - User: Heaven's Gate (John)

Em 28 de fevereiro de 1966 após uma longa batalha com o governo de New South Wales por causa do aumento dos custos de construção, a medida que as cascas de concreto iam progredindo para a sua conclusão, Utzon se demitiu do projeto. Apesar do protesto de 3000 assinaturas para a reintegração de Utzon, o governo nomeou três arquitetos australianos, Peter Hall, DS Littlmore, e Lionel Todd, para completar o projeto.

© Flickr - User: Heaven's Gate (John)
© Flickr - User: Heaven's Gate (John)

O edifício foi concluído e inaugurado pela Rainha Elizabeth II em outubro de 1973. Com uma estimativa inicial de 7 milhões de dólares o orçamento foi amplamente ultrapassado, com um custo final de 102 milhões de dólares. Em 2007, a Opera House foi declarada Patrimônio da Humanidade. Em 2003, Jørn Utzon foi agraciado com o Prémio Pritzker cinco anos antes de sua morte, em 2008. Devido às questões políticas que levaram à sua demissão anos antes, o arquiteto nunca mais voltou para a Austrália para vivenciar a sua obra-prima finalizada que é considerada uma das maiores estruturas já criadas.

© Flickr - User: Jong Soo (Peter) Lee
© Flickr - User: Jong Soo (Peter) Lee

A Comemoração do Aniversário começa no dia 20 de outubro com um evento aberto com bolo e música. Diversos programas e concertos continuarão até o dia 31 de outubro. A comemoração inclui a estréia de Autopsy on a Dream, filme de 1968 de John Weiley há muito perdido que trata do nascimento conturbado da obra-prima do arquiteto dinamarquês Jørn Utzon. O filme será transmitido pela ABC TV no domingo, 20 de outubro.

Saiba mais sobre a Comemoração aqui, e mais sobre o edifício aqui.

Cita: Baldwin, Eric. "Sydney Opera House: Comemorando 40 Anos" [The Sydney Opera House: Celebrating 40 Years] 23 Out 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Costa, Isabela) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/148743/sydney-opera-house-comemorando-40-anos> ISSN 0719-8906