O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. As 10 cidades mais felizes do mundo

As 10 cidades mais felizes do mundo

As 10 cidades mais felizes do mundo
As 10 cidades mais felizes do mundo, Praia de Ipanema no Rio de Janeiro via Creative Commons
Praia de Ipanema no Rio de Janeiro via Creative Commons

Texto por Francisca Codeceo via Plataforma Urbana. Tradução Archdaily Brasil.

Ontem publicamos "As 10 cidades com melhor infraestrutura do mundo". Porém, isso não as torna, necessariamente, as cidades mais felizes do mundo. Confira a seguir a lista das 10 cidades mais felizes do mundo. 

O que faz com que estes sejam os cidadãos mais felizes que outros?

Em comparação com Europa, Austrália e América do Sul, os Estados Unidos é um lugar bastante infeliz. Assim revelou a pesquisa de mercado da empresa GfK Custom, que realizou entrevistas a 10 mil pessoas em 29 países. Realizado em 2009, o Anholt-GfK Roper City Brands Index se baseia numa percepção, ou seja, que a população mundial percebe o Rio de Janeiro como a cidade mais feliz do mundo. No entanto, existem fatores um pouco mais objetivos que podem ser considerados quando tomamos as cidades e os países felizes. O ano passado, o Instituto da Universidade de Columbia divulgou o primeiro Informe Mundial sobre Felicidade, buscando a felicidade no mundo e a ciência atrás dela. Algumas das descobertas foram: Os ricos são mais felizes que os pobres em relação a apoio social e material e à liberdade pessoal. Além disso, há uma correlação positiva entre a felicidade e o auto-emprego nos dados dos Estados Unidos e Europa (mas não na América do Sul). Por outro lado, a saúde mental é a que mais contribui com a felicidade de todos os países e a falta de igualdade percebida reduz a felicidade. 

via Plataforma Urbana
via Plataforma Urbana

O Rio de janeiro se encontra no topo da lista pelas suas numerosas atrações ao ar livre e culturais, centros comerciais (ainda que polêmico, este dado foi considerado como uma medida de felicidade no estudo), espetáculos e entretenimento em geral. Sydney está em segundo lugar, por muitos dos mesmos motivos, e Barcelona fecha o pódio com o terceiro lugar, principalmente por seu grande número de centros comerciais. Rio e Barcelona parecem as opções mais típicas, mas Sidney também aparece porque engloba uma visão geral do que é a Austrália para o mundo, segundo Simon Anholt, que realizou o levantamento. “É o lugar onde todo o mundo gostaria de ir”, disse à Forbes. “Todo o mundo pensa que sabe da Austrália porque viram Crocodilo Dundee. Existe uma imagem desta nação de pessoas que, basicamente, se sentam para comer churrasco”. 

via Plataforma Urbana
via Plataforma Urbana

Amsterdã, Melbourne e Madri vem depois, ainda que Amsterdã parece estar nesta posição apenas por uma razão: seus “coffee shops”. No entanto, Melbourne se destaca por seus centros comerciais e alternativas de lazer outdoor, e Madri pelos seus espetáculos e atividades culturais.

via Plataforma Urbana
via Plataforma Urbana

São Francisco também aparece no ranking, em grande parte, devido aos seus centros comerciais, segundo a própria lista. Destinos tradicionais como Roma, Paris e Buenos Aires estão logo após. Roma, por si só, supera a todos os demais do ranking quanto à atrações culturais. Finalmente, Buenos Aires, a segunda cidade da América do Sul dentro do top 10, foi reconhecida pelos seus centros comerciais e atividades culturais.

Cabe a você agora julgar se estas realmente são as cidades mais felizes do mundo (ou apenas aquelas com mais compras).

10º lugar: Buenos Aires via fastcoexist.com
10º lugar: Buenos Aires via fastcoexist.com
9º lugar: Paris via fastcoexist.com
9º lugar: Paris via fastcoexist.com
8º lugar: Roma via fastcoexist.com
8º lugar: Roma via fastcoexist.com
7º lugar: São Francisco via fastcoexist.com
7º lugar: São Francisco via fastcoexist.com
6º lugar: Madri via fastcoexist.com
6º lugar: Madri via fastcoexist.com
5º lugar: Melbourne via fastcoexist.com
5º lugar: Melbourne via fastcoexist.com
4º lugar: Amsterdã via fastcoexist.com
4º lugar: Amsterdã via fastcoexist.com
3º lugar: Barcelona via fastcoexist.com
3º lugar: Barcelona via fastcoexist.com
2º lugar: Sidney via fastcoexist.com
2º lugar: Sidney via fastcoexist.com
1º lugar: Rio de Janeiro via fastcoexist.com
1º lugar: Rio de Janeiro via fastcoexist.com

Veja a seguir o ranking completo.

Via Fastcoexist.com.

Cita: Fernanda Britto. "As 10 cidades mais felizes do mundo" 05 Mar 2013. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/100836/as-10-cidades-mais-felizes-do-mundo> ISSN 0719-8906