O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 115 anos sem carros: o caso da Ilha Mackinac, EUA

115 anos sem carros: o caso da Ilha Mackinac, EUA

115 anos sem carros: o caso da Ilha Mackinac, EUA
115 anos sem carros: o caso da Ilha Mackinac, EUA, Cortesia de medioambiente.org
Cortesia de medioambiente.org

“O uso de carruagens sem cavalos é proibido dentro dos limites da aldeia de Mackinac”. Com essa simples frase, as autoridades da Ilha Mackinac, uma pequena cidade do Estado de Michigan (EUA), aprovaram em 1898 uma lei que proíbe o uso de automóveis. Desde então se passaram 115 anos, e até hoje seus habitantes não sentem a necessidade de modificar esta situação.

Na verdade, esta restrição tem motivado as pessoas a deslocarem-se a pé, de bicicleta ou em carroças puxadas por cavalos típicos do início o século XX, causando a sensação de que o tempo não passou naquela ilha.

Mais detalhes a seguir.

©  Sean_Marshall, via Flickr.
© Sean_Marshall, via Flickr.

Em 1870, o Congresso dos EUA lançou uma campanha para proteção de seu patrimônio cultural. Por isso nomeou Yellowstone como seu primeiro Parque Nacional, e em 1875 ampliou este cuidado a 80% dos terrenos da Ilha Mackinac. Até hoje a classificação é mantida e controlada pela Comissão de Parques, que também limitou a urbanização de cunho privado para que se mantivesse a arquitetura vitoriana típica do local.

©  Sean_Marshall, via Flickr.
© Sean_Marshall, via Flickr.

Esta classificação somada à proibição de automóveis foi tomada por interesse de seus moradores, que não queriam que a ilha fosse afetada pela contaminação ou pelos ruídos dos motores, e tem mantido a tranqüilidade da ilha que, por um tempo, se viu ameaçada. Na verdade, um de seus habitantes foi mais crítico e qualificou os carros como “monstros mecânicos”. Hoje, a ilha tem apenas dois carros que podem ser utilizados em casos de emergência.

Cortesia de Royalbroil, via Wikimedia Commons.
Cortesia de Royalbroil, via Wikimedia Commons.

Já nos últimos anos, esta centenária lei permitiu que a ilha se convertesse em um destino turístico, passando no verão de 500 habitantes a 15.000 pessoas. Uma das principais atividades que os turistas realizam na ilha – e que seus habitantes realizam durante o resto do ano – se dá na estrada M-185, que convida as pessoas a percorrer de bicicleta ou a pé seus 13 km de extensão ao longo da costa.

Estrada M-185. Image Cortesia de 2.bp.blogspot.com
Estrada M-185. Image Cortesia de 2.bp.blogspot.com

Por Constanza Martínez Gaete, via Plataforma Urbana. Tradução Isabela Costa, ArchDaily Brasil.


Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "115 anos sem carros: o caso da Ilha Mackinac, EUA" 10 Set 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/139862/115-anos-sem-carros-o-caso-da-ilha-mackinac-eua> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.